Terça, 07 Maio 2019 15:47

Dom Alfredo Espinoza inicia caminho como arcebispo de Quito e Primaz do Equador

Escrito por  Agência iNfo Salesiana - ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

No dia 2 de maio, numa Catedral repleta de fiéis, foi realizada a cerimônia de ordenação de Dom Alfredo Espinoza Mateus SDB, como novo Arcebispo de Quito e Primaz do Equador. Durante a cerimônia vestiu uma casula com a imagem de Jesus na frente e o rosto de Dom Bosco às costas, demostrando com isso o seu amor pela vocação salesiana.

 

O rito, iniciado às 18 horas, foi assistido por Dom Andrés Carrascosa Coso, Núncio Apostólico no Equador; Dom Fausto Trávez, Arcebispo cessante; por Bispos do Equador; Autoridades do governo; diversas Autoridades eclesiásticas e mais de 250 Sacerdotes de Quito, entre os quais vários Salesianos, como o P. Francisco Sánchez, Inspetor.

 

Também marcaram presença alguns grupos da Família Salesiana, vindos de diversas partes do país, para acompanhar o bispo salesiano que, antes de ir para Quito, fora responsável pela Diocese de Loja durante cinco anos.

 

Durante o rito inicial, Dom Carrascosa Coso leu a Bula de nomeação assinada pelo Papa Francisco. Na sequência, Dom Espinoza fez a Profissão solene de Fé e o Juramento de fidelidade diante de toda a assembleia e assinou o verbal da posse canônica.

 

Este foi o preâmbulo de um dos momentos mais simbólicos da cerimônia. Logo depois, o Núncio Apostólico, a poucos passos do altar, entregou o báculo ao novo arcebispo de Quito, como sinal de seu novo ofício pastoral. Dom Espinoza tomou, assim, posse da Catedral, em meio a uma forte ovação da assembleia, enquanto vários bispos se aproximavam para abraçá-lo.

 

A reflexão proposta por dom Espinoza na homilia focou o lema episcopal escolhido: "Eu vos farei pescadores de homens". O novo Arcebispo de Quito disse que chegou à Arquidiocese com grande paixão pastoral para tornar suas as "ruas de Quito" e que a confiança em Deus permitirá que ele crie e jogue redes para uma pesca abundante.

 

"Para esta missão, quero convidar todos vocês. Tenho uma ideia muito clara da missão que o Senhor põe em minha vida: mas não é "a minha missão", é "a nossa missão". Todos nós devemos jogar as redes e ser "pescadores de homens" – concluiu Dom Espinoza, em meio ao olhar atento de todos os presentes.

 

Outro aspecto abordado por ele foi a urgência de uma Pastoral sacerdotal, pela qual comprometeu-se a estar próximo dos padres como pai. Aos sacerdotes, por sua vez, pediu "fidelidade, coerência, transparência de vida, compromisso, serviço, dedicação, vida espiritual, oração, disponibilidade, obediência… Mas, acima de tudo, espero que sejam "pastores " à imagem do Bom Pastor, que é Cristo”.

 

Sobre o fato de ser “Primaz”, afirmou que se trata de um título que o compromete a ser o primeiro servo de todos, com o coração aberto de preferência para os jovens, porque – como ele mesmo afirmou várias vezes – é "Bispo por obediência", mas “Salesiano… por vocação".

Fonte: Agência iNfo Salesiana - ANS

Lido 63 vezes

Deixe um comentário