Terça, 11 Julho 2017 17:21

O cenário mundial vai se caracterizando ultimamente cada vez mais por um marcado clima de intolerância difusa: a violência e a xenofobia geram uma cultura de divisão. Desse modo, na vida de cada dia – tanto na família quanto com os amigos e nas associações ou grupos – experimentamos, de um lado, a necessidade de viver relações autênticas e, do outro, a triste realidade do desgaste, da falência...

 

Quarta, 05 Fevereiro 2014 00:21

Foi nos primeiros dias do Ano Novo que o mundo salesiano presenciara mais uma, dentre milhares de mortes derivadas da guerra civil que atinge a Síria desde 2011.

Terça, 11 Junho 2013 17:21

Atendendo ao pedido do governo eleitoapós a chamada Revolução Democrática, que reconheceu o alto valor das escolas e instituições sociais católicas, chegaram à Mongólia em 1992 três sacerdotes (Wenceslao Padilla, Gilbert e Robert) e cinco religiosos da Congregação do Imaculado Coração de Maria.

Em 2002,quando o Vaticano elevou a missão de Ulan Bator a prefeitura apostólica, os fiéis eram apenas 114. A comunidade católica tem crescido, “lenta mas constantemente”, e hoje os cerca de 800 católicos, em um total de 2,7 milhões de habitantes, têm quatro paróquias: três na capital e uma em Darkhan.

No iníciodo novo milênio, monsenhor Wenceslao Padilla chamou os salesianos para a Mongólia. Em 2000, seis salesianos partiram para a missão. Padre Andrew Nguyen Trung Tin, atual superior da Delegação da Mongólia, que era então diácono, explica: “Estávamos prontos para qualquer lugar do mundo. O superior nos confiou a missão de uma obra salesiana na Mongólia, então viemos”.