Missões (342)

Terça, 19 Julho 2016 15:36

Procuradoria salesiana forma jovens voluntários

Escrito por

O que motiva rapazes e moças na flor da juventude a dedicar suas vidas, ou pelo menos um tempo livre, à solidariedade? A resposta não pode ser escrita. Magdalena Sipajlo e Sofia Ruducha, voluntárias formadas pela Procuradoria Missionária Salesiana, de Varsóvia, Polônia, voltaram para casa no dia 11 de julho, depois de um ano de voluntariado missionário, na Zâmbia, um período carregado de grandes esperanças e muito entusiasmo, levando em seus corações os olhos brilhantes de tantas crianças e adolescentes...

Poucos de nós conhecem Moçambique. O título de um jornal conta a verdadeira história: “Saindo do Inferno de Moçambique”. “Cerca de 250 refugiados chegam diariamente a Maláui vindos de Moçambique desde que, em fins de novembro, começaram as tensões entre as forças governamentais e a oposição”, escreve o jornal “O Mundo”. Paco Pescador, missionário salesiano, fala-nos da difícil situação atravessada atualmente,  por causa da seca e do conflito entre o governo e rebeldes.

Terça, 05 Julho 2016 14:32

Ruanda: uma escola profissionalizante em Muhazi

Escrito por

Muhazi é uma pequena aldeia próxima de Kigali, Capital de Ruanda. Falar de Ruanda traz à mente recordações de morte e destruição, contudo junto com a sangrenta história cresce uma nova história de esperança e de futuro. Os salesianos estão em Ruanda desde 1953 e mediante seis presenças oferecem oportunidades de instrução/educação a muitos jovens. Na capital, rodeada de montanhas e vales verdejantes, muitos dos habitantes ou deixaram de estudar quando estavam no ensino fundamental ou jamais frequentaram uma sala de aula.

Terça, 28 Junho 2016 14:57

Peru: ser missionário é semear

Escrito por

Os Achuar são um povo indígena pertencente à família jivaroana como os Shuar, Shiwiar, Awajunt e Wampis; vivem entre o Peru e o Equador. São encontrados nas margens do rio Pastaza, Huasaga. O vocábulo “Achuar” tem sua origem no nome das grandes palmeiras. Os habitantes locais traduzem achuar como homem do pântano. Nesse lugar, teve início a aventura missionária do padre Luis Bolla, que durante 50 anos fez da missão uma paixão para levar a Palavra de Deus. E nesse mesmo lugar, o padre José Kamza, SDB, missionário polonês continua o trabalho.

Durante o mês de maio, a aluna do curso de Ciências Biológicas da Faculdade Católica Salesiana, em Vitória, ES, Nataly Gerhardt, realizou uma missão na Amazônia. Além da evangelização, ela desenvolveu ações de promoção à saúde e ecologia nas comunidades ribeirinhas. Confira o depoimento dela:

Padre Noble Lal, primeiro salesiano padre paquistanês, ordenado sacerdote em 24 de maio, contou sua história vocacional a Agência de Notícias Salesianas (InfoANS). Leia abaixo:

Na Índia cerca de 60 milhões de meninos e meninas realizam trabalho infantil, os chamados “trabalhadores ocultos”, que fazem qualquer tipo de trabalho na economia submersa. Apesar de o governo da Índia garantir educação gratuita e obrigatória a todas as crianças, entre 6 e 14 anos, e proibir o seu recrutamento, o problema continua a ser uma das maiores chagas desse país.

Segunda, 20 Junho 2016 18:31

Sudão: jovens do reformatório recebem diplomas

Escrito por

A partir do exemplo do próprio Dom Bosco, o Centro de Formação Profissional “St. Joseph”, de Cartum, no Sudão, trabalha para oferecer uma segunda oportunidade aos jovens que cometeram algum crime. O centro acolhe e forma os jovens acima de 17 anos dos dois reformatórios da cidade, Kobar e Jeref.

Sexta, 17 Junho 2016 17:39

Quando quase todos vão embora, os salesianos ficam

Escrito por

O bairro Marconi é chamado de zona vermelha de Montevidéu. “Dizem que é a zona mais perigosa da Capital. Dizem que a polícia não entra, que é um refúgio de delinquentes, narcotraficantes e jovens problemáticos. Dizem isso e muito mais, mas há quem diga outra coisa”. No bairro Marconi, funciona a Escola Profissional do Movimento Tacurú, dos Salesianos, e é cenário constante de violência e morte. A insegurança reinante fez com que quase todos os prestadores de serviço deixassem o bairro. Os Salesianos decidiram ficar para conter e acompanhar os jovens e as famílias do lugar.

A minha vocação à vida religiosa missionária "ad gentes" relembra muito a de Samuel. Aconselhado por Eli, o menino Samuel reconheceu o chamado de Deus: ‘Fala, Senhor, que o teu servo escuta’ (1Sm 3,9).

Pagina 9 de 25