Terça, 24 Abril 2018 13:42

Escolas incentivam formação de lideranças

Escrito por  Comunicadores salesianos
Classifique este artigo
(1 Voto)
Projeto Liderança - Escola Salesiana São José Projeto Liderança - Escola Salesiana São José Foto: Divulgação

Em várias unidades da RSB-Escolas, a eleição de representantes e líderes de turma é um momento de incentivo ao protagonismo juvenil e à formação cidadã.

 

Dia 14 de março, a comunidade educativa pastoral do Colégio Salesiano Sagrado Coração, em Recife, PE, reuniu-se para a solenidade de posse dos líderes de turmas 2018. O evento, realizado no pátio central e na quadra Pe. Marinho, foi o ponto alto das eleições de lideranças sociais, esportivas e de pastoral no colégio. Durante a cerimônia, a aluna Gigi Paguetti, líder da turma do 7º ano, proferiu o juramento, seguido da execução do Hino Nacional.

 

No Salesiano de Recife, como em muitas outras unidades da RSB-Escolas pelo Brasil, a eleição de representantes e líderes de turmas é um momento importante, pois permite incentivar crianças e adolescentes a participarem efetivamente da comunidade educativa e a assumirem responsabilidades. “Formar ‘bons cristãos e honestos cidadãos’ é uma frase que todo salesiano carrega consigo. Dentro dessa ideia, o ensinar para o espírito social, colaborador, protagonista e de liderança está presente nas ações propostas pela escola. Uma dessas ações é a eleição de líderes, que envolve um processo de reflexão, debate e acompanhamento dos eleitos e dos eleitores, promovido pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico – NAP”, explica André Negreiros, responsável pela Comunicação no Salesiano Recife.

 

Projeto liderança

Também na região Nordeste, o Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora, de Aracaju, SE, promove anualmente o Projeto Liderança, que tem o objetivo de fazer com que os alunos atuem como protagonistas, participando ativamente na resolução de questões do cotidiano da turma e da escola.

 

O projeto contempla a eleição de líderes e vice-líderes para as turmas do 6º ano do Ensino Fundamental II até o 3º ano do Ensino Médio, após um processo que inclui formação e inscrição de chapas, campanha eleitoral com vídeos, apresentação de propostas e votação em urnas eletrônicas (com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral – TRE). A execução fica por conta do SOE (Serviço de Orientação Educacional).

 

“Pensar a educação como processo de formação integral é favorecer para os alunos o desenvolvimento de características como resiliência, empatia, otimismo, boa socialização, organização e participação. Dentro dessa perspectiva, o Projeto Liderança oportuniza ações que trazem o exercício de reflexão e a conscientização quanto ao convívio em grupo, à importância das escolhas, às atitudes e aos valores de cooperação”, afirma a orientadora educacional, Clécia Souza.

 

A aluna Beatriz Melo, do 7º ano, eleita como líder de turma pela segunda vez, comprova o valor dessa experiência. “Sempre gostei de interagir, participar de projetos escolares, ajudar e tentar solucionar problemas; tudo isso tem ajudado no meu desenvolvimento como pessoa. Pela segunda vez fui eleita por meus colegas, e isso me mostra que, além da responsabilidade de representar minha turma, também preciso transmitir bom comportamento e boas atitudes”, considera ela.

 

Liderança democrática

A Escola Salesiana São José, em Campinas, SP, desenvolveu junto aos alunos do Ensino Fundamental II uma proposta que também leva o nome de Projeto Liderança. Durante o mês de fevereiro, os alunos refletiram, durante as aulas de Ensino Religioso e Filosofia, sobre o que é ser um líder, os tipos de liderança e o perfil de um líder democrático.

 

A partir desta reflexão, cada classe reconheceu entre os alunos aqueles que demonstravam as qualidades de um líder democrático, e os mesmos foram convidados a se inscrever para as eleições de represente e vice-representante de classe. A eleição foi realizada nos dias 26, 27 e 28 de fevereiro e 1º de março, com organização da Orientação Educacional. A posse, em 8 de março, deu início à realização prática do que os alunos refletiram em sala de aula: o exercício de uma liderança democrática.

 

No Estado do Rio de Janeiro, duas outras unidades da RSB-Escolas promoveram, em março, processos eleitorais com grande participação da comunidade educativa pastoral: o Instituto Dom Bosco – Salesiano Campos, em Campos dos Goytacazes; e o Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (INSA), na capital fluminense. Como resume o INSA na apresentação dos resultados, “a escolha via eleição dos representantes de turma constitui experiência na formação da cidadania, uma oportunidade de grande valor educativo para a formação de lideranças”.

 

Lido 1305 vezes

Deixe um comentário