Missões (369)

Grupo de acadêmicos e colaboradores da Faculdade Salesiana Dom Bosco participou de uma ação de voluntariado missionário junto às comunidades indígenas de Santa Isabel do Rio Negro, no interior da Amazônia.

Começou no dia 23 de abril, em Cachoeira do Campo, MG, o Seminário Continental de Animação Missionária, com o tema “O Primeiro Anúncio e a Missão Salesiana”.  O encontro foi aberto com uma celebração eucarística presidida pelo assessor para o Setor de Pastoral Juvenil e Missões, padre Martín Lasarte.

 

Em seguida, proferiram suas falas a inspetora da Inspetoria Madre Mazzarello, irmã Maria Américo Rolim; o inspetor da Inspetoria São João Bosco (ISJB), padre Orestes Carlinhos Fistarol; o conselheiro regional para a América – Cone Sul, padre Natale Vitali; a presidente da Conferência Interinspetorial das FMA do Brasil, irmã Ana Teresa Pinto; a conselheira geral para as Missões, irmã Alaíde Deretti; e o conselheiro geral para as Missões, padre Guilhermo Basañes.

 

Dentre outras palavras, na saudação de abertura, padre Orestes disse: “Bem-vindos ao território das inspetorias de Belo Horizonte, uma parcela de nossa Congregação onde a missão e o primeiro anúncio acontecem, em geral, no meio urbano, marcado por grandes desigualdades. O missionário e a missionária precisam reservar um tempo para estudo, reflexão, partilha de vivências, encontro com o Senhor. É isto que faremos nesses dias em Cachoeira do Campo, nesta belíssima casa das FMA, que sempre acolhem a todos com amor”.

 

O encontro reúne participantes das inspetorias da América e das Casas Gerais FMA e SDB, com sedes em Roma, na Itália. São 41 Filhas de Maria Auxiliadora; dois salesianos coadjutores; cinco leigos e leigas; 24 salesianos sacerdotes e um presbítero secular convidado da Argentina, padre Carlos Tazzioli. Neste dia 24 de abril será feita uma memória do caminho realizado até este momento, com a apresentação e estudo do Documento Síntese. O seminário segue até o dia 30.

Fonte: Inspetoria São João Bosco

“A Síria é linda! É cheia de convivência. Esta é a sua característica: a convivência!”. Apesar dos seis anos de guerra, continuam no país a solidariedade e a atenção ao próximo, para além das diferenças. Quem o diz é a irmã Carol Tahhan Fachakh, uma consagrada, uma FMA, uma “mulher corajosa” – como o atesta o prêmio internacional que lhe foi atribuído pelo Departamento de Estado dos EUA – . No contexto de um encontro organizado pela Associação “Mulheres no Vaticano”, em Roma, a irmã Carol falou de sua missão em Damasco.

Segunda, 03 Abril 2017 17:11

#Mulheres corajosas

Escrito por

No dia 29 de março de 2017, no Departamento de Estado, em Washington, a primeira dama Melania Trump e o subsecretário para os assuntos políticos, Thomas Shannon, entregaram o International #WomenOfCourage Award. O prêmio foi instituído em 2007 pelo Ministério do Exterior dos Estados Unidos, para homenagear mulheres que desempenham sua missão em zonas precárias ou em terras submetidas a perigos particulares para as pessoas (crianças, jovens, adultos, famílias...)

 

Quinta, 30 Março 2017 16:38

Ex-aluno viaja para missão em Angola

Escrito por

Miguel Valente, 27 anos, ex-aluno de Administração do Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo), unidade Lorena, embarcou neste mês em uma missão de um ano em Angola. Lá, atuará em Luanda (Capital), em uma obra salesiana chamada Ad Gentes.

Terça, 28 Março 2017 16:18

Vietnã: presença salesiana entre minorias étnicas

Escrito por

K’Long é um vilarejo localizado a cerca de 20 km de Dalat, região sul do Vietnã. Os Salesianos se estabeleceram nessa região, povoada prevalentemente pelos membros da tribo K'Ho, em 1975. Com o passar dos anos, mesmo com uma presença muito limitada entre a população local, os Filhos de Dom Bosco desenvolveram a sua atividade através de um amplo e intenso trabalho socioagrícola (produção de hortigranjeiros, frutas, flores) e da promoção da cultura K’Ho, da educação e da evangelização.

O centro salesiano “Don Bosco Friend of Youth” (Dom Bosco Amigo da Juventude), de Mandalay, oferece proteção, assistência sanitária e educação formal ou não formal a dezenas de crianças. No âmbito de suas atividades, o responsável da obra, P. Peter Myo Khin, vai com seus colaboradores às estações ferroviárias e de ônibus para ajudar as crianças e jovens que vivem pelas ruas de Mandalay, segunda maior cidade do país.

Durante 40 dias no Brasil, para uma série de reuniões junto aos educadores, grupos de pastoral, representantes das áreas de ação social das obras, e entre outros um encontro com jovens das várias regiões do Brasil, padre Daniel Garcia Reynoso, representante do Dicastério para Pastoral Juvenil, veio acompanhar a animação pastoral e aprofundar seus conhecimentos junto às coordenações de Ação Social. Sua chegada foi a partir de Brasília, e o término de sua série de visitas foi na Inspetoria São Domingos Sávio (Manaus).

Perto de 10 mil jovens reuniram-se dia 11 de março, para o evento “Flame 2017”, organizado pela Federação de Pastoral Juvenil e pela Conferência Episcopal da Inglaterra e País de Gales. O cardeal salesiano dom Charles Maung Bo, arcebispo de Yangun, Mianmar, foi convidado especial do evento e fez algumas declarações à “Salesian Link”, Secretaria de Comunicação Social, da Inspetoria da Grã-Bretanha.

"Sou Salesiano de uma Inspetoria com uma grande história de trabalho missionário entre os indígenas, de modo especial, entre os Bororo. Ao longo de minha formação religioso-salesiana, fui lendo econhecendo algo mais, acerca dessa história." 
Pagina 6 de 27

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários