Quarta, 22 Novembro 2017 16:51

O primeiro anúncio e a salesianidade Destaque

Escrito por  Ir. Cassiana Ferreira, FMA
Classifique este artigo
(0 votos)

Em continuidade à série de artigos sobre primeiro anúncio e a missão salesiana, baseada no seminário realizado sobre o tema em abril deste ano, irmã Cassiana Ferreira retoma os ensinamentos dos fundadores, Dom Bosco e Madre Mazzarello.

 

A nossa fé em Jesus Cristo, Filho de Deus, que armou a sua tenda em meio a nós (Jo 1, 14), convida-nos, como Salesianos e Filhas de Maria Auxiliadora, a alargar os nossos horizontes missionários de modo que o primeiro anúncio seja a preocupação central da nossa vida de educadores e evangelizadores. A atenção ao primeiro anúncio certamente tornará fecunda a nossa pastoral entre os jovens.

Quando voltamos nosso olhar às origens do nosso carisma, deparamo-nos com a simplicidade de uma casa onde os jovens encontravam abrigo e liberdade para serem exatamente quem eram, mas também um ambiente propositivo que os convidava e estimulava a serem o melhor que poderiam! O ambiente educativo de Valdocco e de Mornese é a mais perfeita imagem da “casa que evangeliza”.

O espírito de família que permeava a casa de Dom Bosco e de Madre Mazzarello dava aos jovens a segurança de sentir aquele espaço não apenas como uma escola, uma oficina ou mesmo uma igreja, mas como uma família na qual lhes eram oferecidos estudo, trabalho, pão e os fundamentos da fé. E estes não eram simples normativas ou cumprimento de preceitos, mas um projeto de vida transcendente e significativo, alicerçado no encontro com Jesus Cristo.

 

Testemunho e acompanhamento

O anúncio da palavra evangélica exige daquele que dá testemunho, a disponibilidade de acompanhar e de ajudar a pessoa que demonstra abertura para o Evangelho. Não basta proclamar ou testemunhar uma única vez essa fé no único Deus. Será preciso também ajudar a eliminar e a superar os obstáculos que essa fé encontra. É preciso estar disposto a percorrer, com as pessoas sensíveis e interessadas, um trecho do caminho, mais ou menos longo, mais ou menos árduo, como fez o próprio Jesus Cristo ao longo da estrada de Emaús (Joseph Gevaert).

Dom Bosco e Mazzarello conheciam profundamente a vida dos jovens e das jovens que acompanhavam e isso lhes dava condições de oferecer um caminho de fé muito mais significativo. O primeiro anúncio realizado pelos dois audaciosos sonhadores passava pela vida concreta dos jovens, alimentava-os, encorajava-os e, assim, provocava o desejo de uma vida mais digna e feliz para a qual encontravam a resposta na experiência de fé que se compartilhava na casa salesiana.

A familiaridade com que Dom Bosco carinhosamente pronunciava a famosa “palavrinha ao ouvido” aos meninos durante as brincadeiras e jogos era um sussurro do Evangelho ofertado particularmente para cada jovem; bem como a sensibilidade com que Mazzarello ensinava as irmãs e as jovens a rezarem com simplicidade e a partir do cotidiano aproximava Deus das pessoas e as pessoas de Deus.

Esses fatos demonstram que seu coração de santos educadores se assemelhavam muito ao coração do Mestre e estavam sempre sintonizados com o anúncio da Boa Nova da Salvação revelada autenticamente por Jesus de Nazaré. Nesse sentido, nossos fundadores deram grande importância ao ambiente educativo, onde as pessoas, as atividades e as palavras podem suscitar a consciência da presença de Deus; e isto podemos realizar tanto nos oratórios quanto nas escolas, nas casas, nas periferias, nas obras e nas paróquias.

 

Carisma missionário

Nosso carisma salesiano é essencialmente missionário. Ainda que João Bosco e Maria Mazzarello jamais tenham partido em missão ad gentes, a fecundidade do carisma no mundo se deve ao fato de que ambos tinham o coração fervorosamente missionário e corajoso. Foram audazes ao enviar missionários e missionárias ainda muito jovens para além-mar, e essa confiança é demonstração da fé de que Deus não abandona aqueles que ele chama e a quem confia uma missão. O anúncio explícito da pessoa de Jesus Cristo e de seu Evangelho que se propõe, primordialmente, através do testemunho de vida foi sempre a força motriz do empenho educativo-evangelizador da nossa raiz carismática.

Como Família Salesiana podemos aprender de Dom Bosco e Madre Mazzarello a tradução do Evangelho em vida e, disso, a pedagogia do primeiro anúncio. Para que testemunhemos, especialmente às juventudes que ainda hoje esperam respostas sobre o sentido da própria vida e de seu projeto, um encontro com Jesus Cristo que transforma o mundo e começa a partir de cada um de nós.

 

Irmã Cassiana Ferreira, FMA, é coordenadora da Animação Missionária na Inspetoria Nossa Senhora Aparecida, de Porto Alegre, RS.

 

Lido 261 vezes

Deixe um comentário