Quinta, 17 Agosto 2017 16:27

Pastoral Juvenil tem representante no Conjuve

Escrito por  Maria Emília Duarte – Jovens Conectados
Classifique este artigo
(0 votos)

O jovem Iago Ervanovite, ex-secretário nacional da Pastoral da Juventude Estudantil (PJE) e membro da equipe de colunistas do Boletim Salesiano (coluna Juventude em Pauta) tomou posse como conselheiro nacional de juventude no Conjuve (Conselho Nacional de Juventude) nesta terça-feira, 15 de agosto. A cerimônia realizada no Planalto Central contou com a presença dos ministros Eliseu Padilha e Antônio Imbassahy e demais autoridades que buscam e acreditam na força jovem do país por meio dessa representatividade, sendo o conselho composto por 40 representantes da sociedade civil e 20 do governo.

 

Iago Ervanovite assume a cadeira compondo no Eixo do direito à comunicação, representando a Pastoral Juvenil e a Equipe de comunicação dos Jovens Conectados. Para Iago, esse momento representa a continuidade de um marco na história da caminhada da Pastoral Juvenil do Brasil, pois as cadeiras do Conselho nos anos anteriores foram ocupadas por representantes das Pastorais da Juventude (PJ) e da Juventude do Meio Popular (PJMP).

Para Iago as políticas públicas para os jovens serão pautas prioritárias e nesse momento vê a necessidade de “levar ao governo a voz das juventudes mais excluídas por esse sistema de opressão, que nos alerta o papa Francisco, principalmente na defesa contra pautas legislativas que tiram direitos dos jovens”.

 

Sobre o CONJUVE

O CONJUVE é um órgão colegiado e consultivo, que integra a estrutura básica da Secretaria de Governo da Presidência da República, e tem por finalidade formular e propor diretrizes das ações governamentais voltadas à promoção de políticas públicas de juventude, bem como fomentar estudos e pesquisas acerca da realidade socioeconômica juvenil e o intercâmbio entre as organizações juvenis nacionais e internacionais.

A Lei 11.129/2005 e o Decreto 9.024/2017 são os diplomas legais que regulamentam o CONJUVE. Este último, editado pelo Presidente Michel Temer e publicado em 05 de maio de 2017, é um importante avanço no fortalecimento e na democratização da participação da juventude na construção de políticas públicas voltadas em seu benefício, de suas comunidades, cidades e regiões. Por essa razão, o referido decreto instituiu comissão paritária e independente para definir regras justas e transparentes ao pleito.

O grupo era formado por representantes da sociedade civil e do poder público, sendo dois representantes do CONJUVE, Escola de Gente e Liga do Funk, na titularidade, Escoteiros e Conaje, na suplência, um da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e um do Fórum Nacional de Gestores de Juventude (Forjuve), e dois representantes do governo federal.

Os trabalhos culminaram na publicação do Edital de Convocação para eleição das vagas da sociedade civil que integrariam o CONJUVE. O chamamento foi prontamente aceito, mais de 200 entidades, de todos os lugares do país, se inscreveram para participar processo eleitoral, realizado no dia 04 de Julho de 2017, dentre elas a Pastoral Juvenil. O resultado do pleito foi publicado no diário oficial da união, no dia 21 de julho.O Conjuve é composto por 20 representantes do poder público e 40 da sociedade civil, com o mesmo número de suplentes.

O Conselho tem uma participação ampla e democrática de todos os seguimentos da juventude brasileira, garantindo a representação das cinco regiões do País que ocupam 20 cadeiras e as outras 20 cadeiras da sociedade civil foram destinadas à entidades de atuação nacional e distribuídas conforme os 11 eixos temáticos do Estatuto da Juventude.

A representação do poder público contempla, além da Secretaria Nacional de Juventude, todos os ministérios que possuem programas voltados para os jovens; o Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Juventude; o Fórum Nacional de Gestores Municipais de Juventude; e um representante do Poder Legislativo federal. Essa composição foi estruturada para que as ações sejam articuladas em todas as esferas governamentais (federal, estadual e municipal).

Fonte: Jovens Conectados

Lido 332 vezes

Deixe um comentário