Sexta, 16 Novembro 2012 14:00

Dom José Song Sui-Wan é sepultado em São Paulo

Escrito por

O corpo de Dom José Song Sui-Wan, SDB, bispo emérito de São Gabriel da Cachoeira, AM, foi sepultado  nesta sexta-feira, 16 de novembro, no Jazigo dos Salesianos do Cemitério da Saudade, em Campinas. Dom José Song Sui-Wan, 71 anos, faleceu na tarde de quinta-feira, dia 15 de novembro, em Campinas, SP. O corpo  foi velado na Igreja Matriz Nossa Senhora Auxiliadora (Liceu), em Campinas. Foi celebrada Missa de Corpo Presente às 7h e a Missa Exequial às 11h.

 

A nota do Setor de Imprensa da Arquidiocese de Campinas termina assim: "Unimo-nos em oração à família salesiana e à Diocese de São Gabriel da Cachoeira neste momento de dor, certos de que Deus acolhe seu servo Dom José Song Sui-Wan em seus braços misericordiosos".

 

Breve Biografia

Dom José Song nasceu em Xangai, em 1941, em uma família católica da China. Com a chegada dos comunistas ao poder, em 1949, e a consequente perseguição religiosa, sua família refugiou-se em Hong Kong. Foi na ilha, então dominada pelos britânicos, que ele cursou o seminário. Temendo a devolução de Hong Kong ao governo chinês, o pai achou melhor ir para o maior país católico do mundo, levando a mulher e os seis filhos. A viagem, em um navio de carga, durou dois meses e meio. “No Rio, em 1959, tivemos a primeira imagem do Brasil: o Cristo Redentor, de braços abertos. Sentimos que seríamos bem acolhidos.”

 

A família se instalou na cidade de São Paulo. Dom Song aprendeu português em um seminário salesiano. Recebeu a ordenação sacerdotal em 1971 e passou por Araras, São Carlos, Campinas, Lorena, Cruzeiro e Lavrinhas, cidades do Interior paulista, trabalhando como pároco ou diretor de faculdades e colégios católicos. Nunca mais voltou ao seu país. Nos estudos foi Mestre em Filosofia e em Teologia, pela Pontifícia Universidade Salesiana, de Roma. Além do chinês e alguns de seus dialetos, dominava diversas línguas ocidentais: italiano, português, espanhol, inglês, francês, alemão, latim e grego.

 

Foi ordenado bispo em 2002 e logo enviado para São Gabriel da Cachoeira. No início, ficou assustado com a missão. Sob sua responsabilidade está uma diocese maior que o Estado de Santa Catarina. Teve de acostumar-se a uma região onde, na maioria das vezes, só chega aos fiéis por rio. A aldeia mais próxima fica a quatro horas de barco. Algumas viagens duram duas semanas.

 

Dom Song, após a renúncia, por motivo de saúde, retornou à Inspetoria Salesiana de São Paulo e residiu em Araras. Agravando seu estado de saúde e necessitando de contínuo acompanhamento de enfermeiros, foi transferido para o Liceu Nossa Senhora Auxiliadora de Campinas. Além do Parkinson, que o fazia sofrer muito e o deixou  mais debilitado, foi constatado um tumor na região do fígado. Em outubro foi internado para se preparar para a cirurgia. Foi operado, ficou na UTI do hospital por mais de uma semana, foi para o quarto do hospital e no dia seguinte teve de retornar à UTI. Ontem foi constatada uma infecção generalizada que o levou a óbito.

 

CNBB

 

Cristina Suzuki , ex-aluna do curso de Educação Artística da Faculdades Integradas Coração de Jesus de Santo André (FAINC),  apresenta a exposição “Coletânea”, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). A exposição traz instalações, objetos, fotografias e vídeos que tratam de variadas faces do contemporâneo, como a busca da felicidade, as gírias e gentilezas encontradas nas músicas que ecoam em sua mente. A artista apresenta séries inéditas vindas do cotidiano e influenciadas por músicas muito presentes em seus diálogos visuais.

 

Cristina concluiu o curso de Artes Plásticas na FAINC, em 1990. A artista declara que sempre teve uma aptidão maior para as artes, porém não muito consciente. “Na FAINC pude explorar e redescobrir esta aptidão de maneira a vislumbrar a possibilidade profissional das artes plásticas”, ressalta.

