A Conferência dos Inspetores Salesianos da Ásia Sul (SPCSA, em inglês) conferiu ao “Don Bosco Prison Ministry” (DBPM - Pastoral Carcerária Salesiana), da Inspetoria de Calcutá, na Índia, o 1º “Prêmio Pascual Chávez” para Pastoral Salesiana Inovadora, na Região Ásia Sul. O prêmio foi entregue no dia 5 de abril ao fundador e diretor do DBPM, padre Zachary Scaria Nedumattathil, por ocasião da Assembleia Geral da Conferência dos Inspetores Salesianos da Ásia Sul, realizada no Instituto Dom Bosco de Guwahati.

 

Padre Maria Arokiam Kanaga, conselheiro para a Ásia Sul, entregou o prêmio em dinheiro no valor de 100 000 rúpias ao padre Nedumattahtil, e uma menção ao padre Thomas Ellicherail, superior da Inspetoria de Calcutá, em que o DBPM teve origem e se desenvolveu. O prêmio foi instituído em honra do atual reitor-mor da Congregação Salesiana, padre Pascual Chávez, IX Sucessor de Dom Bosco.

 

O DBPM é fruto da inteligência e do trabalho apaixonado do padre Nedumattathil, desde quando começou a trabalhar em Berhampore, Bengala ocidental, sede de uma das principais casas correcionais. A visão do DBPM é “restaurar a liberdade, a honra e a dignidade de cada pessoa reclusa”, e da qual deriva também a sua missão: “re-formar, tornar livres, reabilitar e reintegrar os detentos”.

 

Por meio da pastoral carcerária realizada em Berhampore, os salesianos oferecem assistência legal gratuita, consultoria e vários programas de formação técnica para a reabilitação dos reclusos, junto com a oportunidade de esporte e jogos, e um crescimento holístico que se realiza por meio da música e de variados programas culturais. Mediante outros programas especiais, o DBPM se dirige também aos filhos dos reclusos, sujeitos não menos necessitados porque privados dos cuidados e da assistência dos pais. Segundo o padre Nedumattathil, cerca de 25.330 detentos se beneficiam diretamente da sua obra pastoral, enquanto aproximadamente 45.000 familiares são beneficiados indiretamente com a obra pastoral.

 

“A finalidade principal do prêmio é dar reconhecimento a formas inovadoras de Pastoral, desenvolvidas de acordo com o carisma salesiano e realizadas de maneira eficaz ao longo de anos de modo original e dignas de serem imitadas por outros salesianos em outras inspetorias e mesmo em toda a Congregação”, afirmou o padre Kanaga.

 

InfoANS

 

Atividade debaterá a redução da maioridade penal

 

A Semana da Cidadania (SdC) ocorre todos os anos, desde 1996 durante os dias 14 a 21 de abril e enfatiza a dimensão sociopolítica como parte do processo de formação integral promovido pelas Pastorais da Juventude do Brasil (PJ, PJE, PJMP e PJR), juntamente com os Centros e Institutos de Juventude, sendo uma de suas três Atividades Permanentes e atividade oficial da Igreja no Brasil.

 

É uma ação do discipulado missionário de milhares de grupos de jovens e militantes organizados como Igreja nas comunidades, nas escolas, nos meios populares e nas comunidades rurais. É o exercício do anúncio evangélico de vida plena; anúncio engajado na realidade concreta dos sujeitos jovens, comprometido com a reparação das injustiças e com a construção da igualdade social, como sinais do Reino de Deus.

 

A Semana da Cidadania constitui parte de nosso compromisso apostólico de anunciar e construir vida plena. É um espaço para a convocação de novos grupos de jovens e para despertar para a vida comunitária e é nossa oportunidade, como jovens, de compor a história da construção dos nossos direitos.

 

Com a proposta de lutar pela vida da juventude e enfatizar a necessidade deste diálogo, é que neste ano de 2013 a Semana da Cidadania abordará a temática “Juventude: vidas pela vida” inspirada pelo lema “Pastorais da Juventude contra a redução da maioridade penal”.

 

A defesa da vida da juventude sempre foi pauta dos trabalhos e ações desenvolvidas pelas Pastorais da Juventude, por isso, neste ano em que a Campanha da Fraternidade trabalhou como tema: Fraternidade e Juventude, queremos evidenciar ainda mais a defesa da vida, dizendo não à redução da maioridade penal, por entendermos que esta mudança na lei permitirá que mais vidas sejam comprometidas em sua formação integral.

 

A sociedade, por causa do aumento da participação de adolescentes e jovens em delitos e crimes noticiados diariamente, acaba por acreditar que esta proposta responderá a este problema social. Porém, entendemos que somente com a efetivação das políticas públicas, melhorias no acesso à educação, à saúde, ao emprego, ao lazer, etc, permitirão a mudança tão sonhada nos índices de criminalidade que envolvem a juventude. Seguindo ao Cristo Jovem, que não temeu os doutores da Lei, também nós, jovens das Pastorais da Juventude, não tememos dizer que somos contra a redução da maioridade penal.

 

Acesse o portal dos Jovens Conectados para ler a notícia na íntegra e para fazer download dos materiais da Semana da Cidadania.

O Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), unidade Lorena, recebe até o próximo dia 15 de abril a exposição itinerante “Grandes Escritores do Vale do Paraíba”. A mostra, aberta à visitação pública, traz 21 banners contando um pouco da vida e da obra de 20 grandes nomes da literatura brasileira nascidos no Vale do Paraíba. Os banners estão expostos no salão do Bloco I, junto ao curso de História.

 

A mostra é iniciativa da comissão organizadora do XXVII Simpósio de História do Instituto de Estudos Valeparaibanos  (IEV) e tem percorrido bibliotecas, shoppings, feiras e outros locais movimentados da região.

 

Os escritores homenageados são: José Luiz Pasin, Almeida Nogueira, Péricles Eugênio, Francisco de Assis Barbosa, Juó Bananére, Malba Tahan, Valdomiro Silveira, Oracy Nogueira, José Geraldo Nogueira Moutinho, Vicente Félix de Castro, Monteiro Lobato, Eugenia Sereno, Miguel Reale, João Baptista de Mello e Souza, Barão Homem de Melo, Cassiano Ricardo, Plínio Salgado, Carlos Rizzini, Maria de Lourdes Borges Ribeiro e José Brito Broca.

 

Inspetoria Salesiana de São Paulo

Terça, 09 Abril 2013 14:08

Karateca da RSE conquista medalha em Las Vegas

Escrito por

Thainan Schopchaki, aluna do 3º ano do ensino médio do Colégio Salesiano Itajaí, em Santa Catarina, conquistou a medalha de prata no “Open Las Vegas de Karatê” no dia 29 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos. A aluna conseguiu o vice-campeonato na categoria kata individual (demonstração de movimentos), feminino, 17. A atleta Thawanna Schopchaki, irmã da medalhista e aluna do 1º ano do ensino médio na mesma escola, também participou da competição. Segundo o técnico da Seleção Catarinense, Eurico Shopchaki, “o evento ofereceu alto nível técnico e proporcionou um proveitoso intercâmbio com atletas de vários países”. Mesmo tendo apenas 17 anos, Thainan já construiu uma bela carreira. Foi 65 vezes campeã catarinense e detém 14 títulos nacionais. Atualmente ela lidera o ranking catarinense de sua categoria.

 

RSE Informa

Motivada pelo Dia Mundial da Saúde, celebrado neste domingo  07 de abril, a Procuradoria Missionária Salesiana de Madri lançou a campanha: “Você não está fazendo nada?”, uma ação que visa despertar sobre a falta de acesso a cuidados sanitários de qualidade em todo o mundo. Clique aqui para conhecer a campanha e poder contribuir.

 

“Queremos transmitir a necessidade de se assumir a responsabilidade por aquilo que acontece nas regiões mais pobres do mundo, onde o acesso aos cuidados sanitários é um direito à disposição de poucos. Na Procuradoria Salesiana de Madri pensamos que o acesso à saúde deva ser realmente universal”, afirma Pablo Souto, responsável pelas Comunicações da Procuradoria Missionária Salesiana de Madri.

 

Milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso a cuidados sanitários de qualidade. Mais de dois milhões de pessoas não podem dispor de remédios. Mais de meio milhão de mulheres morrem todos os anos durante a gravidez ou por falta de assistência adequada. Em cada três segundos, uma criança morre; mas de doenças preveníveis.

 

“Nas missões salesianas não é normal manter ambientes sanitários. Mas, às vezes, as necessidades obrigam a criá-las”, conta o missionário salesiano, padre Lucas Camino, que viveu pessoalmente o serviço que os salesianos desenvolvem no seu dispensário médico, em Lomê, Togo. É um edifício que serve a mais de 400 pessoas que sofrem de diabetes e hipertensão; a centenas de mães e a mais de 100 crianças órfãs, que precisam ser alimentadas.

 

Como em Lomê, os salesianos dirigem dispensários também no México, Mali, República Centro-Africana, Equador, entre outros. São mais de 200 as obras salesianas empenhadas em melhorar a saúde das comunidades em que os missionários trabalham, dando especial atenção à prevenção e à promoção da saúde entre os grupos de risco.

 

Veja abaixo outros números citados pela Procuradoria Missionária de Madri que explicam a necessidade e a urgência de agir imediatamente:

 

11 milhões de crianças abaixo de 5 anos morrem por doenças facilmente curáveis; 14 milhões de pessoas morrem todos os anos por causa de doenças infecciosas; sete milhões de pessoas sofrem de Hanseníase; mais de 33 milhões de pessoas estão com HIV/AIDS; 4 000 pessoas sofrem de diarreia porque não dispõem de água limpa todos os dias em casa.

 

InfoANS

Pagina 624 de 693