Terça, 14 Março 2017 13:40

Princípios norteadores da Articulação da Juventude Salesiana

Escrito por  Princípios norteadores da Articulação da Juventude Salesiana
Classifique este artigo
(0 votos)
Reunião da AJS de Itaquera - SP Reunião da AJS de Itaquera - SP

Você já ouviu falar no documento Princípios Norteadores da Articulação da Juventude Salesiana (PNAJS)? Trata-se de um documento da Pastoral Juvenil Salesiana (PJS) Nacional que apresenta linhas orientativas para a Articulação da Juventude Salesiana (AJS) no Brasil. Essa já é a terceira edição dos Princípios Norteadores da AJS; é fruto de um trabalho conjunto da Comissão Nacional da PJS e do Conselho Nacional da AJS.

Chama-se “princípios norteadores” porque tem como objetivo principal apresentar orientações gerais, apontar um rumo pastoral a seguir para a evangelização da juventude no Brasil na perspectiva do carisma salesiano. Uma vez que vivemos num contexto sociocultural, religioso e eclesial profundamente marcado pelo pluralismo, é de fundamental importância assegurar os valores da espiritualidade salesiana.

O carisma salesiano é um dom do Espírito Santo dado à Igreja através da experiência pedagógica e pastoral de São João Bosco. A sua experiência de serviço à Igreja trabalhando pela salvação da juventude, teve algumas marcas específicas que, para nós hoje, fazem parte do patrimônio da PJS. 

 

Notas específicas

A AJS tem diversas características típicas do carisma salesiano, vivenciadas nos seus mais variados contextos; é uma herança educativo-pastoral de Dom Bosco e de madre Maria Domingas Mazzarello, cofundadora das Filhas de Maria Auxiliadora, deixada aos seus filhos, filhas e outros grupos que formam a Família Salesiana.

Inspirados na experiência evangelizadora deles em meio aos jovens, a AJS assume os seguintes princípios norteadores:

  • Deus ama os jovens, caminha com eles e os chama à santidade; a santidade é possível para todo jovem.
  • Na pedagogia salesiana, a centralidade da pessoa do jovem é uma exigência pedagógica fundamental. Por isso, para educá-lo e evangelizá-lo é preciso primeiro acolhê-lo na situação em que se encontra e, com alegria e otimismo, estimulá-lo a percorrer um caminho de formação humana e cristã.
  • Educar e evangelizar são dois aspectos de um único compromisso: a promoção da salvação da juventude que significa a promoção da educação integral.
  • A missão salesiana em meio à juventude se concretiza com a formação do “bom cristão e honesto cidadão”.
  • O processo de formação humana e de evangelização acontece no cotidiano da vida e é nessa dinâmica que os adolescentes e jovens crescem na santidade.
  • A educação e a evangelização não são experiências sobrepostas ou sucessivas uma à outra, mas trata-se de uma experiência simultânea: “evangelizamos educando e educando, evangelizamos”.
  • O processo de evangelização e educação deve sempre acontecer num ambiente rico de valores humanos, no qual se respira o espírito de família.
  • O processo de evangelização e educação dos jovens acontece através das mais variadas atividades, tais como: esporte, teatro, música, dança, lazer, liturgia etc. Na perspectiva evangelizadora salesiana, toda atividade educativa tem uma intenção evangelizadora e vice-versa.
  • Os jovens também são evangelizadores de outros jovens. Isso acontece por meio da experiência do associacionismo. O grupo é um significativo espaço de formação dos jovens.
  • A pastoral juvenil salesiana é uma ação eclesial. Por isso, a AJS não é um gueto, mas vive e atua em profunda comunhão com as outras expressões juvenis da Igreja onde está situada.
  • A experiência de grupo gera nos jovens o protagonismo juvenil. Dom Bosco, com sua ação evangelizadora, nos ensinou que não devemos simplesmente trabalhar pelos jovens, mas sobretudo com os jovens, para que possam fazer a experiência de protagonismo, assumindo responsabilidade e gerindo a própria a liberdade com responsabilidade e ousadia.
  • A experiência do protagonismo requer dos jovens a liderança organizada, coordenada e assessorada; não se trata de um protagonismo absoluto, mas pedagogicamente acompanhado.

 

A quem interessam os PNAJS?

Os PNAJS são um documento de interesse de todos religiosos SDB e FMA, assessores, coordenadores (líderes) dos grupos, agentes de pastoral,  educadores salesianos e jovens que fazem parte da AJS.

Uma vez que estamos todos envolvidos - de forma direta ou indireta - na evangelização e educação da juventude, somos todos destinatários desse documento. Sua leitura e reflexão certamente vão nos ajudar a compreender melhor a beleza e o dinamismo da evangelização e da organização da juventude salesiana no Brasil.

Desejamos que esse instrumento contribua para que cresça nos educadores salesianos a paixão pela evangelização da juventude e o fortalecimento das diversas formas de organização da AJS, a fim de que tenhamos mais jovens evangelizando jovens. Dom Bosco e Madre Mazzarello, nossos inspiradores e mestres, intercedam pela juventude salesiana para que viva com dignidade e acolha a Jesus Cristo como seu mestre, amigo e Senhor!

 

Padre Antônio de Assis Ribeiro, SDB, é coordenador da Comissão Nacional da PJS.

Lido 7651 vezes
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários