Missões (369)

Anthony Leung é um jovem clérigo salesiano nascido em Hong Kong e chamado a ser missionário; atualmente, ele faz um período de formação de dois anos em Serra Leoa, na África. É o segundo missionário na história salesiana que provém da China. Anthony visita todos os dias as escolas salesianas, participa com os jovens dos jogos e da catequese e, sobretudo, difunde a alegria de Dom Bosco para que, como fez, sejam no futuro “bons cristãos e honestos cidadãos”.

 

Sexta, 30 Junho 2017 18:31

Kosovo – A alegria de servir a Deus

Escrito por

“Por que você está sempre feliz?” – é a pergunta que as crianças e os jovens de Gjilan fazem constantemente a José Liano, salesiano da Guatemala (América Central) ainda em formação, durante o seu serviço missionário em Gjilan, Kosovo. A sua alegria – evidentemente bem visível – vem de longe. Eis como ele mesmo nos diz:

 

Em clima de muita seriedade e fraternidade, os delegados e delegadas de Animação Missionária de todas as inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) do continente americano reuniram-se no Retiro das Rosas, em Cachoeira do Campo, MG, para o estudo e partilha do tema: “O Primeiro Anúncio e a Missão Salesiana”. Todo o encontro, realizado entre os dias 23 e 30 de abril, foi organizado e mediado por padre Martin Lasarte, SDB, e irmã Maike Loes, FMA, e foi assessorado por grandes estudiosos da Família Salesiana, como o padre Alfred Maravilla, SDB, e a irmã Maria Ko Fong, FMA.

 

O ‘Dia Missionário Salesiano 2017’ focaliza o Primeiro Anúncio do Evangelho entre os Povos Indígenas da América. Ele oferece, portanto, uma boa oportunidade para conhecer melhor a mais longa experiência missionária da Congregação Salesiana, iniciada na Patagônia por Dom João Cagliero. Entre os missionários presentes hoje no Continente americano, exatamente entre a Patagônia e a Pampa argentina, está o padre Natalino Venâncio Freitas de Jesus, originário de Timor-Leste (Extremo Oriente).

 

“A minha vocação para ser missionário entre os povos indígenas veio de minha avó. Tinha sangue indígena. É, pois, algo genético essa minha proximidade a esses povos”. Este é o testemunho do missionário salesiano padre Lázaro Santos, diretor e pároco da Missão Salesiana no rio Maturacá, AM.

 

“O tempo que passei em Timor-Leste foi de tal forma extraordinário para mim que não consigo resumir em poucas palavras”: quem o diz é Simon Mühlbauer, 19 anos, alemão, voluntário no programa “Don Bosco Volunteers”. Tendo-se diplomado no ano passado, decidiu, antes de começar a universidade, dedicar um ano de sua vida como voluntário. Depois de alguns meses, sente-se à vontade para “partilhar conhecimentos, experiências, vida” relativamente ao voluntariado transcorrido em Fatumaca, Timor-Leste.

 

De 18 a 20 de maio de 2017, Ir. Widad, Ir. Jeand’Arc e a Inspetora Ir. Lina Abou Naoum, depois de sete longos anos, puderam transcorrer algum tempo em Aleppo, na Síria. Encontraram os Irmãos Salesianos e o diretor Pe. George Fattal, que as receberam e lhes ofereceram o almoço e grande quantidade de víveres para levar à velha casa de Aleppo; os Cavaleiros de Malta que compartilharam a propriedade da casa e com eles estudaram as possibilidades de restauração e das futuras atividades em favor das missões; os sacerdotes Melquitas da Igreja dedicada a Santa Teresinha do Menino Jesus, padre Bassam Ashaji e padre Joseph Katat, que prometeram colaboração e incentivaram o retorno; o bispo latino da Síria, dom George Abou Khazen, que lhes deu sua bênção e tantos outros amigos entre os quais as Irmãs de Madre Teresa de Calcutá, as Irmãs de São José, as Irmãs do Hospital São Luís, as Irmãs Carmelitas, as Irmãs Armênias, as mulheres, os jovens, os vizinhos.

Terça, 13 Junho 2017 15:46

Mianmar: um dia com Maung Zaw Oo

Escrito por

Maung Zaw Oo é um rapaz birmanense que experimentou o abandono, a solidão, a vida de rua... Mas que graças ao Centro Juvenil Salesiano, de Mandalay, iniciou uma vida nova.

“Devemos fazer justiça, não só falar sobre ela!”. Foram as palavras ouvidas durante um retiro nos Estados Unidos em 2010, que motivaram o Salesiano Coadjutor australiano, David O’Brien, a entrar na rede “ACRATH” (Australian Catholic Religious Against the Trafficking of Humans – Religiosos Católicos da Austrália contra o Tráfico humano).

Em 2017, as Filhas de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas - FMA) completam 94 anos de presença na Amazônia, precisamente nos estados do Amazonas, do Pará e de Rondônia. De presente, Dom Bosco e Mazzarello resolveram interceder e ampliar a missão, alargando o olhar e o trabalho de evangelização com e entre os jovens para a “periferia” de Roraima: em Rorainópolis, onde é iniciada a primeira presença salesiana em mais um estado do Norte do País.

Pagina 5 de 27

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários