Segunda, 10 Abril 2017 13:23

Todos os meses, o Reitor-mor escreve um artigo para a Família Salesiana. Neste mês de abril, o tema é a Páscoa e as presenças salesianas no mundo como fontes de vida e de esperança.

Segunda, 10 Abril 2017 13:19

Estamos em abril, mês da Páscoa, da alegria, da vida, da esperança. Certamente todos nós temos um grande desejo na vida: sermos felizes e realizados.

Segunda, 20 Março 2017 17:22

Perto de 10 mil jovens reuniram-se dia 11 de março, para o evento “Flame 2017”, organizado pela Federação de Pastoral Juvenil e pela Conferência Episcopal da Inglaterra e País de Gales. O cardeal salesiano dom Charles Maung Bo, arcebispo de Yangun, Mianmar, foi convidado especial do evento e fez algumas declarações à “Salesian Link”, Secretaria de Comunicação Social, da Inspetoria da Grã-Bretanha.

Sexta, 16 Dezembro 2016 16:56

Se você vive em Aleppo e tem menos de 10 anos, o único cenário de vida de que se pode recordar é o de guerra. Se você for apenas adolescente, a guerra já lhe terá marcado todo o seu passado recente e o presente: e já será suficientemente grande para poder recordar-se, com nostalgia, da paz. Como fazem então os salesianos, que vivem para os jovens, para manter a esperança em tais circunstâncias?

Terça, 02 Agosto 2016 14:19

Durante a JMJ 2016, realizada em Cracóvia, na Polônia, uma jovem síria, que trabalha no Centro Dom Bosco de Aleppo, deu o seu depoimento sobre as consequências da guerra em seu país. “Entre outros que morreram, afirma a jovem ao longo do depoimento, estão os meus amigos, Nour, Antoine, William, e muitos outros garotos e garotas, cuja única culpa é terem ousado crer na humanidade. São todos mártires nesta guerra sangrenta e sem sentido que destruiu as nossas almas, os nossos sonhos e as nossas esperanças. A destruição da vida humana é uma perda infinitamente maior em comparação com a destruição de tijolos e pedras”. Leia abaixo o relato completo da jovem:

Terça, 21 Junho 2016 15:06

Na Índia cerca de 60 milhões de meninos e meninas realizam trabalho infantil, os chamados “trabalhadores ocultos”, que fazem qualquer tipo de trabalho na economia submersa. Apesar de o governo da Índia garantir educação gratuita e obrigatória a todas as crianças, entre 6 e 14 anos, e proibir o seu recrutamento, o problema continua a ser uma das maiores chagas desse país.

Quinta, 31 Março 2016 15:04

O ser humano que vive nesse mundo é vulnerável porque está sujeito a qualquer tipo de acontecimento não controlado pelo ser humano.

Segunda, 22 Fevereiro 2016 16:06

No sul do estado indiano de Tâmil Nadu, os Salesianos assumiram, com alegria e dedicação, um bom número de crianças e adolescentes que entre outras coisas não conseguem ter uma infância. São as que vivem com o vírus HIV.