Terça, 20 Fevereiro 2018 18:05

Nossa grande tarefa: completar aquilo que Jesus começou

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)
Nossa grande tarefa: completar aquilo que Jesus começou sxc.com.hu

A Organização dos Direitos Humanos (HRW, sigla em inglês) divulgou, recentemente, um relatório destacando a ascendência de líderes populistas autoritários, que usam o nome do “povo” para angariar seguidores e justificar perseguições a minorias impopulares. O mesmo relatório diz que é hora de agir, de não se desesperar, porque “os populistas oferecem respostas superficiais a problemas complexos, mas grande parte da sociedade, quando lembrada dos princípios dos direitos humanos que estão em jogo, pode ser convencida a rejeitar a criminalização de minorias impopulares promovida por populistas e os esforços que estes empregam para minarem os mecanismos de fiscalização e controle dos abusos do governo”.

 

O Reitor-mor nos lembra que Jesus continua a salvar a humanidade através do trabalho de tantas pessoas que se envolvem, que agem para mudar as situações adversas que vivemos no mundo de hoje. É importante sempre apoiar aqueles que sofrem, passam por dificuldades, os mais pequeninos, os últimos. “E diante destas situações tão frequentes no mundo, mesmo quando ouvimos o Presidente das Nações Unidas dizer, com dor e preocupação, que o ano que terminou foi um ano em que as condições da humanidade pioraram e se correm muitos riscos, não podemos perder a fé e a esperança”. “Esta é a nossa grande tarefa humana: completar aquilo que Jesus começou”, conclui.

 

Por isso o Boletim Salesiano reflete neste mês sobre vários assuntos ligados a esses temas, em que se exige a nossa participação como cidadãos. No seu artigo sobre a Reforma da Previdência, Iago Rodrigues Ervanovite afirma que “tomar um lado, em favor da vida dos mais pobres, é um dever de todos, mas, principalmente, um dever do cristão.” Padre Marcos Sandrini, ao tratar sobre educação e resiliência, lembra que “a vida é feita também de adversidades. Mas ela é feita, também, de esforços de pessoas, grupos e comunidades para vencer situações dramáticas que acompanham a história do ser humano”. As mudanças tecnológicas são outro fator de impacto na nossa vida, principalmente em relação à dificuldade que os adultos têm para acompanhar as gerações seguintes. Esse assunto é tratado na entrevista com o Prof. Dr. Maurício Perondi.  

 

Nós, como Família Salesiana, seguindo o ideal humanista do nosso fundador, nos colocamos sempre em favor da vida e procuramos dar respostas concretas, através do trabalho que realizamos com as crianças, os adolescentes e os jovens mais pobres. Assim o Boletim Salesiano cumprirá também a sua missão, sendo um veículo de reflexão que ajude todos a cumprirem sua missão em prol de um mundo melhor.

 

Lido 3293 vezes

Deixe um comentário