Terça, 04 Setembro 2018 18:41

“Dá-me desta água” é o lema da Jornada Salesiana da Juventude 2018

Escrito por  Missão Salesiana de Mato Grosso
Classifique este artigo
(0 votos)

Nos dias 7 a 9 de setembro, será realizada no Colégio Salesiano Dom Bosco, em Campo Grande, MS, a Jornada Salesiana da Juventude 2018. A Jornada reúne jovens de 16 a 25 das presenças da Missão Salesiana de Mato Grosso, católicos, pertencentes aos grupos da Articulação da Juventude Salesiana (AJS), vocacionados e membros da Família Salesiana. O lema deste ano é “Dá-me desta água”.

 

Aqui nasce o lema da Jornada Salesiana da Juventude

O pedido da Samaritana confere uma mudança decisiva ao longo e intenso diálogo com Jesus, que tem lugar junto do poço de Jacob, perto da cidade de Sicar. Desse encontro, nasce uma mudança, nasce um testemunho de fé. Assim também nossa juventude é chamada a anunciar o Evangelho onde quer que se encontre. A proposta apresentada, segue a ideia de que os jovens estão sempre sedentos de Deus.

 

Em uma geração onde a informação é muito rápida e fácil, muitas vezes sem veracidade, propondo uma concepção de viver na sua autossuficiência, a passagem da samaritana traz consigo a humildade de Jesus, ao pedir água àquela mulher, em uma terra considerada impura pelos judeus. Mostra que não existe julgamento por ela não ter marido, e a ajuda a fazer uma revisão da sua própria vida, iniciando uma vida nova e vivendo assim a alegria de estar com o Senhor e saindo para o mundo para levar essa boa nova. Assim são nossos jovens, buscam ardentemente vivenciar as palavras e a vida de Cristo e se colocam no mundo para transmitir essa alegria a quem os rodeia.

 

Caminhando com os jovens como nos pede o Papa Francisco no Sínodo da Juventude, “Acompanhar os jovens exige sair dos próprios esquemas pré-confeccionados, encontrando-os ali onde estão, adequando-se aos seus tempos e aos seus ritmos; significa também levá-los a sério em seu esforço para decifrar a realidade em que vivem e para transformar um anúncio recebido em gestos e palavras, no esforço cotidiano para construir a própria história e na busca mais ou menos consciente de um sentido para suas vidas. (Os jovens, a fé e o discernimento vocacional, pág. 50).

 

O que desejamos encontrar

A sede da água que nasce da fonte é o “combustível” para o ser humano em sua Jornada. Enquanto não se encontrar com a fonte, o ser humano permanecerá na “sã inquietude”, beberá das águas dos riachos, pois estas saciam temporariamente a sede. Mas também porque essas águas são um símbolo, ou seja, elemento de que se dispõe agora e permite conectar-se com a realidade que ainda não se vê, não se pode saborear de modo completo.

 

Partindo da Água como ponto chave e fonte de vida, abordaremos a busca da juventude sedenta, num contexto atual, no qual, por meio de um caminho, os jovens façam a imersão nos rituais propostos.

 

Fonte: MSMT

Lido 270 vezes
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários