As atividades econômicas desenvolvidas durante o ano de 2012 por: Drita, Arjeta, Stela, Zina e Gjystina, mulheres envolvidas nos projetos da Organização Não Governamental Salesiana “Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento” (VIS), ao Norte da Albânia, obtiveram o reconhecimento de “Empreendedoras de Sucesso nas Zonas Rurais”, por parte do Ministério da Agricultura da Albânia e da Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e a Responsabilização Feminina (‘UN Women’). A cerimônia de entrega dos prêmios foi realizada em Tirana, capital da Albânia, no dia 27 de dezembro.

 

A “UN Women” e o Ministério da Agricultura da Albânia quiseram premiar as atividades - inovadoras e caracterizadas por forte espírito empresarial feminino - que nas áreas rurais encontram não só os graves obstáculos socioeconômicos da região, mas também os culturais. Motivo pelo qual o prêmio tem um duplo sentido e valor: contra a pobreza e contra a discriminação.

 

O trabalho feito pelo VIS, nas áreas montanhosas do Norte da Albânia, sempre buscou combater a pobreza ajudando a população a criar atividades econômicas para dar condições de tirar as famílias do contexto de economia de subsistência e dar voz aos grupos socialmente necessitados, neste caso as jovens mulheres que vivem cotidianamente a violação dos seus próprios direitos.

 

A valorização de povoados montanhosos, distantes, mas incomparáveis; a promoção de produtos típicos, simples, mas genuínos; e a criação de novos empreendedorismos escondidos foram, nos últimos anos, o campo de ação de uma vasta equipe de trabalho – operativa no âmbito do plano trienal do VIS chamado “Projeto de desenvolvimento rural integrado nos municípios de Kelmend e Shkrel, distrito de Malesia e Madhe, ao norte da Albânia”.

 

InfoANS

 

No dia em que a Igreja celebra São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, a Sala de Imprensa da Santa Sé apresentou na manhã desta quinta-feira, 24 de janeiro, a Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que será celebrado em 12 de maio. “Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização” é o título da Mensagem, que publicamos a seguir:

 

Amados irmãos e irmãs,

 

Encontrando-se próximo o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2013, desejo oferecer-vos algumas reflexões sobre uma realidade cada vez mais importante que diz respeito à maneira como as pessoas comunicam atualmente entre si; concretamente quero deter-me a considerar o desenvolvimento das redes sociais digitais que estão a contribuir para a aparição duma nova ágora, duma praça pública e aberta onde as pessoas partilham ideias, informações, opiniões e podem ainda ganhar vida novas relações e formas de comunidade.

 

Estes espaços, quando bem e equilibradamente valorizados, contribuem para favorecer formas de diálogo e debate que, se realizadas com respeito e cuidado pela privacidade, com responsabilidade e empenho pela verdade, podem reforçar os laços de unidade entre as pessoas e promover eficazmente a harmonia da família humana. A troca de informações pode transformar-se numa verdadeira comunicação, os contatos podem amadurecer em amizade, as conexões podem facilitar a comunhão. Se as redes sociais são chamadas a concretizar este grande potencial, as pessoas que nelas participam devem esforçar-se por serem autênticas, porque nestes espaços não se partilham apenas ideias e informações, mas em última instância a pessoa comunica-se a si mesma.

 

Leia a mensagem na íntegra no site da CNBB

Quarta, 23 Janeiro 2013 18:24

Portal Futurum 2013: saiba como aderir

Escrito por

 

Neste ano de 2013, a Rede Salesiana de Escolas decidiu manter e ampliar o acesso ao Portal Futurum para os alunos dos ensinos fundamental e médio de suas escolas. Segundo a diretoria executiva da RSE, composta pela Ir. Ivanette Duncan de Miranda e pelo Pe. Nivaldo Luiz Pessinatti, “no campo da educação o uso das tecnologias se torna decisivo para estar presente e compreender a sociedade do conhecimento, na busca da melhoria dos processos de ensino aprendizagem”. A ampliação do projeto tem o objetivo de estimular cada vez mais o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nas salas de aula, promovendo melhorias constantes nas ferramentas tecnológicas educacionais.

 

A contratação dos serviços do Portal Futurum Educativo S.A. tem um investimento mensal de R$ 4,50 por aluno. Neste ano, a RSE subsidiará o valor de R$ 4,00 para as escolas que assumirem de forma integral e efetiva o uso do portal nos diversos segmentos (EF I, II e EM), ficando a cargo da escola o valor de R$ 0,50 por estudante. No caso de adesão em apenas um segmento ou série, o valor mensal a ser investido pela escola passa a ser de R$ 1,50 por aluno, arcando a RSE com o subsídio de R$ 3,00.

 

As escolas interessadas deverão solicitar o contrato de adesão e tirar possíveis dúvidas sobre o processo com Paulo Simeão, gerente de tecnologia do Portal Futurum, por e-mail( O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ) ou pelo telefone             (61) 3039 2331      . O prazo para inscrição seguirá até o dia 8 de fevereiro.  

 

Fonte: RSE Informa

Durante o mês de janeiro é muito comum no Brasil que vários espaços privados oferecam ‘Colônias de Férias’. Mas, e quem não pode pagar? Ou até poderia, mas busca uma opção no seu bairro, próximo à sua casa, com outras crianças da própria vizinhança?

 

Percebendo esta oportunidade de evangelização, a Pastoral Juvenil da Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil (BRE) vem, desde 2005, mobilizando espaços e voluntários para este tipo de atividade em várias cidades do nordeste, com as chamadas “Colônias de Férias Salesianas". Anualmente, é  elaborada uma cartilha , com  roteiro para de 7 a 10 encontros, com sugestões de subtemas para cada dia, reflexões, teatro e orações. Este ano, o tema geral desenvolvido foi “Aprendendo a ser feliz”, em que a cada dia se refletiu sobre valores humanos e cristãos. A Estreia do Reitor-Mor e a Campanha da Fraternidade costumam ajudar na escolha da temática do subsídio e são trabalhadas na preparação dos animadores.

 

A proposta proporciona a centenas de crianças e adolescentes, principalmente de baixa renda, a oportunidade de vivenciar, durante o recesso escolar, atividades de caráter cultural, de lazer  e claramente pastoral. Como coloca o salesiano Carlos Alberto, atualmente no tirocínio na presença salesiana de Fortaleza, CE: “O projeto é totalmente inspirado no exemplo do nosso pai e mestre Dom Bosco, que pensou nossa espiritualidade de modo dinâmico, alegre. É uma missão árdua, mas é muito gratificante”. E acrescenta: “Para cada localidade, a colônia é o primeiro evento pastoral do ano, que abre as portas para os outros eventos e para o trabalho pastoral, em especial a catequese. Muitas das crianças, adolescentes e jovens que participam depois se engajam em grupos, entram para o oratório e especialmente depois procuram a catequese”.

 

Todos os anos, uma média de 30 localidades desenvolvem o projeto, atendendo milhares de crianças e adolescentes e mobilizando cerca de 1.000 animadores voluntários. É o momento em que muitos jovens desenvolvem o espírto voluntário e mais comprometimento com suas comunidades locais. Aqui, incluem-se todos os formandos salesianos do pós-noviciado da inspetoria, além de aspirantes e pré-noviços. É uma oportunidade para muitos deles de conhecer uma nova presença salesiana. O pós-noviço Antônio Neto, por exemplo, trabalhou na Colônia de Férias da Paróquia salesiana em João Pessoa, PB, e afirmou com muita alegria, que,  além de ver sua vocação e forças “renovadas” diante do entusiasmo dos jovens da localidade em organizar as atividades,  ganhou novo amigos, em especial o pré-noviço Marcio José, que foi destinado à mesma localidade e com o qual ele até então não tinha convivido.

 

Em 2013 as Colônias de Férias tiveram uma queda quantitativa, especialmente porque muitas comunidades diocesanas (e algumas salesianas) que realizavam o projeto (afinal  ele é aberto a quem quiser desenvolvê-lo), não puderam fazê-lo este ano por falta de apoio de escolas municipais e prefeituras devido a mudança de gestão ou por causa da Jornada Mundial da Juventude, que ocupou mais espaço nos planejamentos e no tempo dos animadores. Por outro lado, lugares como Salvador, BA, que nunca tinham conseguido organizar a Colônia de Férias, este ano desenvolveram a experiência com 30 crianças e adolescentes de 12 a 14 anos. Outras atingiram números surpreendentes, como a presença salesiana em Carpina, PE, que contabilizou 40 animadores e 250 crianças inscritas e participantes das atividades, a de João Pessoa, PB, que chegou a 400, e Juazeiro do Norte, CE, que reuniu 300 crianças em apenas duas  das três das localidades que organizam a atividade dentro da cidade do sertão cearence.

 

 

Graças às várias campanhas de solidariedade realizadas, no período de Natal, pelos Centros Juvenis Salesianos da Espanha muitas famílias pobres foram beneficiadas. No total foram coletados 76.235 kg de alimentos, 4.054 kg de brinquedos, 2.558 kg de vestuário e cerca de 13.000 euros.

 

Foram realizadas cerca de 30 campanhas em várias cidades e povoados da Espanha, resultado da solidariedade de milhares de jovens animadores que escolheram passar o seu tempo livre empenhando-se em prol das famílias que, nestes tempos de crise econômica, estão necessitadas.

 

As iniciativas foram batizadas por vários nomes: Operação Quilo, Latinha, Carrinho, que na maior parte dos casos já se tornaram atividades tradicionais no período natalino. Assim foi, por exemplo, para a “Associación Xuvenil Amencer”, de Ourense, que no Natal 2012 festejou a “26ª Operação Quilo”.

 

Praticamente todos os centros juvenis e as associações concordam em enfatizar o sucesso e o crescimento de arrecadação comparado aos anos anteriores. Tudo isso foi possível graças à colaboração de pessoas comuns e estabelecimentos comerciais como mercadinhos, supermercados, fábricas de alimentos, lojas de brinquedos e farmácias.

 

As 30 campanhas realizadas ajudaram 3.121 famílias (ou 5.992 pessoas). O dinheiro arrecadado será entregue a várias Organizações Não Governamentais (ONGs), seções da Caritas, asilos, hospitais, centros de assistência para doentes ou idosos. Em outros casos foi utilizado para dar vida aos projetos de beneficência promovidos por ONGs de cooperação ao desenvolvimento: é o caso do “Bingo Solidário”, organizado pelo ‘Clube Esplai Amigos’, de Terrassa, que destinou o dinheiro recolhido para a  ampliação da Escola ‘Laura Vicuña’, em Benin, África, projeto da ONG salesiana VOLS.

 

InfoANS

 

Pagina 610 de 653