As inscrições para o Troféu Louvemos o Senhor, o principal prêmio da música católica no Brasil abre inscrições  no dia 23 de janeiro. O regulamento e as fichas para inscrição estão disponíveis no endereço www.trofeulouvemos.com.br. As inscrições para as 27 categorias do prêmio serão realizadas até o dia 22 de fevereiro. Dia 19 de maio será realizada a entrega dos Prêmios Técnicos e Instrumentais e, dia 22 de maio, a grande festa de premiação.   História: Nos últimos anos a música católica, por meio dos seus compositores, cantores e músicos, tem saído de dentro das igrejas e ido ao encontro do povo nos meios seculares, mostrando toda a riqueza da cultura, liturgia e o jeito do cristão viver a sua Fé.   “O Troféu Louvemos o Senhor, surgiu com a finalidade de premiar aqueles que estão envolvidos com a música dentro da visão na igreja católica. Artistas que praticam este ofício com excelência e têm se destacado na mídia, evangelizando com música de qualidade”, conta o idealizador do Troféu, Ricardo Mari.   “Nossa intenção é premiar o artista, cantor, músico, compositor, que tem se empenhado em produzir arte musical de qualidade, para evangelizar e animar a igreja dentro dos novos desafios de comunicação da boa nova do Nosso Senhor Jesus Cristo”, aponta o diretor musical e artístico do evento, João Mourão. Nesta 5ª Edição, uma das novidades é a premiação da música católica produzida no formato DVD, com destaque para os criadores dos projetos gráficos das capas e embalagens de CDs e DVDs e, a Personalidade Artística do Ano.   SERVIÇO: Inscrições para o Prêmio Nacional da Música Católica – Troféu Louvemos o Senhor Data: de 23/01 a 22/02 Contato: para eslarecer dúvidas ou informações para artistas e bandas a produção do evento os contatos podem ser feitos por meio do telefone: (19) 3849.9247 / (19) 3849.9244 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Você acompanha mais informações e curiosidades do Troféu Louvemos o Senhor no site www.trofeulouvemos.com.br, pela conta do Twitter @trofeulouvemos e ainda na página no Facebook.   Jovens Conectados
Luís Felipe Bezerra Lopes, de 17 anos, apresentou a melhor média do ENEM para o Sistema de Seleção Unificada na UFRN.   Luís Felipe Bezerra Lopes, de 17 anos, um dos formandos do ano de 2012 do Colégio Salesiano São José, em Natal, RN, obteve o 1º lugar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Sisu seleciona as melhores médias do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para ingresso em instituições públicas de ensino superior.      O ex-aluno da Rede Salesiana de Escolas (RSE) obteve nota 812.30 e conquistou o ingresso no curso de Psicologia, mas já decidiu abrir mão da vaga. A ideia é usar a nota no segundo semestre para tentar o acesso ao curso de Medicina. Ele conta que optou por Psicologia somente para testar sua nota no ENEM, pois era a primeira vez em que fazia o exame. Agora, com o ótimo resultado em mãos, o ingresso em Medicina ficou muito próximo.      Estudante da RSE durante 10 anos, Luís Felipe não hesita em dizer que um dos segredos do seu sucesso foi o comportamento na escola, onde assistia às aulas com muita concentração.  “Na sala eu presto bastante atenção. Não abro a boca. Acredito que isso tenha me ajudado", afirma.   Em breve conversa com o RSE Informa, o ex-aluno falou um pouco sobre a sua conquista, o sonho de fazer Medicina, o aprendizado no colégio salesiano e ainda deu algumas dicas para os alunos da RSE que se preparam para o ENEM.   Confira a entrevista do aluno no RSE Informa   RSE Informa
No último dia 13 de janeiro, na Festa do Batismo do Senhor, um grupo de cinco pessoas de diferentes regiões: irmã Zenilde Fontes (Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB), padres André Viana e Francisco Roberto (Diocese de Itapetininga, SP), o jovem Moisés Morais (Arquidiocese de Fortaleza) e o senhor  Osvaldo Tércio (Arquidiocese de Manaus, AM) realizaram um gesto histórico na preparação da Jornada Mundial da Juventude do Brasil. Eles levaram até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, no Interior de São Paulo, as fitas que foram amarradas no andor do ícone de Nossa Senhora e aos pés da cruz peregrina, sinais da JMJ.   A história dessas fitas começou no estado do Amazonas, à medida que o ícone da mãe de Deus ia visitando as dioceses daquele lugar. Esta iniciativa religiosa dos jovens é uma tradição no interior daquela região. Em muitos altares das comunidades paroquiais, sobretudo no interior, a imagem dos santos padroeiros está envolta em muitas fitas contendo a oração dos fiéis.   Antes dos símbolos partirem para as dioceses do Paraguai, as fitas foram carinhosamente retiradas do ícone e guardadas pela equipe do Serviço de Evangelização da Juventude do Regional Sul 3, coordenado pela irmã Zenilde Fontes. A equipe teve a inspiração de deixar essas intenções da juventude-Igreja no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, lugar de grande devoção do povo brasileiro.   As fitas foram entregues ao padre Valdivino Guimarães, prefeito do Santuário Nacional, e serão parte da celebração de abertura da Campanha da Fraternidade de 2013 que abordará o tema: Fraternidade e Juventude, marcando assim, o ano da JMJ no Brasil. Após a celebração, as fitas serão colocadas em um recipiente de vidro, com informações sobre sua origem, na sala das promessas dentro do santuário e poderão ser vistas por todos os devotos da Mãe Aparecida.   Assim, tem-se a certeza de que Nossa Senhora Aparecida tomará sobre sua proteção todas as pessoas que ali depositaram suas preces e confiança em Deus.   Inspetoria Salesiana do Amazonas
