Sexta, 09 Junho 2017 14:40

Viagem do Reitor-Mor à Polônia

Escrito por  ANS - Roma
Classifique este artigo
(0 votos)
Datas importantes como 75° Aniversário de Martírio dos Cinco Jovens oratorianos, de Posnânia (‘Poznań’), Polônia, 18° Aniversário de sua Beatificação  celebrada pelo Papa João Paulo II em Varsóvia, levaram o Reitor-mor dos salesianos P. Ángel Fernández Artime a realizar esta viagem à Polônia. 
 
A visita faz-se durante uma das  pausas de fim de semana nos trabalhos da Sessão Plenária do Conselho Geral, sendo por isso muito rápida. O Reitor-Mor, acompanhado por seu Secretário, P. Horacio López, parte nesta tarde, sexta-feira, 9 de junho, e chegará em terras polonesas  à noite .
 
 
Sábado, 10 de junho, será o dia central da viagem: pela manhã o P. Fernández Artime encontrar-se-á com os Familiares dos Cinco Jovens Mártires, dialogando e rezando com eles. Visitará em seguida uma mostra dedicada aos Heróis da Fé e concelebrará a Santa Eucaristia. Pela tarde, haverá um segundo momento cultural, com um concerto juvenil, e a visita à “Fortaleza VII”, temível cárcere em que ficaram inicialmente detidos os Cinco Jovens.
 
Domingo pela manhã, antes de partir para Roma, o X Sucessor de Dom Bosco terá ainda tempo para animar os jovens do lugar, quer realizando em sua companhia uma breve procissão pelo rumo da igreja dos Mártires, quer participando da Santa Missa, que será presidida pelo Conselheiro Regional para a Europa Centro e Norte, P. Tadeusz Rozmus.
 
Ceslao Jóżwiak, Eduardo Kaźmierski, Francisco Kęsy, Eduardo Klinik e Iarognievo Wojciechowski são os nomes dos Cinco Jovens que, nos anos 1930  se dedicavam como válidos animadores no oratório festivo salesiano, de Posnânia. Depois da invasão alemã da Polônia, foram presos em setembro de 1940, torturados e enfim guilhotinados, depois de um processo-farsa por alta traição. Também durante a detenção continuaram a viver com espírito de Fé e espiritualidade salesiana. As cartas que escreveram imediatamente antes da execução são um testemunho de como se foram ao encontro da morte com uma densíssima Fé.
 
 
 
Lido 577 vezes

Deixe um comentário