Sexta, 04 Março 2016 17:42

Encontro sobre vida consagrada reúne religiosos

Escrito por  Canção Nova
Classifique este artigo
(0 votos)

Religiosos do Brasil encerraram na quinta-feira, 3 de março, o encontro da Vida Consagrada que começou no dia 2, no Santuário da Divina Misericórdia em Curitiba, PR. O evento contou com a participação do presidente dos Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, cardeal João Braz de Aviz.

A estimativa de consagrados no mundo é de um milhão de pessoas, contou dom João, que conversou com a equipe da Canção Nova em Curitiba durante o encontro. "Os consagrados são pessoas que se sentiram chamadas a seguir de perto os conselhos evangélicos: pobreza, castidade e obediência". O cardeal recorda que terminou há pouco tempo o Ano da Vida Consagrada, que ajudou a compreender mais essa vocação.

 

O Papa Francisco fala que onde há consagrados, há alegria. Segundo dom João, o Papa quer dizer com isso que É impossível pensar em uma vida consagrada sem pensar que a relação com Deus e o que dela decorre produz a felicidade na pessoa. “Tem de haver uma felicidade verdadeira dentro da pessoa, senão, a vocação não é autêntica e não é vida consagrada”.

 

Dom Aviz deixou ainda uma mensagem aos consagrados no contexto do Ano da Misericórdia. Ele recorda que o Papa diz que a misericórdia é típica do consagrado; portanto, é bom estudar, na Bíblia, as sete obras de misericórdia e vivê-las, até mesmo como uma forma de se aproximar mais da dor humana.

 

“Que a gente se manifeste como uma comunidade de irmãos onde os pobres são parte dessa comunidade, são amados, com eles nós repartimos o nosso dinheiro, os nossos bens, a nossa vida e nossas esperanças. Isso a gente faz se for ao encontro da dor humana. Claro, essa dor está também entre os ricos, na solidão, em problemas pessoais. Aproximar-se da dor humana com o olhar do Evangelho ajudará muito, seja a vida consagrada como também todos os demais”.

 

Canção Nova

 

 

 

Lido 948 vezes Modificado em Sábado, 05 Março 2016 00:57

Deixe um comentário