Quinta, 05 Abril 2018 17:24

O Reitor-mor no Líbano: "que força, que dignidade eu vi nestas pessoas!”

Escrito por  ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

Nesta quarta-feira, 4 de abril, o Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, durante a visita de Animação na presença salesiana no Líbano, esteve em Al Fidar, no Centro de Formação Profissional e na casa de acolhimento que oferece cursos de educação não formal. Na obra o Reitor-mor passou o dia conversando com os estudantes e refugiados sírios e iraquianos que foram acolhidos naquela casa.

 

O Padre Artime ficou muito impressionado neste encontro com os refugiados e postou em sua página no Facebook todo o seu envolvimento emocional:

 

"O testemunho daquelas jovens famílias, casais com filhos pequenos e daqueles jovens (mais meninas do que meninos) que deixaram o país e agora se encontram em casas salesianas... Eu estou falando dos refugiados de origem síria e iraquiana. Hoje foi um dia muito especial.

 

Estive em um oratório salesiano que abrigava uma centena de meninos e meninas, vários casais jovens com filhos e vários jovens refugiados também da Síria (bem como as famílias jovens) e um grupo de 12 moças e dois jovens provenientes do Iraque.

 

E devo dizer-lhe que fiquei muito "tocado" no coração pela dignidade e pela capacidade de superar o sofrimento daquelas pessoas. Eles dançaram e cantaram (foi muito bonito)... porque não permitem que nada ou ninguém desligue o sorriso, pelo menos em alguns momentos.

 

Estou feliz que as casas salesianas, assim como outras casas da Igreja Latina e da Igreja Maronita, representem uma proteção para as pessoas desalojadas em um país, o Líbano, que embora esteja em paz, apresenta um equilíbrio religioso e social muito difícil.

 

Eu encorajei meus irmãos salesianos, irmãs salesianas e a Família Salesiana a continuar fazendo parte dos ‘POBRES E DESAMPARADOS’ - como os chama o Papa Francisco - SEMPRE. SEMPRE COM ELES".

 

À tarde, o programa da visita do Reitor-mor prosseguiu com a tradicional agenda de cada visita de animação: o encontro com todos os salesianos presentes no país, para atualizá-los sobre a vida da Congregação e ouvir as suas preocupações e os seus comentários sobre a realidade local.

 

No final do dia houve um encontro com a Família Salesiana local, a recitação das Vésperas e o “boa noite” salesiano.

 

Fonte: ANS

 

Lido 105 vezes

Deixe um comentário