Sexta, 01 Julho 2016 15:09

Milhões de jovens nos oratórios italianos de verão

Escrito por  InfoANS
Classifique este artigo
(0 votos)
Milhões de jovens nos oratórios italianos de verão InfoANS

Mais de dois milhões de jovens inscritos, 350 mil voluntários e animadores empenhados, 8.000 estruturas envolvidas: são os números do oratório de verão na Itália em 2016. Segundo o Fórum Oratórios Italianos (FOI), desde 2001 são cerca de 2.000 os novos oratórios; em relação ao ano passado registra-se a presença de 10% a mais. Os oratórios salesianos na Itália oferecem o “Verão Jovens” em realidades e contextos às vezes difíceis e problemáticos.

O oratório de verão já é uma experiência de vida com os outros, explica o padre Riccardo Pascolini, presidente do Fórum Oratórios Italianos, entrevistado por Avvenire. “Uma verdadeira casa aberta a todos, onde se aprende a conhecer-se e estimar-se”, sobretudo, entre os coetâneos de nacionalidade estrangeira ou de diversos credos religiosos.

 

Também nos oratórios e centros juvenis salesianos  as atividades de verão tiveram início. Do Norte ao Sul são milhares as pessoas envolvidas, entre salesianos, animadores, colaboradores, membros da Família Salesiana e voluntários. Alguns exemplos de atividades de verão.

 

Em Torre Annunziata, próxima de Nápoles, o Verão Jovens é um presídio de legalidade. Padre Antonio Carbone coordena as atividades num território economicamente debilitado, onde os jovens são as primeiras vítimas da camorra. Ao todo, quase 500 crianças e adolescentes participam, de 17 de junho a 16 de julho e, depois, de 16 a 30 de agosto, das atividades de educação à legalidade e à convivência, à socialização, suporte escolar e apoio ao desenvolvimento integral da personalidade.

 

No bairro “Ballarò”, de Palermo, a obra “Santa Clara”, em primeira linha na defesa dos direitos das crianças e na promoção da integração dos migrantes, iniciou o “Grest”, com 150 crianças, provenientes de diversas etnias, entre os 7 e 14 anos. No final de julho será a vez dos maiores, que darão vida à animação de rua no bairro e aos torneios esportivos. Também as crianças do jardim de infância multicultural terão a sua diversão com piscinas e jogos no pátio.

 

A obra de San Donà di Piave também volta sua atenção para a faixa mais frágil dos jovens, comunitários e extracomunitários. Estão presentes estudantes de oito credos e 15 nacionalidades e o oratório iniciou as atividades de verão que durarão cinco semanas consecutivas, reunindo cerca de 1000 participantes, entre beneficiários e jovens animadores.

 

O oratório-centro juvenil “Redentor”, de Bari, que já conta com mais de 200 inscritos, ampliou as iniciativas educativas de verão graças à colaboração com a Aps Arcobaleno, o Punto Luce de Save the Children, o Caf/Cap Libertà e a biblioteca do bairro “Don Bosco”. Prevê atividades esportivas, laboratórios educativos, narrativas e cinema.

 

No Borgo Ragazzi Don Bosco, de Roma, começou em 20 de junho o Verão Jovens e as atividades noturnas de verão “Conectados com... o Mundo”. Atividades esportivas, jogos, concertos, bailes, concursos, musicais, teatro, espetáculos, tudo em um contexto multicultural do qual participam também as famílias.

 

No oratório Dom Bosco de L’Aquila, destruído pelo terremoto de 2009, reconstruído e inaugurado em 2013, o Verão Jovens prevê a participação diária de 300 jovens. A obra é ponto de referência para a agregação juvenil graças a atividades esportivas e lúdicas, laboratórios teatrais, musicais e fotográficos e atividades formativas e associativas.

 

Também em Valdocco, o primeiro oratório de Dom Bosco, teve início o Verão Jovens 2016: serão 13 semanas de atividades, de 13 de junho a 9 de setembro. São cerca de 800 os jovens participantes, em um contexto multicultural, assistidos por 250 animadores e auxiliares de animadores.

 

InfoANS

 

 

 

Lido 1085 vezes Modificado em Sexta, 01 Julho 2016 19:57

Deixe um comentário