Segunda, 07 Maio 2018 14:02

Para o Dia Mundial das Comunicações de 2018, celebrado em 13 de maio, o Papa Francisco elegeu as “fake news” – notícias falsas – como mote. Sua mensagem para a data tem como tema ‘“A verdade vos tornará livres’ (Jo 8, 32) – Fake news e jornalismo de paz”.

 

 

Sexta, 14 Junho 2013 19:11

Estar entre os melhores do mundo é o sonho de quase todo profissional. Para o estudante do curso de Jornalismo da Faculdade Salesiana de Macaé, RJ, Rui Porto Filho, esse sonho está prestes a se tornar realidade. Ele vai fotografar a Copa das Confederações, que será realizada de 15 a 30 de junho, em seis capitais brasileiras. Ao lado dos melhores repórteres fotográficos da atualidade, ele espera capturar imagens que lhe garantam uma vaga para cobrir a Copa do Mundo de 2014.

 

Há 15 anos trabalhando com fotografia, foi após ter iniciado o curso de Jornalismo que ele diz ter aprimorado o seu olhar. “O curso me ajudou a encontrar novos ângulos para um mesmo assunto, sair do senso comum, visualizar diferentes abordagens para um tema”, disse.

 

 Rui, que começou a trabalhar com fotojornalismo em 2004, afirma que não dá para se tornar um bom profissional sem qualificação. “Eu já tinha feito cursos livres de fotografia. Com a graduação, aperfeiçoei a linguagem jornalística e as coisas foram acontecendo”.

 

Em 2009 ele iniciou a parceria com a agência paulista Fotoarena. E, desde então, fez várias pautas nacionais, como a queda do helicóptero na Bacia de Campos e incursões do BOPE e Policia Federal em Macaé. Algumas dessas pautas renderam ao fotógrafo a publicação de fotos na Veja e na Revista Exame e abriram portas para que ele fosse contratado como freelancer pelo Correio Brasiliense, Jornal Valor Econômico e Editora Abril.

 

Mas foi na cobertura esportiva que Rui acabou se destacando. Com a reabertura do Estádio Cláudio Moacyr, em 2010, e os jogos do campeonato carioca e brasileiro  na cidade, a publicação das suas fotos em jornais como O Globo, Lance!, Extra e O Dia foram se tornando recorrentes - inclusive na capa. Recentemente, ele fotografou o jogo de reabertura do Maracanã junto à imprensa internacional, na partida Brasil x Inglaterra, no dia 2 de junho.

 

 Chegar até aqui é resultado de uma trajetória de grande esforço. Em um mundo em que a imagem fala por si mesma, acho que o fotojornalismo deveria ser mais valorizado. Inclusive esse é o tema da monografia que estou desenvolvendo. Até porque é uma área rentável para quem tem equipamentos próprios e de qualidade.

 

Atualmente Rui trabalha como coordenador de fotografia na Prefeitura de Macaé e é parceiro da Fotoarena e da Agência Internacional Getty Images, que é a agência oficial da Copa das Confederações e da Copa do Mundo no Brasil.

 

Assessoria de Comunicação Salesiana