Quarta, 11 Outubro 2017 15:48

Kanchan Kumari Sao é uma das muitas jovens indianas salvas e instruídas pelas escolas salesianas. Para ela estava previsto um casamento aos 16 anos, mas o pai, analfabeto, quis que continuasse os estudos, e hoje Kanchan quer entrar numa empresa toda feminina, criar oportunidades de trabalho para as moças da sua aldeia e impedir que se casem muito jovens. Por ocasião do Dia Internacional das Meninas e das Jovens, celebrado hoje, 11 de outubro, a sua história é um modelo a seguir.