Missões (331)

o último andar de um edifício ministerial de Antananarivo, Madagascar, ressoa o barulho das batidas de martelo. É o trabalho dos 29 estudantes do curso de Edilícia do Centro de Formação Profissional (CFP) salesiano “Centre Notre Dame de Clairvaux” (CNDC), de Ivato, Antananarivo, a quem foi confiada a reestruturação de alguns locais.

Segunda, 28 Março 2016 17:18

Suazilândia: “o país menos saudável do mundo”

Escrito por

A Suazilândia é um país espremido entre a África do Sul e Moçambique, com a mais alta taxa de pessoas contaminadas pelo HIV no mundo e com 69. 000 doentes de AIDS sobre quase um milhão de habitantes. Segundo o relatório anual das Nações Unidas, é considerado “o país menos saudável do mundo”. Nessa pequena porção de mundo, os Salesianos continuam a sua missão de tornar concreta a mensagem de Cristo.

O projeto “Aprendizado de atividades por meio da formação e educação dos jovens em condições de exclusão social e alfabetização das mulheres do bairro de Yoff”  foi concluído, no último dia 11 de março, no centro salesiano “Kër Don Bosco”, em Dakar, no Senegal. Projeto que enfrenta, ao mesmo tempo, os problemas da elevada taxa de desemprego juvenil de Yoff, atribuídos às poucas qualificações profissionais de muitos jovens em situação de risco, e à condição de vulnerabilidade das mulheres daquela região.

Quinta, 17 Março 2016 17:33

Mongólia: o trabalho missionário salesiano

Escrito por

“Fico preocupado ao pensar nas crianças que encontro todos os dias. As famílias mongóis não cuidam dos filhos: interessam-se apenas quando o governo lhes dá algum dinheiro. A falta de renda, também faz com que facilmente as famílias se separem. As crianças sofrem mais porque ficam pelas ruas onde roubam, sofrem abusos sexuais ou se prostituem”. É a dura realidade narrada pelo salesiano irmão Krzysztof Gniazdowski, missionário na Mongólia.

A ‘Don Bosco Technological  Institute’ (DBTI) é uma instituição universitária de Porto Moresby, Papua-Nova Guiné, onde os Salesianos de Dom Bosco (SDB) e as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) trabalham juntos na preparação dos jovens para serem instrutores técnicos e educadores nas escolas secundárias. Ela visa a formação de estudantes para serem ‘servi-líderes’ (Jo 13,13-14) em sua sociedade.

Terça, 01 Março 2016 17:57

Peru: Salesianos pela educação dos jovens

Escrito por

Os dados acerca da situação das crianças e dos adolescentes no Peru são preocupantes. Mais de 120.000 adolescentes já trabalham sem estudar. Todos os dias podem-se encontrar milhares de crianças trabalhando pelas ruas: vendendo balas, engraxando sapatos, limpando pára-brisas. Os Salesianos do Peru optaram por mudar a vida de milhares desses pequenos ‘trabalhadores’; e depois de 33 anos voltaram a reunir-se na mesma cidade em que foi fundada a primeira “Casa Dom Bosco”, em 1983, em Arequipa.

 

 

 

Joseph Sinnott, rapaz estadunidense, aluno de colégio salesiano e escoteiro, completou um projeto para a coleta e conserto de bicicletas em favor de alguns alunos salesianos no Camboja.

Terça, 23 Fevereiro 2016 17:14

Agricultura: oportunidade educativa para os jovens

Escrito por

Uganda é um país predominantemente agrícola, com 80% da sua superfície dedicada à agricultura. Os jovens, contudo, buscam trabalho nas áreas urbanas, com frequência deixando incultas as pequenas propriedades agrícolas das zonas rurais. No país, de solo fértil, registram-se duas estações de chuva por ano, que se traduzem em duas colheitas anuais, e os Salesianos começaram a tirar vantagem desta situação para oferecer uma nova oportunidade educativa.

Segunda, 22 Fevereiro 2016 16:06

Índia: uma esperança para as crianças portadoras de HIV

Escrito por

No sul do estado indiano de Tâmil Nadu, os Salesianos assumiram, com alegria e dedicação, um bom número de crianças e adolescentes que entre outras coisas não conseguem ter uma infância. São as que vivem com o vírus HIV.

Segunda, 15 Fevereiro 2016 16:46

Argentina: Centenário da obra salesiana de Tucumán

Escrito por

O centenário da presença salesiana em Tucumán, Argentina, é uma data profundamente significativa para a história social, religiosa e cultural da cidade. Dois sacerdotes, um clérigo tirocinante e três salesianos irmãos chegaram a Tucumán em 11 de fevereiro de 1916. Na época, ninguém poderia suspeitar da dimensão que aquela presença iria adquirir no decurso do tempo, embora já se pudesse supor, pelo quanto os salesianos estavam em condições de fazer e de quanto tinham mostrado ser capazes, desde 1875, ano da sua chegada à Argentina, no vasto campo da evangelização da Patagônia.

Pagina 10 de 24