Segunda, 22 Janeiro 2018 15:16

DEFS 2018 reforçam união e empenho da Família Salesiana

Escrito por  Info ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

Encerraram-se em 21 de janeiro, os Dias de Espiritualidade da Família Salesiana (DEFS 2018), realizados em Turim, na Itália. Foram quatro dias de partilha e sério empenho de representantes dos vários grupos da Família Salesiana por crescer ainda mais no zelo e serviço pelos jovens do mundo inteiro.

 

Anualmente, representantes de todos os grupos da Família Salesiana se reúnem para trocar experiências, refletir juntos e apontar os caminhos para – cada grupo com suas próprias características, mas atuando em conjunto – expandir a proposta salesiana de educação e evangelização da juventude. Neste ano de 2018, os Dias de Espiritualidade da Família Salesiana (DEFS) foram realizados na “casa” de Dom Bosco, em Turim, Itália. O evento foi aberto em 18 de janeiro, no Teatro Grande, de Valdocco. A saudação do Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, acolheu os cerca de 400 participantes procedentes de mais de 50 nações de todas as partes do mundo.

Tal como o Reitor-mor, dirigiram sua palavra de encorajamento também o padre Enrico Stasi, inspetor da Circunscrição do Piemonte-Vale d’Aosta, e o padre Eusebio Muñoz, delegado do Reitor-mor para a Família Salesiana. O padre Muñoz ressaltou como, a partir dos DEFS, a Família Salesiana é chamada a viver a mensagem que o Reitor-mor deixou na Estreia: “Nestes dias pode-se compreender melhor como a escuta recíproca entre os diversos grupos da Família Salesiana pode ser o segredo para viver o clima de família e a fidelidade à missão do santo fundador”.

 

Escuta e acompanhamento na tradição salesiana

Os DEFS transcorreram em clima festivo e de família. Entre os pontos altos do encontro constaram os testemunhos da irmã Paola Casalis, FMA, e de um casal jovem. O centro dos testemunhos foi marcado pelo tema da Estreia: escuta e acompanhamento. A irmã Casalis, através de um percurso visual e artístico, encaminhado a partir da contemplação da obra de arte, narrou e descreveu os traços típicos da escuta, segundo a tradição espiritual cristã e salesiana. Foi uma exposição particularmente apreciada pela riqueza experiencial com que veio impregnada.

Sebastiano e Titta Coticelli, os dois jovens casados chamados a trazer o seu próprio testemunho, contribuíram para a reflexão expondo o ponto de vista de uma família que, em clima vocacional baseado na escuta e no acompanhamento, tentou sempre orientar suas próprias escolhas pelo Evangelho, o qual, para ser vivido em profundidade, precisa de um constante discernimento, de uma constante escuta, de um constante acompanhamento.

 

Palavra do Reitor-mor

A celebração eucarística de encerramento dos DEFS 2018 foi presidida pelo Reitor-mor dos Salesianos, padre Ángel Fernández Artime, que em sua homilia retomou o convite do Papa Francisco a dar muita atenção à oração litúrgica. Em seguida, a partir da oração, indicou à Família Salesiana os caminhos para tornar-se eficaz na própria ação pelos jovens: ser “contemplativa e de olhos bem abertos”, porque só contemplando a Deus é possível testemunhá-Lo; ser “peregrina nos lugares e corações”, para que o convite a ser Igreja ‘em saída’ encontre a Família Salesiana na linha de frente; ser uma “Família Salesiana do já e do agora mesmo", isto é: consciente de que o tempo de agir é agora, porque são tantos os jovens em todo o mundo que “têm sede de Deus” e “estão à espera de uma mão que os libere e alente, à espera de um coração que os acolha”.

Na segunda parte, foi realizado o plenário para apresentação das conclusões de todas as experiências vividas nos DEFS 2018. O padre Eusebio Muñoz, delegado do Reitor-mor para a Família Salesiana, leu uma síntese das conclusões alinhavadas nos trabalhos em grupo. Elencou os numerosos recursos à disposição da Família Salesiana, começando pela presença de jovens bem formados e empenhados como os do MJS (no Brasil, AJS – Articulação da Juventude Salesiana).

Prosseguindo, padre Muñoz ilustrou os desafios lançados aos educadores. E concluiu com algumas recomendações: nunca perder de vista a centralidade do Sistema Preventivo; trabalhar em sinergia; zelar por uma Pastoral Vocacional que faça conhecer todos os grupos da Família Salesiana.

O Reitor-mor concluiu o evento com o convite a todos os membros da Família Salesiana a olhar para o futuro com esperança: “Hoje todos nós devemos ser os novos Dom Bosco, Madre Mazzarello e os diferentes fundadores dos vários grupos da Família Salesiana no mundo... O sonho de Dom Bosco é um sonho que se torna realidade”.

 

Lido 539 vezes Modificado em Terça, 27 Fevereiro 2018 18:58

Deixe um comentário