Quinta, 11 Abril 2019 18:08

Jovens da AJS promovem missão na Comunidade Quilombola Furnas do Dionísio

Escrito por  RSB-Pastoral e Assessoria de Comunicação - Inspetoria Imaculada Auxiliadora
Classifique este artigo
(0 votos)

Animados pelo amor misericordioso de Deus e inspirados pelo compromisso da missionariedade cristã, os jovens do Conselho Inspetorial da Articulação da Juventude Salesiana (AJS) da Inspetoria Imaculada Auxiliadora, em companhia das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e do grupo juvenil local, vivenciaram, ao longo de três dias, a experiência transformadora da fé missionária. Entre os dias 29, 30 e 31 de março, os jovens visitaram aproximadamente cinquenta famílias da Comunidade Quilombola Furnas do Dionísio, em Mato Grosso do Sul, percorrendo um roteiro que incluía a oração e a bênção pelas famílias em suas casas e o reconhecimento da realidade da comunidade rural, que conserva importantes traços ancestrais da história e da cultura afro-brasileira.

 

Como símbolos do amor, da presença e da missionariedade de Jesus Cristo, cada jovem recebeu, no início da missão, uma Bíblia da Edição Pastoral e um crucifixo, que acompanharam os trajetos, por vezes difíceis e desafiadores, dos missionários. Assim, auxiliado pelo grupo de jovens da localidade, cada missionário atravessou trilhas, matas, e pontes para poder dividir com os moradores de Furnas do Dionísio um verdadeiro testemunho de fé. Ao final da rota, os jovens ainda proporcionaram atividades de recreação e formação pastoral para crianças e pré-adolescentes da comunidade e participaram da celebração da Palavra, em comunhão com os moradores da região. Foi, certamente, um momento de vivência concreta da fé, da missão, da partilha e do amor que inspiram o serviço pastoral.

 

Sobre a Missionariedade

O valor e a coragem da afirmação de Nossa Senhora, são sinais de uma das dimensões da fé reveladas no Evangelho: a missionariedade. É na Anunciação que a Virgem Maria acolhe o seu chamado missionário. Ela, desse modo, nos recorda que somos convidados pelo Senhor, a ser luz, sal e fermento nos diferentes lugares e situações em que se encontram. Em casa, na escola, na Igreja ou na obra social, tem-se a oportunidade de ir ao encontro do outro – propósito verdadeiro do trabalho pastoral. Assim, todos são convidados a ouvir e a reconhecer as dificuldades do próximo e, mais do que isso, a ofertar, com alegria e solidariedade, um testemunho de amor.

 

Em pessoal sintonia com o que nos ensina o Evangelho, o Papa Francisco, desde o início de seu pontificado, tem convidado os cristãos, especialmente os jovens, a serem fiéis discípulos e missionários da ternura de Deus. Ao perseguirmos esse chamado, a fé missionária deixa de ser compreendida simplesmente como uma “virtude desejável”, para se tornar, com efeito, atributo fundamental do cristão. É ela que revigora e fortalece a cultura do encontro e garante que sejamos, de fato, “Igreja em saída”.

 

Fonte: RSB-Pastoral e Assessoria de Comunicação - Inspetoria Imaculada Auxiliadora

Lido 121 vezes

Deixe um comentário