 

Bacharel em Artes Plásticas, Cristina Suzuki, teve dois de seus projetos selecionados para o I Prêmio Dahruj de Expressão Tridimensional no ano de 1990. Recebeu menção honrosa no XXX Salão de Arte de SBC e no Salão ACM, em 1991.

 

SERVIÇO

Exposição: “Coletânea”
Local: PUC -  Rua Monte Alegre, 984, Perdizes, São Paulo, SP
Data: 05 de novembro a 15 de dezembro
Horário: de segunda à sexta-feira, das 9h às 22h e aos sábados, das 9h às 17h.

Um grupo de 14 alunos do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, PE, destacou-se na fase final da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Entre eles, Maria Eduarda Tolentino e Félix Matheus Filho, ambos do 9º ano, que conseguiram a medalha de ouro do nível 3. No nível 4, os destaques foram os alunos Matheus de Araújo, do 1º ano do ensino médio, Lucas Rocha, do 3º ano do ensino médio, Caio Guimarães, também do 3º ano (todos os três com a medalha de prata), além de Lucas Cardoso, do 2º ano do ensino médio, que obteve a medalha de bronze. Os alunos medalhistas do nível 4  participarão de um treinamento a distância e, posteriormente, de um prova de seleção para integrarem as equipes que representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Olimpíada Latino-americana de Astronomia e Astronáutica, previstas para 2013.

 

RSE Informa

Entre os dias 1º e 4 de novembro foi realizado, em Valência, Espanha, o Congresso Nacional de Pastoral Juvenil.  A maior parte dos eventos ocorreu na Catedral, no Centro da cidade. A Família Salesiana estava representada por mais de 50 pessoas entre os 2000 congressistas que participaram do evento.

 

O congresso lançou algumas provocações, sublinhando, como o mandato missionário de Cristo: “Ide por todo o mundo e anunciai a Boa Nova” é um convite  que todos devem considerar dirigido a si mesmos.

 

Os quatro dias em Valência foram marcados por momentos de despertar e de condividir. As irmãs que participaram juntamente com outros representantes da Família Salesiana escreveram: “Frente à urgência de atualizar a nossa missão ad gentes, serve um nosso despertar”.

 

Monsenhor  Dom Carlos Osoro, arcebispo de Valência, monsenhor Dom José Ignacio Munilla, bispo de San Sebastián e o cardeal Stanislaw Rylko, presidente do Pontifício Conselho para os leigos, ofereceram suas reflexões sobre o primeiro anúncio (diferenciando-o da catequese), a emergência afetiva e educativa de jovens.

 

As oficinas partilhadas deram voz para experiências concretas de evangelização com os jovens, somando 42 experiências que permitiram conhecer como muitos grupos estão trabalhando.

 

“Sem dúvida este primeiro Congresso de Pastoral Juvenil foi um momento de graça para a diocese de Valência, mas também para toda a Igreja espanhola”, afirmaram os participantes.

 

Filhas de Maria Auxiliadora

Foi realizado em Valdocco, Turim, entre os dias 09 e 11 de novembro, o"Seminário sobre a direção espiritual na perspectiva salesiana". Organizado pelo departamento para a Pastoral Juvenil, a reunião contou com 27 especialistas e teve como foco a relação entre a direção espiritual e Dom Bosco. Muitos países foram representados na reunião como Argentina, Brasil, Canadá, França, Índia, Irlanda, Itália, Malta, Portugal, Espanha e Estados Unidos.

 

O seminário foi um espaço de reflexão sobre a orientação espiritual de Dom Bosco a partir do ponto de vista histórico, educacional e espiritual. Durante o encontro foram realizadas quatro palestras, sob os temas: cuidado teológico, espiritual e pastoral .

 

No final da reunião, os participantes chegaram a algumas conclusões essenciais para a direção espiritual salesiana, com especial atenção para o apoio dos jovens.

 

As palestras e conclusões do seminário serão publicadas em 2014 com o intuito de aumentar a consciência de muitos animadores, catequistas e educadores sobre a questão da direção espiritual salesiana.

 

Leia a matéria na íntegra em InfoANS

Pagina 652 de 677

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários