Terça, 18 Dezembro 2012 14:19

Governo garante proteção a Dom Pedro Casaldáliga

Escrito por

Nesta segunda-feira, 17 de dezembro, durante solenidade no Palácio do Itamaraty, em Brasília, DF, a presidente Dilma Rousseff declarou que a defesa dos direitos humanos é um assunto importante não apenas para seu governo, mas uma preocupação pessoal, por ser parte de uma geração que teve a liberdade restrita pelo Estado.

 

“O assunto, além de ser importante nacionalmente, me comove porque a minha geração sentiu na carne o abuso de poder, a truculência do Estado, e sabe como é importante, fundamental, o respeito pelos direitos humanos e, mais do que isso, sabe que esse é o pilar fundamental de uma sociedade”, disse Dilma em discurso durante a entrega do 18º Prêmio Direitos Humanos.

 

Após entregar o prêmio a 17 personalidades e entidades homenageadas nesta edição, Dilma pediu que os premiados não se deixem abater e continuem lutando em defesa dos direitos humanos. “Sei que a luta é difícil, sei que impõe sacrifícios, sei que às vezes é incompreendida e sei que nem sempre é conhecida e reconhecida e muitas vezes não é apoiada. Sei que em muitos momentos, cada um de vocês se sente só, como se tivesse enfrentando moinhos de vento intransponíveis, mas este prêmio e esta homenagem servem para dizer duas coisas: primeiro, que vocês não estão sós e, segundo, que vocês conseguiram que, até aqui, vocês foram vitoriosos”, disse.

 

O prêmio é entregue pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República a pessoas e entidades que tenham se destacados na promoção dos direitos humanos em todo o país. Entre os premiados desta edição, estão os bispos Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno, reconhecidos com uma homenagem especial pela defesa de direitos dos índios.

 

Dom Tomás Balduíno, fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e bispo emérito de Goiás, continua trabalhando em defesa de comunidades indígenas. Dom Pedro Casaldáliga é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia, MT. Ele recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios xavantes tornou o clima mais tenso no município matogrossense.

 

Durante o discurso, a presidente disse que o governo está trabalhando para garantir a proteção do religioso. “Dom Pedro Casaldáliga e Dom Tomás Balduíno são dois homens que o Brasil aprendeu a admirar e dos quais eu me orgulho de ser contemporânea. Faço questão de informar que o Estado se manterá dedicado com todos os meios de forças policiais e civis disponíveis para garantir sua segurança e proteção”, declarou.

 

Os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, também participaram da premiação.

 

ANEC

 

Leia também: Entidades divulgam nota de solidariedade a Dom Pedro Casaldáliga

Segunda, 17 Dezembro 2012 19:15

Bento XVI divulga mensagem pelo Dia Mundial da Paz

Escrito por

Celebrado no dia 1º de janeiro, o Dia Mundial da Paz é uma data que foi criada para que todas as pessoas, cristãs e não cristãs, se unissem em prol da paz no planeta. Há 45 anos, o papa Paulo VI, divulgou uma mensagem, em 8 de dezembro, para que a data fosse celebrada sempre no primeiro dia do ano civil (1º de janeiro), a partir do ano de 1968.

 

Seguindo a tradição, a mensagem do sumo pontífice, para o Dia Mundial da Paz 2013, foi apresentada em coletiva de imprensa, no dia 14 de dezembro, na Sala de Imprensa do Vaticano.

 

Leia a mensagem no site da CNBB

“Uma casa salesiana sem música é como um corpo sem alma”, com estas palavras de Dom Bosco a professora de música, Bárbara Cristofolini, encerrou o III Recital de Natal do Grupo de Canto do Colégio São Paulo, de Ascurra, SC. Realizado no dia 12 de dezembro, em parceria com o Rotaract Club de Rodeio, o evento, além de propagar a música como um dos elementos principais da educação salesiana, contribuiu para arrecadar brinquedos e alimentos para serem distribuídos no Natal, para famílias carentes da cidade de Rodeio, SC.

 

O Grupo de Canto do Colégio São Paulo é formado por alunos de 1º ano do Ensino Fundamental  ao 3º ano do ensino médio, que neste ano participaram de todos os eventos promovidos pela escola. Além disso, os alunos cantores também participam de visitas a hospitais e as APAES da região do Médio Vale do Itajaí (Associação de Pais Amigos dos Excepcionais), acompanhados sempre a  equipe da Articulação da Juventude Salesiana (AJS).

 

O recital foi realizado no Centro Cultural “José Ivanir Scoz” e contou com a participação de pais, familiares e pessoas da comunidade.

 

Inspetoria Salesiana São Pio X

Inicia nesta segunda-feira, 17 de dezembro, a campanha de solidariedade promovida pela ‘Fondazione Don Bosco nel Mondo’ – Fundação Dom Bosco no Mundo - para dar suporte ao projeto “Crianças e Adolescentes Felizes” da obra social salesiana “Cidade Dom Bosco”, de Corumbá, MS. A InfoANS entrevistou o diretor da obra salesiana, padre Osvaldo Scotti, SDB, que foi a Roma para participar  do  “Concerto di Natale 2012”, evento ligado à Campanha.

 

Leia a entrevista publicada na ANS

 

Pode nos dizer o que é a obra social?

É uma obra em que a prioridade  é o trabalho com as crianças e os adolescentes em situação ou estado de vulnerabilidade, para os inserir na vida cívica. Em Corumbá procuramos desviar crianças e adolescentes dessa situação de perigo (prostituição, tráfico de droga…), que ali, nos limites com a Bolívia, são frequentes. Com o estudo, a formação profissional e a educação cristã evitamos que acabem nas malhas do vício e tencionamos dar-lhes uma cidadania plena, como a de todos os demais.

 

Quando e como nasceu a obra de Corumbá?

A obra foi fundada em 1961 pelo salesiano esloveno, padre Ernesto Saksida. O primeiro núcleo foi a escola profissional, nascida em um bairro paupérrimo e violento que hoje já se transformou no  “Bairro Dom Bosco”. Estima-se que nestes 51 anos de trabalho cerca de 25 a 30 mil jovens já receberam formação, educação, válida orientação para a vida – sem contar os que receberam apoio digamos “momentâneo”. Muitos dos nossos alunos permanecem ali por 10 anos ou até mais: fazem todos os cursos, recebem um auxílio ao sair para a universidade e depois também assistência familiar: acabam criando um laço muito intenso. Há dentre os ex-alunos os que se tornaram professores universitários.

 

Especificamente, em que consiste o seu trabalho?

Pela Cidade Dom Bosco passam todos os dias quase 3000 crianças e adolescentes: a escola de primeiro grau (1ª a 8ª séries) conta com 2000 alunos, com aulas pela manhã, à tarde e à noite; a escola profissional atende mais de 500 rapazes; vem a seguir a assistência social; e o Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, com cerca de 300 deles.

 

Quem são os destinatários desse Projeto?

São crianças e jovens que  após as aulas voltariam para casa, mas não encontrariam ninguém, porque não têm família ou apenas encontrariam algum membro da família no período da noite e com isso acabariam ficando o tempo todo na rua. São os que perambulariam pelas ruas e acabariam sendo explorados e não tendo muito o que comer, acabariam por cair nas armadilhas da droga e da prostituição. Por isso, nós os conservamos ali também após as aulas: eles comem na obra, passam a tarde conosco e voltam para casa somente à noite, quando, quem sabe, um dos pais ou alguém responsável pode cuidar deles. São os mais necessitados, porque também os outros alunos são pobres – visto que a região se caracteriza por intensa emigração, e em Corumbá só ficam os que têm menores possibilidades,  mas pelo menos têm a mãe ou uma família que os acompanha.

 

E como se consegue fazer tudo isso?

É uma obra que se mantém com as adoções a distância. Temos atualmente 1000 patrocinadores: 750 na Itália, 250 na Eslovênia, 50 na Espanha. E mantemos alguns convênios com as autoridades locais. O Estado, por exemplo, se ocupa da manutenção da escola. Mas, ultimamente, a crise econômica tanto internacional quanto nacional, e com a valorização extraordinária da moeda brasileira  - o Real - causaram  diminuição de doações. Assim, ou achamos alternativas ou seremos obrigados a reduzir os serviços.

 

Quais são os votos que o senhor deseja enviar aos seus pequenos?

Que todos possam realizar os seus sonhos! Também a ‘Fundação Dom Bosco no Mundo’, que lançou a campanha de solidariedade natalina de apoio ao Projeto “Crianças e Adolescentes Felizes”, de Corumbá , MS,  deseja ansiosamente poder contribuir na realização de tantos sonhos.

 

InfoANS

Os alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio do colégio Liceu Campinas, em São Paulo, estão participando do Desafio National Geografic, parte inicial do projeto “Viagem do Conhecimento”, organizado pela Editora Abril e pela Revista National Geografic Brasil. Dos 57 participantes que fizeram a prova em novembro, 24 foram credenciados a disputar a fase regional, em março de 2013.

 

Com o objetivo central de estimular o interesse dos alunos pela Geografia por meio da prática de pesquisa, estudos e testes de conhecimento, o Desafio National Geographic é o primeiro passo do projeto para difundir entre os jovens estudantes a cultura de viagem e o desejo de conhecer melhor o seu país e o mundo.

 

Clique aqui para conferir a lista dos alunos aprovados para a 2ª fase:

Pagina 581 de 616