Intercalar as aulas de Ensino Religioso para o Ensino Médio com os treinos físicos diários pela manhã – caminhadas e corridas para entrar em forma. Essa é a rotina de Leandro Garcia Neto, 33, professor nos colégios salesianos Nossa Senhora do Carmo de Belém e Ananindeua, ambos no Pará. Leandro será um dos condutores da tocha olímpica em sua passagem pela capital paraense e está muito motivado para esse feito. A admiração pelo esporte e as olimpíadas vem da infância, quando assistiu aos jogos pela primeira vez com o falecido avô, Laurentino Garcia, cuja presença e boa companhia Leandro relembra, com intensidade, a cada Olimpíada.
Quarta, 13 Abril 2016 07:56

Os novos mártires

Escrito por
A cada ano, 100 mil cristãos são assassinados por causa da sua fé. São 273 por dia, 11 por hora. O cristianismo é a religião mais perseguida no mundo, tanto que 80% de todos os atos de discriminação cometidos no mundo são dirigidos contra os cristãos. Na indiferença quase que total do Ocidente.
São muitos os recursos educativos e pastorais criados por Dom Bosco. Um deles, o ‘Boa Noite’, surgido em Valdocco no primeiro oratório, é excelente meio para atingir os jovens de um modo eficaz.
Sexta, 05 Fevereiro 2016 17:15

Dom Bosco e o carnaval

Escrito por
Em tudo o que há de humano sempre há excessos e faltas. Excesso de alegria e de rigor e falta de alegria e de rigor. Na tradição salesiana de Dom Bosco não há uma fuga do carnaval, mas sua aceitação. Não se aceitam os excessos, mas se vive intensamente este tempo.
Segunda, 21 Dezembro 2015 13:31

Queridos Reis Magos

Escrito por
Em muitos países da Europa, a tradição é que os presentes de Natal sejam trazidos pelos Reis Magos, no dia 6 de janeiro. Nas mensagens abaixo, dois missionários ligados à ONG espanhola Misiones Salesianas, que atualmente residem em países da África, fazem os seus pedidos para um Natal de paz e solidariedade.
Segunda, 07 Dezembro 2015 22:02

Garelli e o Poço da Samaria

Escrito por
O encontro de Dom Bosco com o jovem Bartolomeu Garelli, em 8 de dezembro de 1841, marca o início do oratório e da atividade salesiana em favor dos jovens mais carentes.
A Assistência para Dom Bosco representava o coração do sistema preventivo, o seu elemento vital. Não haveria sistema preventivo quando o seu coração deixasse de pulsar, isto é, quando houvesse “déficit” da assistência. Ela é o modo de educação de Dom Bosco, a verdadeira síntese da genialidade de seu sistema, é uma antecipada resposta ao princípio contemporâneo da “personalização” na relação educativa.
O mundo salesiano celebra em 2015 o bicentenário do nascimento de Dom Bosco. Desde o ano de 2012 foram programadas diversas atividades celebrativas e estudos para lembrar o bicentenário do nascimento do grande educador que foi Dom Bosco, cujo método inspira e orienta a ação não só dos salesianos e das irmãs salesianas, mas de toda a Família Salesiana no mundo inteiro, empenhada em um único projeto, a evangelização e a educação dos jovens como cristãos e bons cidadãos.
Quinta, 23 Julho 2015 23:37

Um amplo movimento em favor dos jovens

Escrito por
A Família Salesiana conta atualmente com 30 grupos oficialmente reconhecidos, cada qual contribuindo à sua maneira para o bem da juventude segundo os ensinamentos de Dom Bosco.
O Sistema Preventivo é a raiz do espírito salesiano. Ele se configura, ao mesmo tempo, pedagogia, pastoral e espiritualidade. É desta visão, e dos fundamentos antropológicos e teológicos, que parte a concepção de Dom Bosco a respeito da educação. Neste sentido, educar é promover o desenvolvimento integral da pessoa, cultivando todas as suas dimensões. É tornar mais fácil à criança e ao jovem a realização dos valores que os humanizam e os personalizam. É neste duplo embate que se desenvolve a ação educativa salesiana, no empenho para ajudar os jovens a se tornarem pessoas, fazendo-os cada vez mais se assemelharem ao Criador, que nos fez, ao mesmo tempo, únicos e originais por uma parte, iguais e irmãos por outra. O grande desafio de toda ação educativa é encontrar o equilíbrio entre a humanização e a personalização, a fim de que os jovens conservem esse mesmo equilíbrio por toda a vida. Dom Bosco percebeu que, para conseguir isso, era preciso uma presença amiga junto aos jovens, praticando uma educação que fosse além da instrução.
Página 12 de 37
Intercalar as aulas de Ensino Religioso para o Ensino Médio com os treinos físicos diários pela manhã – caminhadas e corridas para entrar em forma. Essa é a rotina de Leandro Garcia Neto, 33, professor nos colégios salesianos Nossa Senhora do Carmo de Belém e Ananindeua, ambos no Pará. Leandro será um dos condutores da tocha olímpica em sua passagem pela capital paraense e está muito motivado para esse feito. A admiração pelo esporte e as olimpíadas vem da infância, quando assistiu aos jogos pela primeira vez com o falecido avô, Laurentino Garcia, cuja presença e boa companhia Leandro relembra, com intensidade, a cada Olimpíada.
Quarta, 13 Abril 2016 07:56

