Sexta, 26 Maio 2017 13:05

Ação social salesiana: crescer em rede

Escrito por  Equipe RSB-Social
Classifique este artigo
(1 Voto)
Visita de padre Daniel ao Núcleo Domingos Sávio - Itapevi Visita de padre Daniel ao Núcleo Domingos Sávio - Itapevi

Salesianos de Dom Bosco (SDB) e Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), desde 2015 vêm se organizando em uma ação social conjunta dentro da Rede Salesiana Brasil (RSB).

Em um mundo no qual estar “conectado”, “articulado” e “integrado” são as palavras de ordem, desenvolver um trabalho social capaz de responder aos grandes desafios de hoje requer a capacidade de trabalhar desta mesma forma, ou seja, em rede. Com esse espírito é que os Salesianos de Dom Bosco (SDB) e as Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), desde 2015 vêm se organizando em uma ação social conjunta dentro da Rede Salesiana Brasil (RSB).

Há mais tempo – desde 2002 – a RSB movimenta nessa mesma direção as escolas. Com igual compromisso seguem agora o mesmo caminho a ação social, a comunicação e as instituições universitárias salesianas. Trabalhar em rede (aproximando obras e presenças, partilhando experiências, integrando forças, construindo novos caminhos) torna-se, no contexto atual, exigência fundamental para uma ação sempre mais qualificada.

Pouco mais de dois anos de caminhada têm mostrado que as FMA e os SDB, ao unirem-se como Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social), trazem maior visibilidade e qualidade para o bem que é feito em todo o país. Esta rede engloba hoje cerca de 128 obras ou presenças sociais; atende mais de 80 mil crianças, adolescentes e jovens e envolve mais de cinco mil educadores (religiosos e religiosas, leigos e leigas, contratados e/ou voluntários). Assim se tem maior e melhor consciência de quão significativo é o compromisso salesiano com as questões sociais que afetam a vida de tantos brasileirinhos e tantas brasileirinhas.

Os números citados são relativos a ações que ofertam: contra-turno escolar, formação profissional, aprendizagem e encaminhamento para o trabalho, acolhimento institucional, enfrentamento ao trabalho infantil e à exploração sexual de meninas e meninos, atuação em meio a populações indígenas e comunidades quilombolas e até mesmo o empenho em ajudar adolescentes e jovens envolvidos na prática de atos infracionais ou com a dependência química. Uma missão educativa que leva promoção e formação espiritual por meio da arte, da música, do esporte, da cultura e de muitas outras oficinas e atividades.

Considerando as diferentes necessidades regionais e os variados contextos culturais, a diversidade de estruturas e dos tipos de projetos levados adiante em cada região ou cidade, articular-se e integrar-se não é tarefa fácil, ainda que necessária. Buscar caminhos para uma aproximação e construir processos que levem à realização do bem de forma eficiente e eficaz, ou seja, com bons e consistentes resultados, constitui-se num grande desafio.

É esse o desafio que se tem buscado superar com o fortalecimento da identidade carismática salesiana e um empenho renovado dentro de seis grandes compromissos fundamentais. Tudo tendo em vista a realização do Projeto Educativo Pastoral Salesiano, que Dom Bosco e Madre Mazzarello traduziam de forma simples com o motu “formar bons cristãos e honestos cidadãos”.

 

Um grande acerto institucional e carismático

Ao longo dos meses de fevereiro e março, o padre Daniel García, salesiano que atua junto ao Dicastério da Pastoral Juvenil da Congregação Salesiana, na Itália, veio ao Brasil para conhecer o trabalho realizado em rede pela ação social. Leia a seguir suas impressões:

A articulação da Rede Salesiana no campo da ação social é um grande acerto institucional e carismático no contexto do Brasil salesiano (SDB-FMA). A articulação favorece a sinergia dos projetos e programas de atenção às crianças, aos adolescentes e aos jovens em situação de vulnerabilidade social, torna visíveis o carisma, a unidade e a identidade salesiana, e favorece a educação social para aqueles que, participando dos projetos educativos pastorais das obras salesianas, experimentam pessoalmente um projeto integral que favorece o amadurecimento e o crescimento. Sem dúvida a RSB-Social é a expressão conjunta e orgânica, na qual o carisma salesiano é vivido como pedagogia e espiritualidade nas comunidades educativo-pastorais.

Visitando as inspetorias salesianas do Brasil e nelas algumas obras e serviços sociais dos SDB e das FMA, percebi o benefício de se ter projetos em comum e processos com unidade, pois assim se garante a qualidade institucional, se compartilham os processos de formação, se aproveitam melhor as oportunidades financeiras para a sustentabilidade dos projetos, se enriquece a reflexão. Ao mesmo tempo, se enfrentam melhor os desafios da ação social. Sem dúvida é uma grande oportunidade para somarmos ações educativas e pastorais de grande impacto social, que ajudam a transformar o entorno e a formar pessoas melhores em todas as suas dimensões.

Ao passar por algumas presenças constatei o interesse pela “sustentabilidade carismática”, apoiada na vivência espiritual salesiana, como critério de identidade da comunidade educativo-pastoral, traduzindo na prática o Sistema Preventivo como pedagogia cotidiana que se respira num ambiente sereno e alegre, que gera um forte sentido de pertença ao carisma e à Família Salesiana. Percebi também a preocupação e a atenção com a Pastoral nas obras, o que é um sinal muito visível de que se atinge a finalidade da missão salesiana nessas presenças. Agradeço por poder conhecer de perto essa bonita realidade. 

Lido 323 vezes

Deixe um comentário