Faleceu nesta terça-feira, 15 de janeiro, em Campo Grande, MS, o padre Valério Utel, SDB. Há vários anos o sacerdote salesiano estava com a saúde debilitada, causada por mal de Parkinson e diabetes. Sua última moradia foi a Obra Social Paulo VI, onde recebia cuidados e realizava tratamentos. Na noite do último dia 14 de janeiro, seu estado de saúde  agravou-se e ele teve de ser internado com urgência, levado para a UTI (Unidade de Cuidados Intensivos), mas infelizmente não resistiu. Seu corpo foi velado na capela do Pós Noviciado do Paulo VI e sepultado nesta quarta-feira, 16 de janeiro, no Cemitério Santo Antônio, em Campo Grande.   Natural da região da Capodistia, Itália, padre Valério Utel veio para o Brasil na década de 1950, junto com os pais e irmãos. A vinda para o continente sulamericano foi viabilizada pelo irmão, o também sacerdote salesiano Carmelo Utel – falecido em 2002 – e que já morava no Brasil. Radicou-se na cidade paulista de Tupã e decidiu tornar-se salesiano. A comunidade religiosa e colaboradores da Missão Salesiana de Mato Grosso (MSMT) lamentam a morte e rezam pela alma de padre Valério.   Missão Salesiana de Mato Grosso
Quarta, 16 Janeiro 2013 11:17

Jovens da JMJ terão assistência médica integral

Escrito por
Cerca de 500 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos e acadêmicos de medicina e enfermagem, são esperados para trabalhar como voluntários na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em julho de 2013. Um núcleo de 10 pessoas, coordenado pelo médico e voluntário da saúde na JMJ, Pedro Pimenta de Mello Spinetti, já trabalha para garantir o bem estar de todos os participantes do evento. Com o aumento das temperaturas e o acúmulo de pessoas em um só local, o risco da proliferação de bactérias e vírus é grande. Pedro explica que além da oração é preciso se preocupar com o estado de saúde dos voluntários e milhões de peregrinos que virão para o Rio de Janeiro.    “Algumas ações estão sendo planejadas desde 2011 para capacitar os voluntários, não só da área da saúde, mas de todas, para garantir um evento sem riscos. Pequenas ações como distribuição de água potável em grande quantidade, lavar as mãos antes de distribuir alimentos, coleta e separação do lixo são atitudes fundamentais para reduzirmos o número de eventos adversos à saúde durante a JMJ”, explica o médico.   O número ideal de médicos e enfermeiros para atuar na saúde, segundo Pedro, seria de 600 voluntários, mas os peregrinos não deixarão de ser atendidos em qualquer emergência: “O Brasil é um dos poucos países do mundo com sistema de saúde com atendimento universal e até mesmo os estrangeiros têm direito a assistência nos Hospitais do SUS. Certamente, durante a JMJ, todo o sistema de saúde da cidade estará de prontidão para receber os peregrinos que dele necessitarem”, finaliza.   CNBB
Os salesianos padre Vicente Rigolon e padre Geraldo Magella Carvalho Chaves estão de volta ao Instituto São José, retomando a comunidade salesiana em Resende, RJ, após dois anos. Também vão para a escola dois jovens aspirantes que irão fazer uma experiência vocacional: Marcellus, de Belo Horizonte, MG, e Victor, do Rio de Janeiro, RJ, completando quatro pessoas, mínimo exigido pela Inspetoria São João Bosco para a formação de uma comunidade. Eles vêm com a missão de movimentar a pastoral da escola, com a força do carisma salesiano entre os jovens e a animação das missas na capela.   Padre Vicente deve chegar ainda nesta semana. Ele foi diretor do Instituto São José de 1987 a 1992 e estava dirigindo a Casa Inspetorial de Belo Horizonte. Ele confessa que mesmo antes de receber a notícia, havia comunicado à inspetoria o desejo de voltar. "Eu já tinha conversado com o meu superior sobre a vontade de retornar a Resende, mas achei que seria só no ano que vem. Estou muito feliz, as malas já estão prontas. É um lugar em que me sinto querido e acolhido”, disse padre Vicente, que destacou ainda a estrutura e a organização da escola, onde esteve em maio de 2012 para a novena de Nossa Senhora Auxiliadora e em outubro para comemorar o aniversário de 80 anos. Ele aproveitou para rever antigos amigos. Na ocasião, ficou hospedado na residência dos salesianos, sua nova casa a partir de agora. Padre Vicente está ansioso para conhecer os filhos dos ex-alunos que estudaram no colégio no período em que era o diretor, e já faz planos para 2013: “Nossa missão é reforçar o clima salesiano entre os jovens. Pais, alunos e educadores podem contar com a gente para qualquer assunto pastoral. Já tenho algumas ideias, mas vamos discutir tudo com a direção da escola nas reuniões de planejamento do início do ano".   Padre Geraldo Magella morou em Resende entre 1998 e 2003, quando fez parte da comunidade salesiana, marcando presença entre os alunos e ajudando no grupo de "Casais com Cristo" da Paróquia São Sebastião. No ano passado, também visitou o Instituto São José, onde celebrou uma missa como parte das comemorações pelos 25 anos de sacerdócio. Hoje com 72 anos, volta para servir aos jovens. "Como não ficar contente? Resende sempre me acolheu de braços abertos e o tempo em que fiquei no Instituto São José foi muito importante para mim. Retorno com alegria e estarei à disposição para o quer der e vier", afirmou o religioso. Padre Geraldo deve chegar à escola na segunda quinzena de janeiro e promete trazer os "joguinhos" que faziam a alegria dos estudantes nos intervalos das aulas. "Alguns a gente deixa pelo caminho, como presente para amigos, mas ainda tenho muitos, eles podem esperar que vão brincar bastante comigo".   Padre Nilson Farias, provincial da Inspetoria São João Bosco, explica que a decisão de retomar a comunidade salesiana em Resende amadureceu depois de perceber que era possível enviar dois religiosos para a obra. "Me pareceu ser desejo da direção e de toda a comunidade educativa uma presença salesiana mais fixa, já que para o padre Emidio era difícil acompanhar de perto por causa do trabalho no colégio de Riachuelo, no Rio de Janeiro. Quando vimos que o remanejamento do padre Vicente e do padre Geraldo era viável, providenciamos mais dois jovens para completar a comunidade e retomar essa presença salesiana em Resende", afirmou o inspetor, acreditando que o trabalho pastoral tem papel fundamental na formação dos alunos. "O serviço que eles vão desenvolver é, sem dúvida, muito significativo".   Para o diretor executivo do Instituto São José, professor Roberto Barbosa de Oliveira, o retorno da comunidade salesiana é um presente para pais, alunos e educadores. “É uma alegria e uma conquista expressiva. Apesar de todos nós procurarmos no dia a dia vivenciar a filosofia de São João Bosco, a presença de religiosos reforça e muito esse carisma e a espiritualidade salesiana", disse o diretor. Roberto destaca ainda a importância do trabalho pastoral. "A missão dos padres e dos aspirantes será essencial no nosso jeito de educar. Além disso, eles vão organizar e tomar a frente das missas na capela, o que vai nos dar mais tranquilidade e permitir uma comunhão ainda maior com a comunidade. Eu, particularmente, estou muito feliz e tenho certeza de que esse é o sentimento de todos por aqui. Estamos preparando tudo com muito carinho para a chegada deles, para que se sintam mais uma vez amados e acolhidos no Instituto São José", concluiu o diretor.   RSE Informa  
A primeira semana do projeto missionário iniciado em Rio Grande, RS, já contabiliza a visita a cerca de 200 famílias da paróquia São Judas Tadeu. No último dia 08 de janeiro, após a missa, os missionários conduziram um encontro com os coordenadores e membros da comunidade, partilhando experiências sobre o compromisso e missão do coordenador de um grupo ou movimento pastoral. No dia 09 os salesianos jovens, Magnus e Loacir, encontraram-se com jovens e crianças. Na ocasião falaram sobre Dom Bosco e apresentaram a proposta vocacional da vida consagrada salesiana. No final do encontro, os adolescentes e jovens foram convidados a retornar os encontros do grupo de jovens, até então desativado. No dia 10 de janeiro, no período da tarde, foi celebrada uma missa na comunidade Nossa Senhora Aparecida e à noite foi realizada uma adoração Eucarística com membros do grupo de oração da paróquia, na comunidade da matriz.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Terça, 15 Janeiro 2013 11:00

Feira vocacional abre mais 50 vagas

Escrito por
A Feira Vocacional terá mais 50 vagas. As inscrições estarão abertas até o mês de março ou até todas as vagas serem preenchidas. A Feira será realizada entre os  dias 23 a 26 de julho, das 8h às 20h, em todos os dias do evento, durante a JMJ Rio2013.   Serão 130 expositores, 150 estandes, 50 confessionários, palcos para shows, oficinas de palestras e uma tenda de adoração ao Santíssimo Sacramento, além da praça de alimentação, que servirá como ponto de convivência. Tudo preparado para deixar o ambiente com clima de oração e contemplação.   “A feira vocacional é um evento dentro da programação oficial da Jornada Mundial da Juventude, que tem como objetivo levar os jovens a perguntar o que Deus espera da vida deles”, afirma o padre Leonardo Lopes, coordenador da Feira Vocacional.   Haverá oito shows ao longo do evento, três já confirmados. A Feira terá como atrações musicais irmã Kelly Patrícia, Dunga e Missionário Shalom. O evento também é para os leigos. A ideia é de que todos que estejam presentes sejam tocados. Apesar dos leigos terem a missa, a confissão e adoração, na feira ele entenderá o propósito de ser vocacional, isso porque o evento tem um caráter mais especifico.   Em outubro as inscrições somaram 157 nomes, acima da expectativa e com uma lista de espera que já está sendo encaixada no evento. No cadastro geral há inscritos para palestras, expositores, momentos de oração, entre outros.   Haverá várias representações na Feira: de ordens religiosas masculinas e femininas, de casais, de novas comunidades, de leigos consagrados e de movimentos. Estes representantes também estarão à disposição para os que procuram apoio e gostariam de tirar dúvidas sobre suas vocações. Inclusive, 20% dos voluntários cadastrados são seminaristas.   “A Feira Vocacional quer ajudar  cada cristão a assumir sua vocação. Depois disso a pessoa estará mais apta para assumir sua vocação específica, seja o matrimônio ou sacerdócio, por exemplo”, acrescenta padre Leonardo Lopes. Segundo o coordenador da Feira Vocacional, a vocação transforma e direciona a vida inteira: “A primeira vocação é a vida, depois a de ser filho de Deus”.   A feira será realizada no bairro da Urca, na Praça General Tibúrcio, aos pés do Pão de Açúcar. Para se inscrever, envie um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.   JMJ Rio2013
Terça, 15 Janeiro 2013 10:47

Santos salesianos do calendário litúrgico

Escrito por
Graças à colaboração do padre Pierluigi Cameroni, postulador geral da Família Salesiana para as Causas dos Santos, a Agência Info Salesiana passará a publicar, no início de cada mês, as figuras de santidade salesiana que o calendário litúrgico recorda mensalmente. Uma iniciativa que deseja ser um estímulo para descobrir (ou redescobrir) alguns traços da sua santidade, a fim de celebrar com mais consciência a sua memória. “Janeiro propõe à nossa imitação e à nossa oração o testemunho de alguns membros da Família Salesiana já elevados às honras dos altares e a quem queremos olhar neste ano como modelos de fé”, afirma o padre Cameroni.   Leia abaixo sobre as figuras de santidade salesiana que o calendário litúrgico traz em janeiro. 15 de janeiro – Bv. padre Luís Variara É uma figura que avulta por sua fidelidade extraordinária aos caminhos inspirados por Deus, mas traçados e até distorcidos pelas contingências humanas. Um salesiano missionário que por 28 anos viveu na Colômbia, dedicando-se aos doentes de Hanseniase em “Agua de Dios”. Transformou a tristeza do lazareto com a alegria salesiana e com a música, o teatro, o esporte, o estilo de vida do oratório salesiano. E, caso único na história da Igreja, fundou a primeira comunidade religiosa composta por pessoas atingidas por lepra ou filhas de doentes de lepra. Foi “Fundador” a partir da sua realidade de “fundado”, na submissão plena à obediência religiosa. Morreu submetido a um pesado “exílio”, que o afastara da dedicação total da sua vida aos doentes e ao seu Instituto, conjugando, em si e na obediência religiosa mais ilimitada, tanto a fidelidade à obra que Deus lhe pedia quanto à submissão às ordens que lhe impôs o seu legítimo Superior, e que pareciam afastá-lo dos caminhos queridos por Deus.   22 de janeiro – Bv. Laura Vicuña Decorre neste ano o 25° aniversário da beatificação desta adolescente, aluna das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). Uma menina que ofereceu a sua vida pela salvação da própria mãe, como lhe confiara antes de morrer: “São quase dois anos que ofereci a minha vida pela senhora, para obter a graça da sua volta à Fé. Mãe, antes de morrer não terei a alegria de vê-la arrependida?”. Fazer de tudo para a salvação da mãe foi o anseio constante de Laura. Por isso intensificou cada vez mais a oração, buscou todas as ocasiões de sacrifício que o cotidiano lhe apresentava, levou no coração como um grande segredo que somente Deus conhece. E – quando no período das duas férias Manuel Mora, convivente da mãe e ansiando por amores com Laura, faz de tudo por havê-la também escrava – a menina o rejeita várias vezes com decisão e com aquela especial força haurida da fé autêntica. A oferta de Laura foi aceita por Deus. E a jovem se fina serenamente depois de pronunciar estas gaudiosas últimas palavras: “Obrigada, Jesus! Obrigada, Maria! Morro feliz!”.   24 de janeiro – São Francisco de Sales É uma figura muito rica, uma mina de sabedoria de que esgota, colhendo, como abelha de flor em flor, alguns dos seus ditos sobre a fé: “A Fé é o raio celeste que nos faz contemplar a Deus em todas as coisas e todas as coisas em Deus”; “Repitamos: Deus é o pintor, a nossa fé é a pintura, as cores são a palavra de Deus, o pincel é a Igreja”; “A fé é a grande amiga do nosso espírito e pode, com todo direito, falar às ciências humanas”; “A salvação é indicada pela fé, preparada pela esperança, mas é dada somente à caridade”; “As tentações contra a fé seguem diretas à inteligência para induzi-la a discutir, a devanear, a sonhar”.   30 de janeiro – Bv. padre  Bronislau Markiewicz Fundador das Congregações (masculina e feminina) de São Miguel Arcanjo. Com 18 anos, Bronislau perde a fé. “Eu quis aderir às opiniões dos meus professores – escreverá mais tarde –. Além da fé em Deus, perdi também a paz da alma e o sentido da harmonia interior. Fui invalido pela tristeza”. No desespero, Bronislau recorre aos grandes escritores poloneses. Comovido por um deles, cai de joelhos e exclama: “Meu Deus, se existes, faze que te conheça!... Que veja a Verdade; e passarei a vida inteira em ação de graças!... Então, estarei disposto a todas as humilhações”. A resposta do Céu foi imediata: “Deus me ouviu! Num instante, a minha alma ficou submersa em luz. Acreditei em tudo o que Santa Igreja ensina. Fiz imediatamente uma confissão geral”. Mas uma conversão sempre carrega em si uma dura luta no plano moral: “Caí ainda, e mesmo muitas vezes. Mas Tu, Senhor Jesus, não me abandonaste!”. A experiência da luta produzirá uma fé muito viva, uma caridade e uma esperança mais fortes, um vivo desejo de viver na humildade, como, com frequência, o beato repetia aos seus rapazes: “Sem humildade, sem a aceitação das humilhações, não se pode achar o Senhor Jesus nem na oração, nem no jejum, nem no pranto, nem na vigília”.   Na seção sdb.org dedicada à santidade estão disponíveis outras informações e subsídios sobre os santos salesianos.   InfoANS
Foi inaugurado em Guiratinga, MT, no dia 8 de dezembro, um Centro Juvenil para acolher adolescentes e jovens. Organizado pela Comunidade da Pastoral do Menor, o Centro Juvenil será um espaço saudável de encontro, lazer e formação aos sábados, domingos e feriados.   A inauguração do espaço foi realizada após a procissão da Imaculada Conceição, levada pelos adolescentes, e da celebração Eucarística presidida por Dom Dereck Christoper, bispo da Diocese de Guiratinga. Durante a cerimônia, a coordenadora da Pastoral do Menor, irmã Maria Luisa, FMA, explicou a feliz coincidência do dia 8 de dezembro de 2012 com o dia 8 de dezembro de 1841, quando Dom Bosco se encontrou com Bartolomeo Garelli, lembrando aquele fato providencial que marcou o início do Oratório Salesiano. Ainda durante a cerimônia a irmã convidou os presentes a rezar uma Ave Maria como Dom Bosco fez naquele dia.   A abertura das portas do Centro Juvenil ficou sob a responsabilidade do bispo Dom Dereck, enquanto Fernanda Dauber, salesiana cooperadora jovem, e o diácono salesiano, Angelo,  descerraram a placa do novo espaço. Os jovens e adolescentes participam com entusiasmo da casa preparada para eles, com a esperança que este ambiente possa acolher com carinho muitos jovens para levá-los a Deus.  
