Missões (331)

Sexta, 18 Novembro 2016 16:53

A Libéria depois do vírus ebola

Escrito por

A Organização Mundial da Saúde (OMS) continua recomendando altos controles sobre possíveis novos focos de ebola: há, entretanto, atualmente, na Libéria, uma preparação mais adequada para identificar, isolar e tratar possíveis novos casos da doença. Segundo o padre Nicolau Ciarapica, SDB, diretor do Centro Dom Bosco, do bairro de Matadi: “As relações sociais, o comércio, a política estão se encaminhando aos ritmos normais… Entretanto nota-se uma distância cada vez maior entre ‘quem está bem’ e os mais necessitados, os mais carentes de educação, de saúde  e de trabalho”.

Quinta, 17 Novembro 2016 13:58

RDC: como salvar as ‘crianças bruxas’...

Escrito por

Uma história incrível  em pleno 2016, mas infelizmente não tão rara na República Democrática do Congo, onde por tantos anos os Salesianos buscam salvaguardar essas crianças da insanidade de algumas pessoas. Neste caso, são 30 crianças feitas reféns e acusadas de bruxaria, obrigadas a trancar-se em casa para não serem queimadas vivas por uma multidão barbaramente feroz. 

Sexta, 11 Novembro 2016 14:00

Aumenta índice de pobreza entre os jovens

Escrito por

Nestas últimas semanas, duas notícias relacionadas aos jovens apareceram nos jornais da América Latina e da Itália tratando do alarmante aumento da pobreza nesse extrato da sociedade. “O velho modelo italiano de pobreza, que via, nos velhos, as pessoas mais pobres, já não vale mais: hoje, a pobreza na Itália é inversamente proporcional à idade, e vai diminuindo com o seu aumento”.

 Há dois anos, a Organização Mundial da Saúde declarou vencida a epidemia do ebola na África Ocidental: a epidemia causou cerca de 4.000 mortos e 14.000 casos de contágio. Hoje, dois anos depois, Serra Leoa caiu no esquecimento. Mais: este país experimentou uma das mais longas e cruéis guerras civis. Entretanto, os Filhos de Dom Bosco sempre optaram por ficar perto da população, perto dos jovens.

Terça, 01 Novembro 2016 19:34

Polônia: qual é a sua missão?

Escrito por

 Houve quem fosse ao fim do mundo para achar uma resposta. Outros ainda não acharam... Mas a pergunta persiste, e é válida para todos: ‘Qual é a sua missão?’. A Procuradoria Missionária de Varsóvia, Polônia, transformou a indagação em uma campanha: “And what is your #mission?” (e qual é sua #missão?).

Gisenyi é uma cidade situada na parte ocidental de Ruanda, muito perto da fronteira com a República Democrática do Congo, próxima à cidade congolesa de Goma, onde estão os salesianos. Gisenyi é conhecida como atração turística e durante o genocídio em Ruanda sediou por algum tempo o governo provisório do país. É dali que escreve Iwona Błędowska, voluntária polonesa do “Voluntariado Internacional Dom Bosco”.

Depois do anúncio de que no dia 16 de outubro celebraria a última missa na Capela de Equipetrol, milhares de fiéis começaram a escrever mensagens de agradecimento ao padre Yohane Bosco Kurahashi, sacerdote salesiano de origem japonesa, que chegou a Bolívia em 22 de fevereiro de 1980: desde então, com o seu carisma, começou a fazer tantos amigos, aos quais agora faltarão as suas missas animadas com os instrumentos musicais que tão bem sabe tocar: gaita de boca, saxofone, pistão e acordeão.
Quinta, 13 Outubro 2016 14:47

O fenômeno das meninas casadas

Escrito por

Para evitar “o fenômeno das esposas-meninas é preciso cuidar da educação: mas não só da assim chamada educação ‘formal’; também da que nós chamamos ‘não formal’. Trata-se de transmitir às crianças os valores éticos, os princípios morais, aumentar a consciência dos próprios direitos”, afirma o salesiano padre George Menamparampil, do Dicastério para as Missões Salesianas, ex-coordenador nacional das Escolas Salesianas na Índia, em uma entrevista realizada por ocasião do Dia Internacional das Meninas e das Adolescentes, que se celebra em todo ‘11 de outubro’ de cada ano.

Em outubro, Mês das Missões, destacamos cinco entre os muitos exemplos da presença missionária salesiana em todo o mundo.

Segunda, 10 Outubro 2016 15:20

México: emergência para o êxodo de migrantes haitianos

Escrito por

Tijuana sempre foi uma cidade de migrantes. Faz anos que para ali chega, do sul do continente,há um intenso fluxo migratório mirando entrar nos EUA. Uma realidade que se mantém. Mas a ela se acrescenta hoje a presença de todos aqueles migrantes que foram repatriados e expulsos pelas autoridades estadunidenses.

Pagina 6 de 24