Sexta, 22 Setembro 2017 15:37

Trabalho de Matemática busca conscientizar sobre Bullying

Escrito por  Comunicação INSG
Classifique este artigo
(1 Voto)
Trabalho de Matemática busca conscientizar sobre Bullying Divulgação

Com o objetivo de fazer os alunos refletirem, conscientizá-los e levá-los a repudiar a prática do bullying, o professor Williams Costa promoveu a apresentação dos trabalhos escolares desenvolvidos pelos alunos do 6º ano do Ensino Fundamental II (turmas A, B e C) do Instituto Nossa Senhora da Glória (INSG), unidade da RSB-Escolas em Macaé, RJ. O tema dos trabalhos foi Matemática e Bullying.

 

A tarefa foi desenvolvida, no primeiro momento, com pesquisas estatísticas, buscando a construção de gráficos e tabelas individualmente e em seguida por meio de trabalho em grupo de forma que possibilitasse a discussão e finalização das informações. “Os alunos foram muito receptivos em relação ao tema e se empenharam no desenvolvimento do mesmo, mostrando maturidade e clareza”, avaliou o professor de Matemática.

 

Bullying é um termo de origem inglesa, utilizado para descrever atos agressivos, verbais ou físicos, intencionais e repetitivos, que acontecem sem motivação evidente, sendo praticado através de uma relação desigual de força e de poder. A ação é exercida por um ou mais indivíduos, de forma direta ou indireta, causando dor e angústia a vítima, cujo objetivo é intimidar ou agredir àquele que não tem possibilidade ou capacidade de se defender.

 

Estima-se, através de dados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2015, publicado no Portal da Agência Brasil, que no país aproximadamente um em cada dez estudantes é vítima frequente de bullying nas escolas, sendo alvo de boatos e brincadeiras maldosas, excluídos pelos colegas de forma intencional.

 

Dentre as inúmeras questões, os adolescentes de 15 anos que participaram da avaliação revelaram que 17,5% destes sofrem alguma das formas de bullying "algumas vezes por mês". Assim, o trabalho de conscientização no âmbito da escola, onde os jovens podem discutir o problema entre si, é um dos caminhos mais eficazes na erradicação do bullying e na promoção de uma relação cada vez mais respeitosa e harmoniosa entre os mesmos.

Lido 1248 vezes

Deixe um comentário