Com pesar, a Missão Salesiana de Mato Grosso, comunica o falecimento do bispo emérito de Cruz Alta (RS), Dom Frederico Heimler, SDB, ocorrido na madrugada desta quarta-feira, 07/11, em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Dom Frederico tinha 76 anos e residia há quatro anos na comunidade salesiana Paulo VI - em Campo Grande, MS.

 

Nos dias 30 e 31 de outubro, o Instituto Teológico Pio XI, em São Paulo, recebeu quase 100 educadores das obras que compõem o Polo São Paulo da Rede Salesiana Brasil de Ação Social para o Encontro Nacional de Ação Social, o ENAS. O evento teve como objetivo introduzir os três compromissos fundamentais da RSB-Social como instrumento de ação a partir do território e traçar um caminho para a ressignificação da ação social salesiana em rede.

 

O curso de Biomedicina do UniSALESIANO ministrou capacitação para equipes da ESF (Estratégia Saúde da Família), da Secretaria de Saúde de Araçatuba, SP, por meio de uma parceria entre a ASF (Associação Saúde da Família) e a Instituição.

 

Com uma programação dinâmica, o X Fórum Artístico, Científico e Cultural da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora – FSMA –, em Macaé, RJ, encerrou deixando um legado efervescente de troca de conhecimento, diversas manifestações culturais e espírito de fraternidade.

 

O ISECENSA participou do I Congresso Brasileiro de Humanismo Solidário na Ciência, promovido pela PUC-Rio, entre os dias 9 e 11 de outubro. O evento teve como objetivo refletir e apresentar propostas sobre a questão da solidariedade no meio acadêmico. O ISECENSA, que desenvolve vários projetos dessa natureza, apresentou três trabalhos: o projeto de intervenção social “Clínica Nômade Voz da Rua”, desenvolvido pelo curso de Psicologia, "Construindo a tolerância religiosa no âmbito universitário", que tem à frente a Pastoral Universitária e, ainda, “As diferentes experiências acadêmicas do Isecensa diante do contexto comunitário: promovendo autonomia e visibilidade social na Comunidade Tamarindo”, de autoria da vice-diretora da instituição, Beth Landim. Este último foi aprovado como melhor trabalho na categoria das Ciências Sociais.

O projeto Assistência Missionária Ambulante (AMA) concluiu as instalações de um poço para os moradores da nova aldeia da etnia Bororo denominada Póbo Jári, que significa Olho D’Água em português. A aldeia está localizada na terra indígena de Tadarimána, próximo a Rondonópolis, MT.

 

Na pequena aldeia moram cerca de 35 bororos descendentes dos que saíram de Meruri na década de 70 e que quatro anos atrás resolveram voltar a morar junto com seu povo de origem. “Este nosso compromisso que demorou quatro dias de intenso trabalho foi o resultado de uma bonita ação missionária conjunta da Missão Salesiana de Mato Grosso. Além do Projeto AMA, colaboraram o colégios São Gonçalo e Santo Antônio, de Cuiabá, e a comunidade salesiana de Rondonópolis. Que bonito testemunho de fraternidade e sintonia de objetivos. Os bororo ficaram muito contentes e agradecidos, retransmitimos a todos este agradecimento”, afirmou o Mestre Mario Bordignon, SDB, que acompanhou todo o trabalho.

Fonte: MSMT

Pagina 3 de 745

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários