Sexta, 30 Junho 2017 18:27

Madagascar – Alimentação e educação para 140 crianças no orfanato salesiano

Escrito por  Info ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

Os Salesianos chegaram em Madagascar, na África, em 1981 e estabeleceram-se nas áreas mais remotas e mais populosas do país, onde é possível encontrar jovens marginalizados e famílias em dificuldade. Empenhados na educação, trabalham com crianças que, na maioria dos casos, provêm de famílias com um só dos pais: ou porque são órfãos, ou porque um dos dois pais os abandonou.

 

Com a missão evangelizadora, os Salesianos de Madagascar dedicam seus esforços também numa casa para crianças e jovens pobres e socialmente problemáticos, para formá-los como bons cristãos e honestos cidadãos.

 

Trata-se do Centro Nossa Senhora de Clairvaux, que está a 15 km da cidade de Antananarivo, na zona do aeroporto de Ivato. É um centro criado para os jovens em dificuldade, onde eles possam encontrar uma nova família e iniciar um futuro melhor para si.

 

As crianças e os jovens moram ali como num internato e estudam no Centro de Formação Profissional que lhes oferece o primeiro passo para obterem o diploma de estudos primários. A eles unem-se também os jovens que vivem nas proximidades e que são recebidos na forma de semi-internato.

 

Os Salesianos estão a serviço de cerca de 140 alunos internos e outros 150 menores que estudam na escola profissional. Além disso, a escola tem um oratório que recebe cerca de 230 meninos e meninas.

 

A todos eles, os Salesianos garantem, nos nove meses do ano escolar, alimentação e assistência sanitária. Com a educação, no Centro Dom Bosco, recebem gratuitamente café da manhã, almoço e jantar.

 

Madagascar é um dos países mais pobres do mundo, onde a maioria da população vive abaixo do nível de pobreza e a taxa de analfabetismo é superior a 30%. Como afirma o jornalista J. C. Acero, trata-se de “um povo que vive num paraíso natural, mas também num inferno econômico”.

 

Os Salesianos acreditam que o acesso à educação e à boa alimentação é o primeiro passo para que as pessoas mais pobres possam ter oportunidades de futuro, e para isso trabalham arduamente.

Fonte: Info ANS

Lido 386 vezes

Deixe um comentário