Quarta, 08 Fevereiro 2017 19:02

Projeto Olimpíada da Leitura será apresentado na Colômbia

Escrito por  Comunicação e Marketing - ESSJ
Classifique este artigo
(0 votos)

O Projeto Olimpíada da Leitura, desenvolvido pelo Ensino Fundamental II da Escola Salesiana São José, de Campinas, SP, será apresentado no IV Encontro Continental da Escola Salesiana na América (IV ESA), a ser realizado em maio na cidade de Medellín, Colômbia.

 

Este projeto atende alunos de 6º a 9º ano e chega em 2017 a sua IX edição. Criado em 2009, está pautado nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) de Língua Portuguesa e seu objetivo principal é incentivar o hábito da leitura.

 

Chama-se olimpíada porque é realizada uma avaliação e gerada uma classificação final entre os alunos. Os participantes retiram livros da Sala de Estudos juntamente com as fichas de avaliação. Após a leitura a ficha é preenchida e avaliada pelos docentes de Língua Portuguesa que validam ou não o resultado gerando uma pontuação.

 

A professora Lídia Bizo afirma que “certamente, o hábito por ler é sempre um objetivo muito importante a ser alcançado pelas escolas, entretanto despertar no aluno a vontade, o desejo pela leitura, para nós, acaba não sendo uma tarefa tão difícil, pois acreditamos que, além de um acervo atrativo para o aluno (isso é algo essencial!), é importante que exista a troca, a escuta por parte dos envolvidos, a possibilidade de se compartilhar leituras, emoções ou dúvidas”. E complementa dizendo que “esses momentos acabam sendo motivadores para que outros alunos queiram também ler e participar da olimpíada. Penso que aí esteja a grande diferença: o estar-se aberto a ouvir o outro e ser ouvido. Com este olhar, a leitura, além de todo benefício que proporciona ao leitor (já reconhecido por tantas experiências e práticas pedagógicas) também possibilita a aproximação entre as pessoas. Esse é um diferencial importante na sociedade atual”.

 

A professora Marilisa Bassini é categórica sobre os efeitos da Olimpíada de Leitura: “Em minhas aulas, nos 8º e 9º anos, a Olimpíada da leitura auxilia na interpretação de diferentes gêneros textuais, desenvolve diversas habilidades linguísticas, traz novas perspectivas, constrói ponto de vista, fundamenta argumentos, além de contribuir para a formação de leitores autônomos, criativos, competentes, críticos e questionadores da realidade em que estão inseridos”.

 

Alessandra Uchitzky, auxiliar da Sala de Estudos e idealizadora do projeto, se mostra surpreendida: “quando comecei a trabalhar na Sala de Estudo, percebia que não tinha muito a presença de alunos por ali. Sendo assim, pensei em um projeto que fizesse com que eles dali se aproximassem. E, aos poucos, minhas expectativas foram superadas. Com a vinda deles, comecei a conhecer mais o gosto de cada um e, juntos, compartilhamos histórias, livros e autores (muitos dos livros que hoje temos no acervo foram sugeridos por eles). Esta experiência tem sido muito rica para todos que dela participam”.

 

Já para os alunos as experiências são demonstradas na práticas dos estudos e no dia a dia. Para Lívia Garbo, estudante do 8º ano, a leitura já faz parte de sua vida: “Para mim, poder participar da Olimpíada de Leitura foi um divisor de águas. Depois disso, comecei a ler sem parar. Até hoje! Percebi que meus textos foram se tornando muito melhores. A leitura faz parte da minha vida!”. Gabrielle Medeiros, do 1º ano do Ensino Médio, destaca o repertório adquirido com a leitura: “Com a quantidade de livros que eu li, acabei possuindo um vocabulário abrangente e uma boa argumentação nas minhas produções de texto e junto aos meus colegas também. Foi uma experiência incrível e com isso me apaixonei pela leitura!”.           

 

A escola parabeniza aos alunos, professores e profissionais envolvidos. Conheça um pouco mais sobre este projeto com reconhecimento internacional, acessando o blog (http://olimpiadasdaleitura.blogspot.com.br).

Lido 909 vezes Modificado em Segunda, 13 Fevereiro 2017 16:10

Deixe um comentário