Sexta, 19 Janeiro 2018 15:10

DEFS 2018: escuta e acompanhamento na tradição salesiana

Escrito por  Info ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

Segundo passo destes Dias de Espiritualidade da Família Salesiana 2018 realizados em Turim, na Itália: no espírito de Dom Bosco, o bom-dia se sublinha com oração, oração animada nesta manhã pelos noviços de Pinerolo. Esta primeira parte do dia concentrou sua atenção em dois pontos os testemunhos da Irmã Paola Casalis FMA, e de um casal jovem, e a concelebração de solene Eucaristia, presidida por dom César Nosiglia, arcebispo de Turim.

 

O coração dos testemunhos foi marcado pelo tema da Estreia: escuta e acompanhamento. A Ir. Casalis, FMA do Piemonte, através de um percurso visual e artístico, encaminhado a partir da contemplação da obra de arte, narrou e descreveu os traços típicos da escuta, segundo a tradição espiritual cristã e salesiana. Foi uma exposição particularmente apreciada pela riqueza experiencial com que veio impregnada.

 

Sebastiano e Titta Coticelli, os dois jovens casados chamados a trazer o seu próprio testemunho, contribuíram para a reflexão expondo o ponto de vista de uma família que, em clima vocacional baseado na escuta e no acompanhamento, tentou sempre orientar suas próprias escolhas pelo Evangelho, o qual, para ser vivido em profundidade, precisa de um constante discernimento, de uma constante escuta, de um constante acompanhamento.

 

A manhã encerrou-se no encontro com o arcebispo de Turim, dom Cesare Nosiglia, ‘infra Missam’, por ele presidida: um momento para, como Família Salesiana, viver a centralidade do Cristo Eucarístico e para rememorar a contribuição única que o carisma de Dom Bosco, nos seus vários componentes e nos seus diferentes ramos, oferece como presente de amor à Igreja Católica.

 

Em sua homilia, o bispo recordou que o carisma salesiano “é fundamentado no Evangelho” e que “a centralidade dos jovens, permanente ponto forte e de empenho constante dos Salesianos, ajuda as novas gerações a descobrirem a beleza do Evangelho, e muda também a sua condição de vida e da sociedade”.

 

O bispo sublinhou que “o ponto decisivo do nosso relacionamento com os jovens não está em organizar muitas iniciativas para eles, mas em comunicar o próprio coração e a própria amizade com Jesus”. E, por isso, aplaudiu a Família Salesiana por saber acompanhar os jovens à Eucaristia – o “primeiro puro amor de Dom Bosco” – e à adoração eucarística.

 

Acompanhe os Dias de Espiritualidade da Família Salesiana ao vivo pela págin, da Agência iNfo Salesiana (ANS) no Facebook: https://www.facebook.com/agenziaans

 

Lido 490 vezes
Logar para postar comentários