Quinta, 26 Abril 2012 05:57

França: FMA e SDB juntos em missão

Escrito por

Salesianos de Dom Bosco e Filhas de Maria Auxiliadora na França orientam juntos, há sete anos, uma semana de missão, indo a uma escola e vivendo com os jovens e adultos vários momentos de animação. Neste ano, a missão foi realizada em Wittenheim, Alsácia, sobre o tema: “Aprendamos a colorir as nossas vidas!”. A Associação dos Ex-alunos de Dom Bosco e os Salesianos Cooperadores também participaram das atividades.
A orientação dada aos missionários antes de partirem foi a de ajudar os jovens a superarem as barreiras entre grupos e clãs. Para isso, foi preparado um grande campeonato que permitiu subdividir e misturar entre si todos os estudantes. Depois, por meio de várias atividades lúdicas, favoreceram-se o intercâmbio e a partilha. Os alunos de Wittenheim, cerca de 500, carregando com frequência situações de falência escolar, acolheram os missionários com grande curiosidade e entusiasmo sincero.

Quinta, 26 Abril 2012 05:52

África recebe relíquias de Dom Bosco

Escrito por

Prosseguiu nos meses de março e abril a peregrinação das relíquias de Dom Bosco pela Inspetoria da África Central. Em cada presença salesiana a receber as relíquias do santo, as imagens foram de devoção, fé e esperança.
Nas procissões, celebrações eucarísticas e vigílias de oração realizadas na República Democrática do Congo, foram marcantes a presença e a participação dos jovens. Nas escolas por onde passaram as relíquias, esse foi um momento singular para que os educadores explicassem às crianças o sentido da visita de Dom Bosco, para que contassem por meio de vídeos e atividades sobre a história do Santo da Juventude e seus ensinamentos e para que, dessa forma, infundissem a esperança e a alegria em meio ao povo.

Quinta, 26 Abril 2012 05:44

A JMJ para o crescimento da fé dos jovens

Escrito por

No dia 2 de abril, foi realizada a conferência de imprensa do Pontifício Conselho para os Leigos sobre a preparação da XXVIII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que será realizada no Rio de Janeiro de 23 a 28 de julho de 2013. Durante o evento, o cardeal Stanisław Ryłko, presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, falou das expectativas para a próxima edição da JMJ, evento que se insere na caminhada da missão continental da América Latina e, em nível universal, no Ano da Fé. “A JMJ tem por finalidade o crescimento da fé dos jovens do mundo para a missão”, disse o cardeal. Dom Eduardo Pinheiro da Silva, SDB, bispo auxiliar de Campo Grande, MS, e presidente da Comissão para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, apresentou alguns dados sobre a realidade eclesial e juvenil do Brasil. Sobre a Cruz da JMJ e o ícone mariano que a acompanha, o bispo afirmou que “os dois principais símbolos da JMJ já visitaram mais de 130 das 276 dioceses do Brasil alcançando cerca de dois milhões de jovens”.

Quinta, 26 Abril 2012 05:25

Seminário Americano de História Salesiana

Escrito por

A Casa de Retiros, de Cachoeira do Campo, MG, sediou de 17 a 20 de março o Seminário Americano de História Salesiana, organizado pela Associação dos Cultores de História Salesiana (ACSSA) com a participação de mais de 70 pessoas, entre Salesianos de Dom Bosco, Filhas de Maria Auxiliadora e representantes de outros ramos da Família Salesiana. A finalidade do evento foi observar o estado da historiografia salesiana na região, o seu valor cultural e o grau de conservação. Participaram do seminário estudiosos salesianos procedentes do México, Honduras, Porto Rico, Haiti, Colômbia, Venezuela, Equador, Peru, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Argentina e Brasil. Os participantes também visitaram o Centro Salesiano de Documentação e Pesquisa, na cidade de Barbacena, MG, obra que integra o trabalho educativo-pastoral das seis inspetorias SDB no Brasil.

Quinta, 26 Abril 2012 02:21

Breves - Internacionais

Escrito por

• Números dos Salesianos – Em janeiro foram apresentadas as estatísticas da Congregação Salesiana. Os Salesianos de Dom Bosco no mundo são atualmente 15.560, sendo 15.439 professos, 414 noviços e 121 bispos. Entre os que já fizeram os votos perpétuos, os salesianos coadjutores (salesianos irmãos) são 1.609 – 12,1% do total –, enquanto os sacerdotes são 10.433. Há 1.823 obras salesianas eretas e outras 142 presenças em 131 países do mundo.

• Twitter – No dia 31 de janeiro, o nome de Dom Bosco esteve entre os dez termos mais utilizados pelos usuários do Twitter em vários países, entre os quais Espanha, Venezuela e Brasil. Nesses últimos dois países, o santo esteve presente com dois termos entre os dez: como San Juan Bosco/São João Bosco e como Don Bosco/DomBosco.

• Carlo Marchini – Em 2012 completam- se 20 anos a Associação Carlo Marchini Onlus (Organização Não Lucrativa de Utilidade Social), que colabora com os SDB e as FMA em vários países do mundo, especialmente no Brasil. Nascida para fazer memória de um jovem voluntário, contribuiu no decorrer dos anos para a realização de numerosos projetos em favor das crianças e adolescentes mais necessitados.

• Família Salesiana – Um novo ramo integra a Família Salesiana: o reitor-mor reconheceu o Instituto das “Visitation Sisters of Don Bosco” (VSDB), fundada em 1983 pelo bispo de Shillong, na Índia, o salesiano dom Hubert D’Rosário.

• Irmãs Missionárias – O Capítulo Geral das Irmãs Missionárias de Maria Auxílio dos Cristãos elegeu em 29 de janeiro sua nova superiora geral, irmã Philomena Mathew.

O jornal El Comercio, do Peru, em artigo publicado dia 16 de janeiro, focalizou o empenho do padre salesiano Luigi Bolla Sartori, que há 28 anos trabalha como missionário nas comunidades da população indígena ashuar. Retomando a história de padre Bolla, El Comercio inicia pela sua chegada ao Equador, como missionário proveniente da Itália. No Equador,
o missionário aprendeu a língua ashuar e, a partir de 1954, dedicou-se a ensiná-la. “Pedi aos meus superiores, em 1971, que me deixassem viver como eles. Não segundo o estilo de um missionário tradicional, mas segundo o estilo dos indígenas. Comecei a viver em suas casas, a vestir-me como eles, a comer como eles”, relembra padre Bolla. O missionário passou depois ao Peru, em 1984, para servir às comunidades ashuar de Loreto e das outras tribos: Huambisa, Candoshi e Quíchua. Afirma que a sua missão é a de comunicar a mensagem evangélica e que isto implica remediar também a todas as necessidades do ser humano.

Pagina 354 de 355