Terça, 18 Dezembro 2012 17:06

Ex-aluna salesiana se classifica em prêmio de moda

Escrito por

 

A ex-aluna salesiana foi reconhecida graças à sua coleção inspirada em valores sustentáveis.

 

O Movimento HotSpot (MHS), prêmio realizado pelo Ministério da Cultura, a Riachuelo e a Vale, e que destaca os mais criativos do Brasil em 10 categorias, acaba de revelar os nomes que concorrerão na categoria Moda. Entre os selecionados, uma ex-aluna do Colégio Dom Bosco de Manaus, AM: Midori Nakamura, que, ao lado de outros 22 nomes, participará da etapa de festivais regionais da premiação. Para estar entre os finalistas, Midori concorreu com 391 candidatos e teve de ser aprovada pela exigente avaliação de Susana Barbosa e Paulo Martinez, os curadores do prêmio. "Fizemos a seleção separadamente, mas certamente nossas opiniões se cruzaram em muitos momentos, porque, afinal, nós dois temos o olhar afiado para detectar talentos e reconhecer um bom trabalho", destacou Susana.

 

O tema "Por um mundo sustentável" norteia a coleção da ex-aluna. As peças se inspiram na Mãe Natureza e usam materiais recicláveis. Selecionada, Midori irá, agora, competir na segunda eliminatória da premiação. A etapa consiste na realização de festivais de cultura em 10 capitais do País, onde os candidatos vão exibir seus trabalhos.

 

Trajetória

A estilista Midori Nakamura estudou no Colégio Dom Bosco até o 8º ano, formando o ensino fundamental em 1995, e continua em sintonia com os projetos da escola. Em 2013, ela será uma das convidadas do Painel de Profissões, projeto que informa os alunos do ensino médio sobre a realidade do mercado.

 

RSE Informa

Alunos, professores e funcionários do Instituto Nossa Senhora da Glória - INSG/Castelo e Faculdade Salesiana de Macaé, no Rio de Janeiro, se uniram para fazer o Natal do próximo mais feliz. A campanha começou no início de dezembro e arrecadou aproximadamente 200 presentes e 200 cestas básicas para as famílias das crianças participantes de três projetos sociais: Pastoral da Criança da Paróquia São Paulo Apóstolo; Oratório Dom Bosco e PosCris (Podemos Ser Crianças Saudáveis), todos em Macaé. “Esse é o espírito do Natal: solidariedade, generosidade e amor ao próximo. Obrigado a todos que nos ajudaram nesse propósito”, agradeceu o coordenador da Pastoral Salesiana, Júnior Guzzo.

 

Liderados pelo professor de ensino religioso, Junior Guzzo, e a irmã Gerline Deolinda o grupo preparou uma festa para a garotada, que contou  com a presença do Papai Noel. No dia 13 de dezembro, os donativos foram entregues à Pastoral da Criança, na Paróquia São Paulo Apóstolo. No dia 11, foi a vez das crianças do PosCris - que atende jovens em situação de risco social no bairro Malvinas - que receberam a visita do bom velhinho. O professor de fotografia João Barreto também participou do momento, registrando a alegria das famílias com a chegada do Papai Noel e a distribuição de presentes e cestas básicas. No dia 8, as crianças do Oratório Dom Bosco foram presenteadas. Houve, ainda, lanche comunitário e atividades esportivas e recreativas.

 

ANEC

Todos os jovens artistas que desejam mostrar seu talento na Jornada Mundial da Juventude Rio2013 têm agora até o dia 25 de dezembro para se inscrever no Festival da Juventude. Clique aqui para se inscrever: http://www.rio2013.com/pt/festival-da-juventude.

 

As categorias de participação foram divididas em música, artes cênicas, exposição, encontros e atividades religiosas. O festival representa uma integração entre culturas por meio da arte e da fé. Sua criação se deu em Paris em 1997 e foi inserido dentro da programação da JMJ. Segundo cantores, atores e expositores que participaram do evento naquele ano, o caráter de união permanece até hoje.

 

Na última JMJ, realizada em Madri no ano de 2011, a jovem Lilian Yamamoto passou por uma forte experiência no Festival. Ela apresentou a peça “O Canto das Írias” juntamente com a equipe de atores da qual fazia parte. O espetáculo foi realizado em português, espanhol e árabe. Segundo Lilian, o que mais a impressionou foi ver a esperança e a fé presente em cada olhar daqueles que a assistiam.

 

Além de promover a união entre os povos, o Festival da Juventude é também uma oportunidade para evangelizar e agregar valores à carreira artística. As apresentações e exposições não precisam ser necessariamente ligadas à religião, mas devem atender a alguns critérios, como coerência com o Magistério da Igreja e ter qualidade técnica. Já as apresentações musicais só serão aceitas as católicas, podendo ser de qualquer ritmo.

 

Não é difícil participar. Por exemplo, se você tem um grupo de dança na sua Igreja, reúna as melhores coreografias já apresentadas, filme e publique o vídeo na web e inscreva-o no festival. Se você trabalha com telas de pintura, uma boa dica é montar uma exposição sobre a história da Igreja no Brasil, ou então elaborar uma oficina de pintura aberta ao público. Existem várias formas de mostrar seus dons no Festival da Juventude. É só usar a criatividade! Para se inscrever, basta entrar no site oficial da JMJ Rio2013.

 

Jovens Conectados

 

Abertas as inscrições para o Festival da Juventude

Terça, 18 Dezembro 2012 16:09

Educador salesiano é campeão de torneio de futsal

Escrito por

O professor Neilson de Araújo, do Colégio Salesiano Dom Bosco de Parnamirim, RN, foi campeão da 39ª Taça Brasil Correios de Futsal, 1ª divisão, categoria Adulto, com a equipe potiguar Alecrim Futebol Clube, no dia 9 de dezembro, após vencer a equipe do Goiás por 4 a 2, em Açu, RN. Além do título, o professor salesiano, que atuou como goleiro da equipe, foi escolhido como o melhor da sua posição e o menos vazado do torneio. Com o primeiro lugar, em 2013 a equipe do Alecrim passará da categoria Adulto para a Divisão Especial, da qual Neilson já foi vice-campeão em 2006, jogando pelo ABC Futebol Clube de Natal. O 1º lugar no Brasileiro coroou o ano de Neilson, que já havia conquistado, também em 2012, o Campeonato Potiguar de Futsal.

 

RSE Informa

Terça, 18 Dezembro 2012 14:19

Governo garante proteção a Dom Pedro Casaldáliga

Escrito por

Nesta segunda-feira, 17 de dezembro, durante solenidade no Palácio do Itamaraty, em Brasília, DF, a presidente Dilma Rousseff declarou que a defesa dos direitos humanos é um assunto importante não apenas para seu governo, mas uma preocupação pessoal, por ser parte de uma geração que teve a liberdade restrita pelo Estado.

 

“O assunto, além de ser importante nacionalmente, me comove porque a minha geração sentiu na carne o abuso de poder, a truculência do Estado, e sabe como é importante, fundamental, o respeito pelos direitos humanos e, mais do que isso, sabe que esse é o pilar fundamental de uma sociedade”, disse Dilma em discurso durante a entrega do 18º Prêmio Direitos Humanos.

 

Após entregar o prêmio a 17 personalidades e entidades homenageadas nesta edição, Dilma pediu que os premiados não se deixem abater e continuem lutando em defesa dos direitos humanos. “Sei que a luta é difícil, sei que impõe sacrifícios, sei que às vezes é incompreendida e sei que nem sempre é conhecida e reconhecida e muitas vezes não é apoiada. Sei que em muitos momentos, cada um de vocês se sente só, como se tivesse enfrentando moinhos de vento intransponíveis, mas este prêmio e esta homenagem servem para dizer duas coisas: primeiro, que vocês não estão sós e, segundo, que vocês conseguiram que, até aqui, vocês foram vitoriosos”, disse.

 

O prêmio é entregue pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República a pessoas e entidades que tenham se destacados na promoção dos direitos humanos em todo o país. Entre os premiados desta edição, estão os bispos Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno, reconhecidos com uma homenagem especial pela defesa de direitos dos índios.

 

Dom Tomás Balduíno, fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e bispo emérito de Goiás, continua trabalhando em defesa de comunidades indígenas. Dom Pedro Casaldáliga é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia, MT. Ele recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios xavantes tornou o clima mais tenso no município matogrossense.

 

Durante o discurso, a presidente disse que o governo está trabalhando para garantir a proteção do religioso. “Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno são dois homens que o Brasil aprendeu a admirar e dos quais eu me orgulho de ser contemporânea. Faço questão de informar que o Estado se manterá dedicado com todos os meios de forças policiais e civis disponíveis para garantir sua segurança e proteção”, declarou.

 

Os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, também participaram da premiação.

 

ANEC

 

Leia também: Entidades divulgam nota de solidariedade a Dom Pedro Casaldáliga

Pagina 624 de 660