Página 382 de 401
As inscrições para o Troféu Louvemos o Senhor, o principal prêmio da música católica no Brasil abre inscrições  no dia 23 de janeiro. O regulamento e as fichas para inscrição estão disponíveis no endereço www.trofeulouvemos.com.br. As inscrições para as 27 categorias do prêmio serão realizadas até o dia 22 de fevereiro. Dia 19 de maio será realizada a entrega dos Prêmios Técnicos e Instrumentais e, dia 22 de maio, a grande festa de premiação.   História: Nos últimos anos a música católica, por meio dos seus compositores, cantores e músicos, tem saído de dentro das igrejas e ido ao encontro do povo nos meios seculares, mostrando toda a riqueza da cultura, liturgia e o jeito do cristão viver a sua Fé.   “O Troféu Louvemos o Senhor, surgiu com a finalidade de premiar aqueles que estão envolvidos com a música dentro da visão na igreja católica. Artistas que praticam este ofício com excelência e têm se destacado na mídia, evangelizando com música de qualidade”, conta o idealizador do Troféu, Ricardo Mari.   “Nossa intenção é premiar o artista, cantor, músico, compositor, que tem se empenhado em produzir arte musical de qualidade, para evangelizar e animar a igreja dentro dos novos desafios de comunicação da boa nova do Nosso Senhor Jesus Cristo”, aponta o diretor musical e artístico do evento, João Mourão. Nesta 5ª Edição, uma das novidades é a premiação da música católica produzida no formato DVD, com destaque para os criadores dos projetos gráficos das capas e embalagens de CDs e DVDs e, a Personalidade Artística do Ano.   SERVIÇO: Inscrições para o Prêmio Nacional da Música Católica – Troféu Louvemos o Senhor Data: de 23/01 a 22/02 Contato: para eslarecer dúvidas ou informações para artistas e bandas a produção do evento os contatos podem ser feitos por meio do telefone: (19) 3849.9247 / (19) 3849.9244 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Você acompanha mais informações e curiosidades do Troféu Louvemos o Senhor no site www.trofeulouvemos.com.br, pela conta do Twitter @trofeulouvemos e ainda na página no Facebook.   Jovens Conectados
Luís Felipe Bezerra Lopes, de 17 anos, apresentou a melhor média do ENEM para o Sistema de Seleção Unificada na UFRN.   Luís Felipe Bezerra Lopes, de 17 anos, um dos formandos do ano de 2012 do Colégio Salesiano São José, em Natal, RN, obteve o 1º lugar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O Sisu seleciona as melhores médias do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para ingresso em instituições públicas de ensino superior.      O ex-aluno da Rede Salesiana de Escolas (RSE) obteve nota 812.30 e conquistou o ingresso no curso de Psicologia, mas já decidiu abrir mão da vaga. A ideia é usar a nota no segundo semestre para tentar o acesso ao curso de Medicina. Ele conta que optou por Psicologia somente para testar sua nota no ENEM, pois era a primeira vez em que fazia o exame. Agora, com o ótimo resultado em mãos, o ingresso em Medicina ficou muito próximo.      Estudante da RSE durante 10 anos, Luís Felipe não hesita em dizer que um dos segredos do seu sucesso foi o comportamento na escola, onde assistia às aulas com muita concentração.  “Na sala eu presto bastante atenção. Não abro a boca. Acredito que isso tenha me ajudado", afirma.   Em breve conversa com o RSE Informa, o ex-aluno falou um pouco sobre a sua conquista, o sonho de fazer Medicina, o aprendizado no colégio salesiano e ainda deu algumas dicas para os alunos da RSE que se preparam para o ENEM.   Confira a entrevista do aluno no RSE Informa   RSE Informa
No último dia 13 de janeiro, na Festa do Batismo do Senhor, um grupo de cinco pessoas de diferentes regiões: irmã Zenilde Fontes (Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB), padres André Viana e Francisco Roberto (Diocese de Itapetininga, SP), o jovem Moisés Morais (Arquidiocese de Fortaleza) e o senhor  Osvaldo Tércio (Arquidiocese de Manaus, AM) realizaram um gesto histórico na preparação da Jornada Mundial da Juventude do Brasil. Eles levaram até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, no Interior de São Paulo, as fitas que foram amarradas no andor do ícone de Nossa Senhora e aos pés da cruz peregrina, sinais da JMJ.   A história dessas fitas começou no estado do Amazonas, à medida que o ícone da mãe de Deus ia visitando as dioceses daquele lugar. Esta iniciativa religiosa dos jovens é uma tradição no interior daquela região. Em muitos altares das comunidades paroquiais, sobretudo no interior, a imagem dos santos padroeiros está envolta em muitas fitas contendo a oração dos fiéis.   Antes dos símbolos partirem para as dioceses do Paraguai, as fitas foram carinhosamente retiradas do ícone e guardadas pela equipe do Serviço de Evangelização da Juventude do Regional Sul 3, coordenado pela irmã Zenilde Fontes. A equipe teve a inspiração de deixar essas intenções da juventude-Igreja no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, lugar de grande devoção do povo brasileiro.   As fitas foram entregues ao padre Valdivino Guimarães, prefeito do Santuário Nacional, e serão parte da celebração de abertura da Campanha da Fraternidade de 2013 que abordará o tema: Fraternidade e Juventude, marcando assim, o ano da JMJ no Brasil. Após a celebração, as fitas serão colocadas em um recipiente de vidro, com informações sobre sua origem, na sala das promessas dentro do santuário e poderão ser vistas por todos os devotos da Mãe Aparecida.   Assim, tem-se a certeza de que Nossa Senhora Aparecida tomará sobre sua proteção todas as pessoas que ali depositaram suas preces e confiança em Deus.   Inspetoria Salesiana do Amazonas
Faleceu nesta terça-feira, 15 de janeiro, em Campo Grande, MS, o padre Valério Utel, SDB. Há vários anos o sacerdote salesiano estava com a saúde debilitada, causada por mal de Parkinson e diabetes. Sua última moradia foi a Obra Social Paulo VI, onde recebia cuidados e realizava tratamentos. Na noite do último dia 14 de janeiro, seu estado de saúde  agravou-se e ele teve de ser internado com urgência, levado para a UTI (Unidade de Cuidados Intensivos), mas infelizmente não resistiu. Seu corpo foi velado na capela do Pós Noviciado do Paulo VI e sepultado nesta quarta-feira, 16 de janeiro, no Cemitério Santo Antônio, em Campo Grande.   Natural da região da Capodistia, Itália, padre Valério Utel veio para o Brasil na década de 1950, junto com os pais e irmãos. A vinda para o continente sulamericano foi viabilizada pelo irmão, o também sacerdote salesiano Carmelo Utel – falecido em 2002 – e que já morava no Brasil. Radicou-se na cidade paulista de Tupã e decidiu tornar-se salesiano. A comunidade religiosa e colaboradores da Missão Salesiana de Mato Grosso (MSMT) lamentam a morte e rezam pela alma de padre Valério.   Missão Salesiana de Mato Grosso
Quarta, 16 Janeiro 2013 11:17

Jovens da JMJ terão assistência médica integral

Escrito por
Cerca de 500 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos e acadêmicos de medicina e enfermagem, são esperados para trabalhar como voluntários na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em julho de 2013. Um núcleo de 10 pessoas, coordenado pelo médico e voluntário da saúde na JMJ, Pedro Pimenta de Mello Spinetti, já trabalha para garantir o bem estar de todos os participantes do evento. Com o aumento das temperaturas e o acúmulo de pessoas em um só local, o risco da proliferação de bactérias e vírus é grande. Pedro explica que além da oração é preciso se preocupar com o estado de saúde dos voluntários e milhões de peregrinos que virão para o Rio de Janeiro.    “Algumas ações estão sendo planejadas desde 2011 para capacitar os voluntários, não só da área da saúde, mas de todas, para garantir um evento sem riscos. Pequenas ações como distribuição de água potável em grande quantidade, lavar as mãos antes de distribuir alimentos, coleta e separação do lixo são atitudes fundamentais para reduzirmos o número de eventos adversos à saúde durante a JMJ”, explica o médico.   O número ideal de médicos e enfermeiros para atuar na saúde, segundo Pedro, seria de 600 voluntários, mas os peregrinos não deixarão de ser atendidos em qualquer emergência: “O Brasil é um dos poucos países do mundo com sistema de saúde com atendimento universal e até mesmo os estrangeiros têm direito a assistência nos Hospitais do SUS. Certamente, durante a JMJ, todo o sistema de saúde da cidade estará de prontidão para receber os peregrinos que dele necessitarem”, finaliza.   CNBB
Os salesianos padre Vicente Rigolon e padre Geraldo Magella Carvalho Chaves estão de volta ao Instituto São José, retomando a comunidade salesiana em Resende, RJ, após dois anos. Também vão para a escola dois jovens aspirantes que irão fazer uma experiência vocacional: Marcellus, de Belo Horizonte, MG, e Victor, do Rio de Janeiro, RJ, completando quatro pessoas, mínimo exigido pela Inspetoria São João Bosco para a formação de uma comunidade. Eles vêm com a missão de movimentar a pastoral da escola, com a força do carisma salesiano entre os jovens e a animação das missas na capela.   Padre Vicente deve chegar ainda nesta semana. Ele foi diretor do Instituto São José de 1987 a 1992 e estava dirigindo a Casa Inspetorial de Belo Horizonte. Ele confessa que mesmo antes de receber a notícia, havia comunicado à inspetoria o desejo de voltar. "Eu já tinha conversado com o meu superior sobre a vontade de retornar a Resende, mas achei que seria só no ano que vem. Estou muito feliz, as malas já estão prontas. É um lugar em que me sinto querido e acolhido”, disse padre Vicente, que destacou ainda a estrutura e a organização da escola, onde esteve em maio de 2012 para a novena de Nossa Senhora Auxiliadora e em outubro para comemorar o aniversário de 80 anos. Ele aproveitou para rever antigos amigos. Na ocasião, ficou hospedado na residência dos salesianos, sua nova casa a partir de agora. Padre Vicente está ansioso para conhecer os filhos dos ex-alunos que estudaram no colégio no período em que era o diretor, e já faz planos para 2013: “Nossa missão é reforçar o clima salesiano entre os jovens. Pais, alunos e educadores podem contar com a gente para qualquer assunto pastoral. Já tenho algumas ideias, mas vamos discutir tudo com a direção da escola nas reuniões de planejamento do início do ano".   Padre Geraldo Magella morou em Resende entre 1998 e 2003, quando fez parte da comunidade salesiana, marcando presença entre os alunos e ajudando no grupo de "Casais com Cristo" da Paróquia São Sebastião. No ano passado, também visitou o Instituto São José, onde celebrou uma missa como parte das comemorações pelos 25 anos de sacerdócio. Hoje com 72 anos, volta para servir aos jovens. "Como não ficar contente? Resende sempre me acolheu de braços abertos e o tempo em que fiquei no Instituto São José foi muito importante para mim. Retorno com alegria e estarei à disposição para o quer der e vier", afirmou o religioso. Padre Geraldo deve chegar à escola na segunda quinzena de janeiro e promete trazer os "joguinhos" que faziam a alegria dos estudantes nos intervalos das aulas. "Alguns a gente deixa pelo caminho, como presente para amigos, mas ainda tenho muitos, eles podem esperar que vão brincar bastante comigo".   Padre Nilson Farias, provincial da Inspetoria São João Bosco, explica que a decisão de retomar a comunidade salesiana em Resende amadureceu depois de perceber que era possível enviar dois religiosos para a obra. "Me pareceu ser desejo da direção e de toda a comunidade educativa uma presença salesiana mais fixa, já que para o padre Emidio era difícil acompanhar de perto por causa do trabalho no colégio de Riachuelo, no Rio de Janeiro. Quando vimos que o remanejamento do padre Vicente e do padre Geraldo era viável, providenciamos mais dois jovens para completar a comunidade e retomar essa presença salesiana em Resende", afirmou o inspetor, acreditando que o trabalho pastoral tem papel fundamental na formação dos alunos. "O serviço que eles vão desenvolver é, sem dúvida, muito significativo".   Para o diretor executivo do Instituto São José, professor Roberto Barbosa de Oliveira, o retorno da comunidade salesiana é um presente para pais, alunos e educadores. “É uma alegria e uma conquista expressiva. Apesar de todos nós procurarmos no dia a dia vivenciar a filosofia de São João Bosco, a presença de religiosos reforça e muito esse carisma e a espiritualidade salesiana", disse o diretor. Roberto destaca ainda a importância do trabalho pastoral. "A missão dos padres e dos aspirantes será essencial no nosso jeito de educar. Além disso, eles vão organizar e tomar a frente das missas na capela, o que vai nos dar mais tranquilidade e permitir uma comunhão ainda maior com a comunidade. Eu, particularmente, estou muito feliz e tenho certeza de que esse é o sentimento de todos por aqui. Estamos preparando tudo com muito carinho para a chegada deles, para que se sintam mais uma vez amados e acolhidos no Instituto São José", concluiu o diretor.   RSE Informa  
A primeira semana do projeto missionário iniciado em Rio Grande, RS, já contabiliza a visita a cerca de 200 famílias da paróquia São Judas Tadeu. No último dia 08 de janeiro, após a missa, os missionários conduziram um encontro com os coordenadores e membros da comunidade, partilhando experiências sobre o compromisso e missão do coordenador de um grupo ou movimento pastoral. No dia 09 os salesianos jovens, Magnus e Loacir, encontraram-se com jovens e crianças. Na ocasião falaram sobre Dom Bosco e apresentaram a proposta vocacional da vida consagrada salesiana. No final do encontro, os adolescentes e jovens foram convidados a retornar os encontros do grupo de jovens, até então desativado. No dia 10 de janeiro, no período da tarde, foi celebrada uma missa na comunidade Nossa Senhora Aparecida e à noite foi realizada uma adoração Eucarística com membros do grupo de oração da paróquia, na comunidade da matriz.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Terça, 15 Janeiro 2013 11:00

Feira vocacional abre mais 50 vagas

Escrito por
A Feira Vocacional terá mais 50 vagas. As inscrições estarão abertas até o mês de março ou até todas as vagas serem preenchidas. A Feira será realizada entre os  dias 23 a 26 de julho, das 8h às 20h, em todos os dias do evento, durante a JMJ Rio2013.   Serão 130 expositores, 150 estandes, 50 confessionários, palcos para shows, oficinas de palestras e uma tenda de adoração ao Santíssimo Sacramento, além da praça de alimentação, que servirá como ponto de convivência. Tudo preparado para deixar o ambiente com clima de oração e contemplação.   “A feira vocacional é um evento dentro da programação oficial da Jornada Mundial da Juventude, que tem como objetivo levar os jovens a perguntar o que Deus espera da vida deles”, afirma o padre Leonardo Lopes, coordenador da Feira Vocacional.   Haverá oito shows ao longo do evento, três já confirmados. A Feira terá como atrações musicais irmã Kelly Patrícia, Dunga e Missionário Shalom. O evento também é para os leigos. A ideia é de que todos que estejam presentes sejam tocados. Apesar dos leigos terem a missa, a confissão e adoração, na feira ele entenderá o propósito de ser vocacional, isso porque o evento tem um caráter mais especifico.   Em outubro as inscrições somaram 157 nomes, acima da expectativa e com uma lista de espera que já está sendo encaixada no evento. No cadastro geral há inscritos para palestras, expositores, momentos de oração, entre outros.   Haverá várias representações na Feira: de ordens religiosas masculinas e femininas, de casais, de novas comunidades, de leigos consagrados e de movimentos. Estes representantes também estarão à disposição para os que procuram apoio e gostariam de tirar dúvidas sobre suas vocações. Inclusive, 20% dos voluntários cadastrados são seminaristas.   “A Feira Vocacional quer ajudar  cada cristão a assumir sua vocação. Depois disso a pessoa estará mais apta para assumir sua vocação específica, seja o matrimônio ou sacerdócio, por exemplo”, acrescenta padre Leonardo Lopes. Segundo o coordenador da Feira Vocacional, a vocação transforma e direciona a vida inteira: “A primeira vocação é a vida, depois a de ser filho de Deus”.   A feira será realizada no bairro da Urca, na Praça General Tibúrcio, aos pés do Pão de Açúcar. Para se inscrever, envie um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.   JMJ Rio2013
Terça, 15 Janeiro 2013 10:47

Santos salesianos do calendário litúrgico

Escrito por