Os novos mártires

Escrito por
A cada ano, 100 mil cristãos são assassinados por causa da sua fé. São 273 por dia, 11 por hora. O cristianismo é a religião mais perseguida no mundo, tanto que 80% de todos os atos de discriminação cometidos no mundo são dirigidos contra os cristãos. Na indiferença quase que total do Ocidente.
São muitos os recursos educativos e pastorais criados por Dom Bosco. Um deles, o ‘Boa Noite’, surgido em Valdocco no primeiro oratório, é excelente meio para atingir os jovens de um modo eficaz.
Sexta, 05 Fevereiro 2016 17:15

Dom Bosco e o carnaval

Escrito por
Em tudo o que há de humano sempre há excessos e faltas. Excesso de alegria e de rigor e falta de alegria e de rigor. Na tradição salesiana de Dom Bosco não há uma fuga do carnaval, mas sua aceitação. Não se aceitam os excessos, mas se vive intensamente este tempo.
Segunda, 21 Dezembro 2015 13:31

Queridos Reis Magos

Escrito por
Em muitos países da Europa, a tradição é que os presentes de Natal sejam trazidos pelos Reis Magos, no dia 6 de janeiro. Nas mensagens abaixo, dois missionários ligados à ONG espanhola Misiones Salesianas, que atualmente residem em países da África, fazem os seus pedidos para um Natal de paz e solidariedade.
Segunda, 07 Dezembro 2015 22:02

Garelli e o Poço da Samaria

Escrito por
O encontro de Dom Bosco com o jovem Bartolomeu Garelli, em 8 de dezembro de 1841, marca o início do oratório e da atividade salesiana em favor dos jovens mais carentes.
A Assistência para Dom Bosco representava o coração do sistema preventivo, o seu elemento vital. Não haveria sistema preventivo quando o seu coração deixasse de pulsar, isto é, quando houvesse “déficit” da assistência. Ela é o modo de educação de Dom Bosco, a verdadeira síntese da genialidade de seu sistema, é uma antecipada resposta ao princípio contemporâneo da “personalização” na relação educativa.
O mundo salesiano celebra em 2015 o bicentenário do nascimento de Dom Bosco. Desde o ano de 2012 foram programadas diversas atividades celebrativas e estudos para lembrar o bicentenário do nascimento do grande educador que foi Dom Bosco, cujo método inspira e orienta a ação não só dos salesianos e das irmãs salesianas, mas de toda a Família Salesiana no mundo inteiro, empenhada em um único projeto, a evangelização e a educação dos jovens como cristãos e bons cidadãos.
Quinta, 23 Julho 2015 23:37

Um amplo movimento em favor dos jovens

Escrito por
A Família Salesiana conta atualmente com 30 grupos oficialmente reconhecidos, cada qual contribuindo à sua maneira para o bem da juventude segundo os ensinamentos de Dom Bosco.
O Sistema Preventivo é a raiz do espírito salesiano. Ele se configura, ao mesmo tempo, pedagogia, pastoral e espiritualidade. É desta visão, e dos fundamentos antropológicos e teológicos, que parte a concepção de Dom Bosco a respeito da educação. Neste sentido, educar é promover o desenvolvimento integral da pessoa, cultivando todas as suas dimensões. É tornar mais fácil à criança e ao jovem a realização dos valores que os humanizam e os personalizam. É neste duplo embate que se desenvolve a ação educativa salesiana, no empenho para ajudar os jovens a se tornarem pessoas, fazendo-os cada vez mais se assemelharem ao Criador, que nos fez, ao mesmo tempo, únicos e originais por uma parte, iguais e irmãos por outra. O grande desafio de toda ação educativa é encontrar o equilíbrio entre a humanização e a personalização, a fim de que os jovens conservem esse mesmo equilíbrio por toda a vida. Dom Bosco percebeu que, para conseguir isso, era preciso uma presença amiga junto aos jovens, praticando uma educação que fosse além da instrução.
Página 12 de 37