Quarta, 23 Agosto 2017 13:35

Jovens missionários levam amor e solidariedade a comunidades carentes

Escrito por  Com informações: equipes de Comunicação das inspetorias salesianas
Classifique este artigo
(0 votos)
Semana Missionária - São Paulo Semana Missionária - São Paulo

Em julho, centenas de jovens provenientes de escolas, obras sociais, paróquias e faculdades salesianas em todo o Brasil dedicaram pelo menos uma parte de suas férias para atividades missionárias e de voluntariado.

 

Uma experiência inesquecível para adolescentes e jovens que, nas férias, assumem o compromisso de semear a Boa Nova por meio de atos e palavras, em lugares distantes de sua realidade cotidiana, mas muito próximos na fé e na esperança partilhadas. Assim podem ser descritas as “Semanas Missionárias” e outras iniciativas de voluntariado missionário realizadas em julho por centenas de jovens, provenientes das presenças salesianas de todo o Brasil. Colocando em prática os ensinamentos de Dom Bosco, eles se tornaram evangelizadores de outros jovens e levaram a alegria e a espiritualidade salesianas para comunidades carentes em várias regiões do País.  

 

Recorde de participantes em São Paulo

Realizada de 15 a 23 de julho, a Semana Missionária de São Paulo teve recorde de participantes. Mais de mil jovens participaram desta edição do projeto, realizado pela Pastoral Juvenil da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora (SDB no Estado de São Paulo).

Divididos em grupos e sediados em paróquias, os jovens realizaram celebrações, visitas às casas, bênção das famílias e oficinas com crianças, adolescentes e suas famílias. Neste ano, seis cidades paulistas receberam a Semana Missionária Salesiana: Itaberá, Monteiro Lobato, Peruíbe, Pindamonhangaba, Santa Isabel e Taquarivaí. Ao todo, participaram 23 grupos de missionários, entre alunos dos colégios da RSB-Escolas, de obras da RSB-Social e dos campus do UNISAL.

 

Primeiros jovens missionários

Entre os missionários paulistas, quatro foram os primeiros representantes do Lar Juvenil São Domingos Sávio, de Araraquara, SP. A obra social enviou os adolescentes Lucas Jota, Jailson Mateus, Samuel Marcelo e Caio Mathias como missionários à cidade de Itaberá, SP.

“Eles são adolescentes que já concluíram a passagem pela obra, mas continuam ligados a Dom Bosco e aceitaram o convite de participar duas vezes por semana de atividades no Lar Juvenil”, conta o salesiano Rafael de Souza. Durante o primeiro semestre, eles tiveram a formação preparatória para a Semana Missionária e participaram das reuniões propostas pelo grupo do Oratório São José de Campinas. “O sentimento de alegria e entusiasmo esteve presente sempre nestes adolescentes, de modo muito mais forte durante a Semana Missionária que viveram. Que eles continuem alimentando em si a fé e o ardor missionário, a fim de tornarem-se cada vez mais jovens evangelizadores de outros jovens”, diz Rafael.

 

#eficaramconosco: a Semana Missionária na ISJB

Mais de 500 jovens e educadores participaram da Semana Missionária Salesiana na Inspetoria São João Bosco (ISJB), realizada de 19 a 23 de julho. Seguindo a orientação para o Dia Missionário Salesiano, celebrado em todo o mundo no dia 23 de julho, o evento teve como tema “O primeiro anúncio e os povos indígenas da América” e o lema “…e ficaram conosco”.

As atividades foram realizadas nas presenças salesianas do Distrito Federal e dos Estados de Goiás, Minhas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Entre as ações dos missionários constaram momentos de espiritualidade, de visita e bênção às famílias, de trabalho voluntário e de organização de propostas de lazer com crianças, adolescentes e outros jovens na presença salesiana local. O objetivo foi proporcionar aos jovens a oportunidade de se fazer uma verdadeira experiência de Deus em meio ao povo.

 

Santa Catarina: adolescentes em missão

Adolescentes entre 14 e 17 anos, provenientes das presenças salesianas de Campos Novos, Rio do Sul, Itajaí, Massaranduba, Ascurra e Joinville, em Santa Catarina, participaram de uma semana de voluntariado missionário durante a Articulação Missionária Juvenil Salesiana (AMJ).

A AMJ é realizada sempre no período das férias de julho e tem como objetivo proporcionar uma experiência significativa aos adolescentes, que assumem o compromisso de serem anunciadores da Boa Nova. Neste ano, o projeto aconteceu nos dias 16 a 22 de julho, na Paróquia Divino Espírito Santo, em Joinville, onde os 46 adolescentes, acompanhados por salesianos, seminaristas e assessores leigos, foram acolhidos.

 

AMJ no Rio Grande do Sul

Cerca de 60 jovens das cidades de Viamão, Porto Alegre, Rio Grande, Bagé e Uruguaiana, todas no Rio Grande do Sul, reuniram-se no município de Santa Rosa para participar da AMJ do estado. O evento reuniu adolescentes de 14 a 18 anos, e nesta edição foi realizado de 23 a 29 de julho.

Durante a semana, os adolescentes realizam várias atividades junto às comunidades da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora. De acordo com a assessora da Pastoral Escolar do Colégio Salesiano Dom Bosco, Fabiana Sulzbach, as visitas foram importantes, pois os jovens puderam levar a palavra de Deus às famílias. “É um desafio para esta juventude bater nas casas e levar, muitas vezes, um conforto, uma alegria e uma paz, mas eles foram preparados para isso”.

Os missionários participaram de oficinas formativas prévias. Uma delas tratou das visitações: os jovens foram orientados sobre como chegar nas casas e qual a melhor oração a ser realizada. Outra atividade foi relacionada ao documento “Amoris laetitia”, do Papa Francisco, que trata sobre a família.

 

Voluntariado missionário em Corumbá

Um grupo com 13 jovens da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, de Campo Grande, MS, aproveitou as férias para realizar uma ação missionária na Casa de Recuperação Infantil Padre Antonio Muller (Cripam) e no Centro de Apoio Infanto Juvenil (CAIJ), ambos em Corumbá, MS. Eles foram acompanhados pelos pós-noviços da Inspetoria Salesiana de Campo Grande e pelo padre Adalberto Alves de Jesus, SDB.

Durante uma semana, entre os dias 8 e 15 de julho, os jovens desenvolveram atividades para a Colônia de Férias denominada “2º Big Brother CAIJ-2017”, voltada a 114 adolescentes com idades de 13 a 18 anos. A juventude missionária e os pós-noviços foram responsáveis por toda a parte de espiritualidade, teatro, catequese e reflexões diárias sobre Nossa Senhora. Eles prepararam missas, rosários e ajudaram na organização e limpeza dos quartos e dos banheiros. Por fim, promoveram jogos e o certame mariano.

Para a pedagoga e coordenadora dos projetos do CAIJ e Cripam, Luciene da Costa Cunha, a presença dos jovens teve grande significado. “Eles contribuíram em todas as atividades de forma articulada como grupo, favorecendo a troca de experiências”, ressaltou.

 

Experiência missionária no arquipélago do Marajó

A Articulação da Juventude Salesiana do Pará (AJS/PA) e o Centro Magis Amazônia realizaram, de 8 a 15 de julho, uma experiência missionária na cidade de Cachoeira do Arari, situada no arquipélago do Marajó, no Pará.

Foram oito dias durante os quais 25 participantes das regiões Sul, Sudeste e Norte do Brasil, além de dois mexicanos, constituíram núcleos de ação nas comunidades pertencentes à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Os núcleos, afastados uns dos outros, tinham atividades em comum no âmbito social, artístico, espiritual e festivo. A AJS teve seu campo de missão no centro de Cachoeira do Arari.

A experiência missionária ajudou os participantes a descobrirem e reafirmarem sua missão no mundo e na Igreja. Para um dos peregrinos, André Ribeiro, que é vice-coordenador da AJS no Pará, “o trabalho realizado foi um processo de autoconhecimento para redescobrir, amar e assumir mais concretamente a vocação salesiana”.

A programação contou ainda com momento formativo, ação social e missionária, celebrações da Palavra, oficinas, bate-papo, noite cultural, oratório festivo, gincana, retiro e passeio turístico. Segundo, Henrique Carreira, coordenador da AJS/PA, o desafio provocou os peregrinos: “Foi uma maneira eficaz de propor um itinerário de educação à fé dos jovens, onde, com Jesus, pudessem ser santos de calça jeans, deixando para trás uma ideia caricata de jovem católico”, finalizou.

 

Colaboraram: Anderson Bueno e S. Rafael de Souza, SDB, Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora; Acontece, Inspetoria São João Bosco; Comunicação CLAJS-PA; Vivian Marler, Inspetoria São Domingos Sávio; Fládima Christofari, Inspetoria de Campo Grande (MSMT); Sintonia Online, Inspetoria São Pio X.
Lido 171 vezes Modificado em Quarta, 23 Agosto 2017 13:54

Deixe um comentário