Quarta, 07 Junho 2017 12:31

Todos os meses, o Reitor-mor dos Salesianos escreve um artigo para os leitores do Boletim Salesiano. Na edição de junho, ele fala da visita realizada ao Campo de Refugiados de Kakuma, no Quênia.

Quarta, 26 Abril 2017 16:06

Segunda-feira, 24 de abril, o Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, encontrou-se com a humanidade sofredora acolhida no Centro de Refugiados de Kakuma, no Quênia, África. Os Salesianos são a única realidade presente no interior do campo: todas as demais organizações, religiosas, não governamentais, também das Nações Unidas ou das agências correlatas, residem fora. Os filhos de Dom Bosco, em uma situação de partilha total com os refugiados de Kakuma, animam uma paróquia, com diversas estações missionárias, para o cuidado pastoral dos refugiados cristãos; e uma Escola Técnica (com mais três centros satélites), a qual proporciona tanto Cursos de formação técnica quanto de língua inglesa.

Quarta, 01 Março 2017 16:32

No dia 18 de fevereiro, em Barcelona, Espanha, realizou-se uma manifestação em favor dos refugiados e migrantes, da qual participaram cerca de 200 mil pessoas, à luz do lema “Basta de desculpas, #QueremosAcolher”. Uma campanha dirigida aos governos europeus a fim de que sejam acolhidas as pessoas refugiadas e migrantes. À frente do desfile estavam Josep María Torrents, presidente da ONG salesiana “VOLS”, e Begoña Simal, secretária técnica, acompanhada por outros colaboradores da ONG.

Fonte: Info ANS

Terça, 24 Janeiro 2017 16:31

“Urge pôr fim às guerras que ainda atravessam o Mianmar e fazer do ano de 2017 o ano da paz”. Estes eram os votos que fazia há poucas semanas o cardeal salesiano dom Charles Maung Bo, arcebispo de Yangun, Mianmar, referindo-se à sua pátria, torturantemente afligida por decênios de guerra. Mas para que o seu augúrio se torne realidade há ainda muito por fazer. Em Namtu, no nordeste do Estado de Shan, onde em novembro houve violentos confrontos, a situação continua tensa; e são dezenas de pessoas que estão ainda acampadas na paróquia salesiana, único lugar em que se sentem realmente seguras.

Terça, 17 Janeiro 2017 14:35

Segundo representante da ONU, um em cada oito migrantes é uma criança, além disso, uma em cada 200 crianças é refugiada.

Quarta, 11 Janeiro 2017 14:23

No início de outubro, o furacão Matthew, o mais forte enfrentado no Caribe desde 2007, atingiu o Haiti, deixando centenas de mortos e milhares de pessoas desabrigadas. O Haiti é o país mais pobre das Américas e ainda está em processo de recuperação por outra catástrofe natural: um terremoto que devastou o país em 2010. Assim como naquele ano, os Salesianos, as Filhas de Maria Auxiliadora e toda a Família Salesiana no país se empenham para atender as necessidades da população.

Sexta, 16 Dezembro 2016 16:26

Os Salesianos de Dom Bosco (SDB) consideram, há mais de 150 anos, os menores (crianças/adolescentes) sujeitos ativos de direitos; e pesquisam o potencial positivo de cada um deles individualmente, para fazê-lo desabrochar com a educação. Em todo o mundo, entretanto, são milhões os “Menores Estrangeiros Desacompanhados” (MSNA, sigla em italiano), uma das categorias mais vulneráveis às violências, à exploração, a violação dos Direitos Humanos. Por ocasião do ‘Dia Internacional pelos Direitos dos Migrantes’, que se celebra em 18 de dezembro de cada ano, o 'Don Bosco International' (DBI) apresenta algumas linhas guias a fim de que o trabalho da Família Salesiana com esses menores seja sempre qualificado e respeitoso das suas exigências específicas.

Quinta, 27 Outubro 2016 14:12

As palavras do Papa Francisco pareceram tiradas dos padres da Igreja, mas com uma linguagem muito atual diante de uma realidade tão premente em que vivem os refugiados, sobretudo, os refugiados jovens. O Papa Francisco insistiu que “só a acolhida não basta. Não basta dar um pãozinho se não o acompanha a possibilidade de aprender a caminhar com as próprias pernas. A caridade que deixa o pobre como está não é suficiente”. Os Salesianos estão cientes desta crua e desesperadora realidade: eles e a “Fundação Paribas” unem forças para favorecer o trabalho com os menores refugiados nas obras de Munique e no Centro Juvenil Dom Bosco de Nuremberg.