Sexta, 12 Maio 2017 16:18

"A educação de crianças e jovens sob os cuidados da Auxiliadora”

Escrito por  ANS – Santa Julia
Classifique este artigo
(1 Voto)
O Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, guiou, nesta quinta-feira,  11 de maio, uma peregrinação à Basílica de Guadalupe e celebrou a missa aos pés da “Morenita del Tepeyac”, a Virgem de Guadalupe.
 
Acompanhado por muitos membros da Família Salesiana, juntamente com professores e alunos de várias instituições educativas, o P. Artime, pela primeira vez em visita ao México, recordou que a formação das crianças e dos jovens é a razão de ser dos centros salesianos, e fez um convite a todos os participantes para se sentirem tocados e estimulados pela Virgem de Guadalupe, a quem chamou de “Maria Auxiliadora”.
 
Definiu também o Tepeyac como “a terra consagrada do México” e centrou a sua homilia em quatro aspectos da Virgem Maria: Ela, como mulher; Ela, como Mãe; Ela como mestra, que ensina o caminho da santidade; e Ela, como Auxiliadora permanente do gênero humano.
 
Sobre o primeiro aspecto disse que as mulheres são um dom de Deus a todos os homens, porque são sinais de ternura, sensibilidade e cuidado; pediu um grande respeito por todas as mulheres, e lamentou que nem sempre se reconhece o seu justo lugar na sociedade.
 
Ao falar da maternidade de Maria, referiu-se às palavras de Jesus na cruz, quando disse à Nossa Senhora e ao apóstolo João: “Mulher, eis o teu filho”; “Eis a tua Mãe” (Jo 19,26-27), gesto que implica ser Ela a mãe de toda a humanidade.
 
Sublinhou, depois, que a Virgem Maria é uma grande mestra, e deu como exemplo os diálogos que Ela manteve com o índio Juan Diego em 1531. Explicou também que na formação salesiana há a preocupação constante de ensinar aos jovens o modo correto de viver, de lutar pela paz e pelo respeito dos direitos humanos.
 
Disse, enfim, que a Virgem de Guadalupe também é Auxiliadora, como testemunham os milhões de peregrinos que todos os anos enchem o seu Santuário para agradecer à Virgem pelas Graças recebidas.
 
A Eucaristia celebrada aos pés da Virgem de Guadalupe foi oferecida pelas necessidades das casas salesianas no mundo, em agradecimento pelos 125 anos de presença salesiana no México e pelo povo venezuelano.
 
Por Carlos Villa Roiz
 
Lido 574 vezes

Deixe um comentário