Graças à colaboração do padre Pierluigi Cameroni, postulador geral da Família Salesiana para as Causas dos Santos, a Agência Info Salesiana passará a publicar, no início de cada mês, as figuras de santidade salesiana que o calendário litúrgico recorda mensalmente. Uma iniciativa que deseja ser um estímulo para descobrir (ou redescobrir) alguns traços da sua santidade, a fim de celebrar com mais consciência a sua memória. “Janeiro propõe à nossa imitação e à nossa oração o testemunho de alguns membros da Família Salesiana já elevados às honras dos altares e a quem queremos olhar neste ano como modelos de fé”, afirma o padre Cameroni.   Leia abaixo sobre as figuras de santidade salesiana que o calendário litúrgico traz em janeiro. 15 de janeiro – Bv. padre Luís Variara É uma figura que avulta por sua fidelidade extraordinária aos caminhos inspirados por Deus, mas traçados e até distorcidos pelas contingências humanas. Um salesiano missionário que por 28 anos viveu na Colômbia, dedicando-se aos doentes de Hanseniase em “Agua de Dios”. Transformou a tristeza do lazareto com a alegria salesiana e com a música, o teatro, o esporte, o estilo de vida do oratório salesiano. E, caso único na história da Igreja, fundou a primeira comunidade religiosa composta por pessoas atingidas por lepra ou filhas de doentes de lepra. Foi “Fundador” a partir da sua realidade de “fundado”, na submissão plena à obediência religiosa. Morreu submetido a um pesado “exílio”, que o afastara da dedicação total da sua vida aos doentes e ao seu Instituto, conjugando, em si e na obediência religiosa mais ilimitada, tanto a fidelidade à obra que Deus lhe pedia quanto à submissão às ordens que lhe impôs o seu legítimo Superior, e que pareciam afastá-lo dos caminhos queridos por Deus.   22 de janeiro – Bv. Laura Vicuña Decorre neste ano o 25° aniversário da beatificação desta adolescente, aluna das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). Uma menina que ofereceu a sua vida pela salvação da própria mãe, como lhe confiara antes de morrer: “São quase dois anos que ofereci a minha vida pela senhora, para obter a graça da sua volta à Fé. Mãe, antes de morrer não terei a alegria de vê-la arrependida?”. Fazer de tudo para a salvação da mãe foi o anseio constante de Laura. Por isso intensificou cada vez mais a oração, buscou todas as ocasiões de sacrifício que o cotidiano lhe apresentava, levou no coração como um grande segredo que somente Deus conhece. E – quando no período das duas férias Manuel Mora, convivente da mãe e ansiando por amores com Laura, faz de tudo por havê-la também escrava – a menina o rejeita várias vezes com decisão e com aquela especial força haurida da fé autêntica. A oferta de Laura foi aceita por Deus. E a jovem se fina serenamente depois de pronunciar estas gaudiosas últimas palavras: “Obrigada, Jesus! Obrigada, Maria! Morro feliz!”.   24 de janeiro – São Francisco de Sales É uma figura muito rica, uma mina de sabedoria de que esgota, colhendo, como abelha de flor em flor, alguns dos seus ditos sobre a fé: “A Fé é o raio celeste que nos faz contemplar a Deus em todas as coisas e todas as coisas em Deus”; “Repitamos: Deus é o pintor, a nossa fé é a pintura, as cores são a palavra de Deus, o pincel é a Igreja”; “A fé é a grande amiga do nosso espírito e pode, com todo direito, falar às ciências humanas”; “A salvação é indicada pela fé, preparada pela esperança, mas é dada somente à caridade”; “As tentações contra a fé seguem diretas à inteligência para induzi-la a discutir, a devanear, a sonhar”.   30 de janeiro – Bv. padre  Bronislau Markiewicz Fundador das Congregações (masculina e feminina) de São Miguel Arcanjo. Com 18 anos, Bronislau perde a fé. “Eu quis aderir às opiniões dos meus professores – escreverá mais tarde –. Além da fé em Deus, perdi também a paz da alma e o sentido da harmonia interior. Fui invalido pela tristeza”. No desespero, Bronislau recorre aos grandes escritores poloneses. Comovido por um deles, cai de joelhos e exclama: “Meu Deus, se existes, faze que te conheça!... Que veja a Verdade; e passarei a vida inteira em ação de graças!... Então, estarei disposto a todas as humilhações”. A resposta do Céu foi imediata: “Deus me ouviu! Num instante, a minha alma ficou submersa em luz. Acreditei em tudo o que Santa Igreja ensina. Fiz imediatamente uma confissão geral”. Mas uma conversão sempre carrega em si uma dura luta no plano moral: “Caí ainda, e mesmo muitas vezes. Mas Tu, Senhor Jesus, não me abandonaste!”. A experiência da luta produzirá uma fé muito viva, uma caridade e uma esperança mais fortes, um vivo desejo de viver na humildade, como, com frequência, o beato repetia aos seus rapazes: “Sem humildade, sem a aceitação das humilhações, não se pode achar o Senhor Jesus nem na oração, nem no jejum, nem no pranto, nem na vigília”.   Na seção sdb.org dedicada à santidade estão disponíveis outras informações e subsídios sobre os santos salesianos.   InfoANS
Foi inaugurado em Guiratinga, MT, no dia 8 de dezembro, um Centro Juvenil para acolher adolescentes e jovens. Organizado pela Comunidade da Pastoral do Menor, o Centro Juvenil será um espaço saudável de encontro, lazer e formação aos sábados, domingos e feriados.   A inauguração do espaço foi realizada após a procissão da Imaculada Conceição, levada pelos adolescentes, e da celebração Eucarística presidida por Dom Dereck Christoper, bispo da Diocese de Guiratinga. Durante a cerimônia, a coordenadora da Pastoral do Menor, irmã Maria Luisa, FMA, explicou a feliz coincidência do dia 8 de dezembro de 2012 com o dia 8 de dezembro de 1841, quando Dom Bosco se encontrou com Bartolomeo Garelli, lembrando aquele fato providencial que marcou o início do Oratório Salesiano. Ainda durante a cerimônia a irmã convidou os presentes a rezar uma Ave Maria como Dom Bosco fez naquele dia.   A abertura das portas do Centro Juvenil ficou sob a responsabilidade do bispo Dom Dereck, enquanto Fernanda Dauber, salesiana cooperadora jovem, e o diácono salesiano, Angelo,  descerraram a placa do novo espaço. Os jovens e adolescentes participam com entusiasmo da casa preparada para eles, com a esperança que este ambiente possa acolher com carinho muitos jovens para levá-los a Deus.  
Página 382 de 401