As Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) da inspetoria indiana Maria Auxiliadora de Calcutá (INC) participaram, com outros organismos eclesiais e em solidariedade com toda a Índia, de uma manifestação de apoio às mulheres vítimas de violência. A manifestação, realizada no dia 3 de janeiro em Kalyani, contou com a participação de 56 FMA.

“Não participamos apenas para protestar pela estudante de 23 anos, vítima de estupro e morta em Nova Delhi dias atrás, mas queremos estar próximas de todas as mulheres que sofrem violência”, assim se expressaram as FMA que sustentam a necessidade de criar consciência no povo sobre a necessidade de respeitar as jovens e as mulheres como irmãs e como mães. Irmã Rosalia Tirkey, delegada do Movimento Juvenil Auxilium e diretora da Escola Auxilium de Calcutá favoreceu a iniciativa.

 

Durante a manifestação, os representantes das organizações participantes realizaram breves orações pelas vítimas de estupro e pela tutela e proteção das meninas e mulheres. O programa da manifestação previa orações, discursos de sensibilização, cantos patrióticos e de solidariedade.

 

Filhas de Maria Auxiliadora

Sexta, 11 Janeiro 2013 16:44

Presença salesiana no Haiti é tema de documentários

Escrito por

A Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri, Espanha, produziu três documentários que buscam dois objetivos: mostrar a presença salesiana no Haiti e relembrar o terceiro triste aniversário do terremoto de 12 de janeiro de 2010. “Haiti: 75 anos de presença salesiana”, “O despertar do Haiti” e “Filhos do Haiti” são os títulos dos documentários, que recontam uma realidade ainda precária.

 

A história dos salesianos no Haiti foi iniciada em 1936, com o pedido do governo de uma escola de formação profissional para formar bons cristãos e honestos cidadãos. “Há hoje perto de 75 salesianos com um objetivo claro: ajudar os jovens a construir um mundo novo, afirma o padre Adriano Bregolin, vigário do reitor-mor, padre Pascual Chávez, num dos três vídeos. “É um momento muito importante: celebramos o nosso aniversário, 75 anos de sacrifício, de presença (...). Haiti é o país de Dom Bosco”. A ele se junta o padre Jacques Charles, ecônomo da visitadoria do Haiti: “Dom Bosco hoje iria se sentir muito à vontade aqui, porque este é o seu povo, Dom Bosco é desta terra, Dom Bosco é para o Haiti”.

 

O vídeo “Despertar do Haiti”, lançado no mês de outubro, mostra como bastaram 30 segundos para arruinar 90% das escolas, 60% dos hospitais, para que centenas de milhares de pessoas morressem, mais de 350.000 ficassem feridas e mais de um milhão de crianças se tornassem órfãs. Por causa dessa tragédia, também 75% das obras salesianas ficaram gravemente afetadas. O documentário recolhe aqueles segundos que deixaram o país em ruínas, e deixa clara a finalidade dos salesianos no país: “Nosso sonho é um Haiti melhor, para jovens em condições de tomar conta de si mesmos, jovens seguros”, diz o padre Pierre Lephène, conselheiro inspetorial.

 

“Os filhos do Haiti” foi publicado em 9 de janeiro do ano passado pela Procuradoria Missionária, de Madri, por ocasião do terceiro aniversário do terremoto de 2010. No DVD fala-se de Tissidor, apaixonado por canto e futebol; Jean Cerin, responsável pelo centro Lakou, que acolhe meninos de rua; Julius, que aprendeu a ler aos 14 anos e hoje é um soldador; e Joseph Wesner, professor de eletricidade. Apenas alguns dos “filhos do Haiti”, que, como muitos outros, desde muito pequenos, aprenderam a sobreviver pelas ruas, ameaçados e maltratados.

 

Foi enviado um exemplar de cada DVD para todas as circunscrições salesianas do mundo e a todas as escolas salesianas da Espanha. Nestes dias algumas passagens dos vídeos transitarão também pelas redes de TV espanholas. “O despertar do Haiti” e “Os filhos do Haiti” podem ser vistos também no canal YouTube, da Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri.

