Terça, 03 Outubro 2017 15:18

Papa Francisco continua causando muita dor de cabeça, sobretudo nos clérigos, leigos e leigas que se apegaram à lei. Bem diria São Paulo: Ó insensatos filhos da Igreja por que recusais a Francisco? A insensatez de muitos na Igreja chega a doer na alma. Depois da renúncia de Bento XVI, que muitos também não aceitaram, acusando-o de ter descido da cruz, as tempestades contra a barca de Pedro continuaram. Desde a nomeação de Francisco os corações de ultraconservadores palpitam sem cessar.

 

Terça, 27 Agosto 2013 14:17

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização publicou em seu site http://www.annusfidei.va o programa da Jornada Mariana que será realizada em Roma nos dias 12 e 13 de outubro com o tema “Feliz és Tu que acreditaste!”.

Quinta, 14 Março 2013 18:30

Bispos referenciais para a juventude de todo Brasil se reuniram nesta quarta e terça-feira, dias 12 e 13 de março, em Brasília, em um encontro conduzido pelo presidente da Comissão para Juventude da CNBB e bispo Auxiliar de Campo Grande (MS), Dom Eduardo Pinheiro.

 

Na ocasião, eles debateram questões como evangelização dos jovens no país, Jornada Mundial da Juventude, novo documento de estudo da CNBB – “Pastoral Juvenil no Brasil: Identidade e Horizontes” – e tudo isso com um tom de grande expectativa: a vinda do novo Papa ao Brasil, por ocasião da JMJ, em julho deste ano.

 

Eles estavam na sala de reuniões, na tarde de ontem, quando se deu a notícia da fumaça branca saindo da Capela Sistina, no Vaticano. A partir desse momento, a atitude não poderia ser outra: pararam tudo para assistirem pela TV o anúncio do nome do novo Sucessor de Pedro.

 

De acordo com o arcebispo de Passo Fundo, Dom Antônio Carlos Altieri, a vinda do Papa Francisco representará um marco profundo na história da Igreja no país e será uma concretização da Nova Evangelização, conforme encaminhado pelo Papa Emérito Bento XVI na Igreja Católica. “O novo Papa nos ajudará a atuar de forma renovada depois dessa Jornada. Seremos um foco de irradiação de muita graça para o mundo todo”, felicitou.

 

Legado da JMJ

 

Um dos assuntos de destaque entre os bispos foi o pós JMJ. A Jornada será um grande evento com a presença do Santo Padre e de jovens do mundo inteiro. Mas como extrair deste precioso momento legados para os jovens do país?

 

De acordo com o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, Dom Nelson Francelino Ferreira, a Jornada Mundial deve suscitar debates nas diversas instâncias da sociedade a fim de que se olhe não somente para os jovens da Igreja, mas na juventude como um todo e nas questões que a envolve como educação, emprego, drogas, ausência de verdadeiros valores etc.

 

“Creio que a Campanha da Fraternidade de 2013, o Ano da Fé, a visita dos símbolos da JMJ, a Semana Missionária e a própria Jornada vão deixar essa grande discussão sobre o cenário da juventude. Quero crer que, com isso, cada segmento social vai trazer repercussões práticas e, assim, presentear a juventude ampliando os seus horizontes”, afirmou.

 

Por fim, Dom Nelson ressaltou que os católicos não podem prender esses debates “dentro dos muros da Igreja”, mas, ao contrário, que a sociedade seja provocada a assumir sua responsabilidade diante da juventude.

 

Jovens Conectados

Quinta, 14 Março 2013 18:26

 

Às 17 horas (horário de Roma) desta quinta-feira, 14 de março, o Papa Francisco presidiu na Capela Sistina à missa de conclusão do Conclave que o elegeu. A celebração, restrita aos cardeais eleitores e às pessoas que trabalharam no Conclave, foi transmitida ao vivo por emissoras de rádio, televisão e sites de internet em todo o mundo.

 

As leituras da Missa - pro Ecclesia, pela Igreja, incluem um texto de Isaías (2,2-5) em que o profeta anuncia tempos de paz, em que serão transformadas em foices as espadas. A segunda leitura, da primeira Carta de São Pedro, recorda Cristo como pedra angular. Finalmente, o Evangelho (Mt 16, 13-19) contém a profissão de fé de Pedro, em Cesareia de Filipo e a promessa de Jesus: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas dos infernos não prevalecerão".

 

“Caminhar, edificar, professar Jesus Cristo crucificado” foi a ideia central da primeira homilia do Papa Francisco. Ele convidou os presentes a “caminhar sempre, na presença do Senhor, à luz do Senhor, procurando viver com irrepreensibilidade”.

 

"Quando não se confessa Jesus, confessa-se a mundanidade do diabo", alertou. A celebração, vista como o primeiro momento em que o Papa apresenta o seu "programa", contou em 2005 com uma homilia em latim de Bento XVI, mas o Papa Francisco optou por falar em italiano, sem qualquer texto.

 

CNBB

Sexta, 01 Março 2013 14:01

O reitor-mor, padre Pascual Chávez, enviou nesta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, uma mensagem a toda a Família Salesiana em agradecimento ao Papa Bento XVI.

 

Leia a mensagem abaixo

 

Queridos irmãos e irmãs, todos os membros da Família Salesiana, amigos de Dom Bosco,

 

Hoje a sede de Pedro é deixada vazia, por causa da renúncia do Papa Bento XVI para continuar no exercício do ministério petrino, que lhe foi confiada há oito anos.

 

Nós, a família de Dom Bosco espalhada por todo o mundo, estamos profundamente agradecidos por este ato corajoso de serviço do nosso amado Santo Padre, e continuaremos  a acompanhá-lo com a nossa sincera simpatia e devoção, como ele mesmo pediu-nos, com a nossa constante oração.

 

Papa Bento XVI, que realizou muitos atos de bondade e carinho para com a nossa família, que era um verdadeiro dom de Deus para a Igreja e para o mundo de hoje. Despediu-se dizendo que ele não se sentiu sozinho, mesmo nos momentos em que parecia que Deus estava dormindo. Queremos assegurar-lhe que ele nunca vai estar sozinho, para seu ensino e sua esplêndida figura imponente permanecerá em nossos corações. A história vai mostrar a sua grandeza humana, seu vigor intelectual, a sua profunda vida espiritual, seu amor indiviso de Cristo, seu grande serviço à Igreja e ao mundo.

 

A Igreja de Deus não é um órfão. O Senhor Jesus, com a cabeça, e o Espírito de Deus, o seu advogado, o governo e orientar o tempo todo.

 

Do meu coração, eu peço para se juntarem a mim em fervorosa oração, juntamente com Maria, a partilha de vida e oração com os Apóstolos, enquanto esperamos com confiança e paz que Deus nos dê um novo pastor segundo o seu coração.

 

A conversão a que chamamos a Palavra de Deus neste tempo quaresmal é a melhor forma de petições a Deus por esta graça.

 

Com amor e lembrança na Eucaristia.

Roma, 28 de fevereiro de 2013

Padre Pascual Chávez V., SDB

Reitor-mor

 

InfoANS