 

InfoANS

 

 

Quinta, 10 Janeiro 2013 17:47

TV peruana exibe programas especiais sobre Dom Bosco

Escrito por

Em associação estratégica com o Centro Salesiano de Comunicação Social, a emissora de televisão peruana -  JN19  - começou a veicular a partir deste mês algumas transmissões especiais dedicadas a Dom Bosco, com a finalidade de promover, no contexto do bicentenário de seu nascimento, o conhecimento da sua história, suas obras e de difundir o carisma salesiano pelo mundo.

 

O primeiro programa especial é “Dom Bosco, Santo dos Jovens”, no ar por todo o mês de janeiro, aos domingos, às 21 horas e reprisado às segundas-feiras, às 22 horas (horário peruano).

 

Para a realização do programa a equipe da emissora peruana realizou várias gravações na Casa de formação Salesiana e no Instituto salesiano “Rosenthal de la Puente”, em Magdalena del Mar, onde também participou como diretor o pós-noviço salesiano, José Luis Sánchez.

 

O projeto teve início no mês de outubro de 2012 e a produção dos programas está a cargo de Kelly Medina, do canal JN19, e de Abel Camesasca, da produtora Salesiana TVP. Os programas podem ser vistos ao vivo em JN19 ou na internet, segundo o fuso horário peruano.

 

InfoANS

 

Quinta, 10 Janeiro 2013 17:23

Relíquias de Dom Bosco chegam à Grã-Bretanha

Escrito por

Iniciou oficialmente, no dia 3 de janeiro, a peregrinação das relíquias de Dom Bosco pela Grã-Bretanha. As duas primeiras etapas da urna, vividas na ótica de peregrinação, decorreram na Escócia e permitiram a muitas pessoas descobrir e conhecer melhor Dom Bosco, o seu carisma, o estilo educativo e a sua proposta de santidade.

 

Mais de 1800 pessoas reuniram-se na Catedral metropolitana de Santo André, em Glasgow, para celebrar o santo dos jovens. Os peregrinos chegaram pelo menos uma hora antes da cerimônia e lotaram completamente a Catedral.

 

A Eucaristia foi presidida pelo cardeal Philip Tartaglia, arcebispo de Glasgow, acompanhado por Dom Joseph Anthony Toal, bispo de Argyll e das Ilhas. Uma autêntica celebração da vida de Dom Bosco e da sua contribuição à educação e à evangelização dos jovens. O arcebispo, reconhecendo como por vezes a Igreja  esqueceu o seu contato com os jovens, convidou os presentes a seguirem o exemplo de Dom Bosco e a sua original prática educativa.

 

Entre os presentes havia adultos e jovens, representantes da Família Salesiana. Muitas pessoas ouviram falar de Dom Bosco pela primeira vez e ficaram arrebatadas pelo entusiasmo. “Não consigo avaliar o quanto as pessoas estão felizes. Mas é tão belo ver todos esses jovens com o semblante iluminado pelo sorriso” , foi o testemunho de Joan Smith, da paróquia de Gorbals.

 

No sábado, 5 de janeiro, realizou-se a peregrinação ao Santuário Nacional da Escócia, de Carfin, em Motherwell. O pequeno santuário, inteiramente tomado por cerca de 600 fiéis, favoreceu um lindo clima de oração, reflexão, pensamento, paz e celebração.

 

O bispo de Motherwell, Dom Joseph Devine, presidiu a concelebração Eucarística, enquanto o padre Martin Coyle, inspetor da Grã-Bretanha, fez a homilia detendo-se a falar da importância que Dom Bosco tem no coração dos católicos escoceses, especialmente para os professores e os educadores; e fez referência à já consolidada Associação dos Professores de Dom Bosco.

 

“Foi uma experiência profundamente espiritual; entra-lhe no profundo; e é fácil de compreender” , disse Helen Border, da capelania da Universidade de Glasgow. Um professor de Motherwell acrescentou: “A amizade parece ser a chave desse santo. Como professor, reconheço o desafio que lança Dom Bosco em ser um amigo para os jovens”.

 

InfoANS

Uma comissão do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013 viajou para Roma no dia 8 de janeiro. A comissão é formada pelo arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro e presidente do COL, Dom Orani João Tempesta, pelos vice-presidentes do COL, Dom Antonio Augusto Dias Duarte e Dom Paulo Cezar, pelo secretário executivo do COL, monsenhor Joel Portella e pelos padres responsáveis por alguns setores da JMJ.

 

Também participarão integrantes do governo federal, do estadual e municipal. Os membros da comissão e das outras instâncias participarão de reuniões em datas alternadas. O retorno ao Brasil dos envolvidos nas últimas atividades está previsto para o dia 25 de janeiro.

 

Segundo monsenhor Joel, serão realizadas reuniões sobre diferentes temas, como liturgia e alimentação, nas quais serão analisadas propostas elaboradas pelo COL. “São vários os objetivos das reuniões. Um deles é a proximidade entre a organização local e os organismos da Santa Sé, mais concretamente aqueles que cuidam das viagens internacionais do Papa. Vamos ter reuniões com o Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), como normalmente há; com o setores ligados à liturgia e a todos os atos celebrativos que envolvem o Papa; reuniões sobre a comunicação e sobre a segurança. Vamos levar algumas propostas em cada um desses itens. Algumas delas serão, depois, corrigidas e adaptadas a partir de uma experiência que eles têm com as viagens internacionais do Papa”, explicou.

 

O secretário executivo destacou que o relacionamento do COL com os organismos da Santa Sé e com as três instâncias do governo tem sido muito bom. “Temos mantido contato diário por e-mail, trocando informações”, frisou.

 

Em entrevista à Rádio Vaticano, Dom Antonio Augusto evidenciou que as reuniões não serão apenas para apresentação, mas para concretização. “O desafio mais imediato é apresentar tudo por escrito e de forma bem concreta. Não é apenas a visita de um chefe de Estado, mas do Santo Padre, nosso pai comum, que queremos acolher com muito carinho, levando em consideração as realidades diplomáticas e burocráticas”, disse.

 

JMJ Rio2013

Quarta, 09 Janeiro 2013 15:19

Dom Bosco é nomeado Santo Patrono de cidade Polonesa

Escrito por

 

O Conselho Comunal de Oświęcim, na Polônia, adotou, no dia 20 de dezembro, uma resolução que nomeia São João Bosco como santo patrono da cidade.

 

O Instituto Dom Bosco de Oświęcim é o berço da Congregação Salesiana na Polônia. Ali, no dia 15 de agosto de 1898, chegaram os primeiros Salesianos, tomando a seus cuidados o mosteiro dominicano que, rapidamente, foi recuperado e restaurado. E sobre as ruínas da velha Igreja de Santa Cruz levanta-se agora uma igreja dedicada a Maria Auxiliadora. O mosteiro é hoje uma das atrações de Oświęcim.

 

Desde o início, a escola salesiana de Oświęcim formou  especialistas profissionais em diversas áreas: torneiro mecânico, marceneiro/carpinteiro, projetista, modelador industrial.  Em 1998 recebeu um prêmio citadino por sua contribuição à formação profissional dos jovens.

 

Entre os ex-alunos da escola salesiana de Oświęcim (cidade mais conhecida sob o sinistro nome tedesco Auschwitz) encontram-se dois Beatos mártires da II Guerra Mundial: padre José Kowalski e Eduardo Klinik, este também jovem do Oratório, de Poznan.

 

Nos últimos anos foram ampliadas as atividades da escola para a aprendizagem dos jovens, que, além da formação técnica e profissional, recebem agora, também, a formação colegial.

 

InfoANS

Pagina 371 de 393