Quinta, 01 Agosto 2013 16:13

O Adeus do Santo Padre: “Parto com a alma cheia de recordações felizes”

Escrito por  RSE Informa
Classifique este artigo
(0 votos)

Após os principais eventos da JMJ, a vigília de oração e a missa de envio, o Papa Francisco fez uma despedida especial para os voluntários da Jornada Mundial da Juventude no domingo, 28 de julho. Ele falou para 12 mil pessoas no Centro de Convenções Riocentro. Ao começar sua fala, o papa mostrou profunda gratidão aos voluntários: “Não podia regressar a Roma sem antes agradecer, de modo pessoal e afetuoso, a cada um de vocês pelo trabalho e dedicação com que acompanharam, ajudaram, serviram aos milhares de jovens peregrinos; pelos inúmeros pequenos detalhes que fizeram desta Jornada Mundial da Juventude uma experiência inesquecível de fé”.

O pontífice comparou o trabalho dos jovens à missão desempenhada por um dos santos mais queridos da Igreja: “O serviço que vocês realizaram nestes dias me lembrou da missão de São João Batista, que preparou o caminho para Jesus. Cada um, a seu modo, foi um instrumento para que milhares de jovens tivessem o ‘caminho preparado’ para encontrar Jesus”, ressaltou.

 

No ponto alto do discurso, o papa voltou a falar do protagonismo juvenil e da retomada de valores que vão contra a “cultura do provisório”: “Há quem diga que hoje o casamento está ‘fora de moda’; na cultura do provisório, do relativo, muitos pregam que o importante é ‘curtir’ o momento, que não vale a pena comprometer-se por toda a vida, fazer escolhas definitivas, ‘para sempre’, uma vez que não se sabe o que reserva o amanhã. Em vista disso eu peço que vocês sejam revolucionários, que vão contra a corrente; sim, nisto peço que se rebelem: que se rebelem contra esta cultura do provisório que, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de ‘ir contra a corrente’. Tenham a coragem de ser felizes!”.

As últimas palavras no embarque

Em seu último momento no Brasil, na base aérea do Galeão, o Papa Francisco agradeceu às autoridades, organizadores da Jornada Mundial da Juventude e todos os peregrinos. Ali mesmo, antes de seguir carregando a sua maleta até o avião, o Santo Padre dirigiu suas últimas palavras a todos os que lhe acolheram: “Queridos Amigos, dentro de alguns instantes, deixarei sua Pátria para regressar a Roma. Parto com a alma cheia de recordações felizes; essas – estou certo – tornar-se-ão oração. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, este povo tão grande e de grande coração; este povo tão amoroso”, declarou.

 

Com o sorriso de sempre no rosto, o papa voltou a mostrar confiança em numa mudança de grandes proporções pelo mundo, que partirá da acolhida do evangelho pela juventude e da formação de novos missionários da fé: “Muitos de vocês vieram como discípulos nesta peregrinação; não tenho dúvida de que todos agora partem como missionários. A partir do testemunho de alegria e de serviço de vocês, façam florescer a civilização do amor. Mostrem com a vida que vale a pena gastar-se por grandes ideais, valorizar a dignidade de cada ser humano, e apostar em Cristo e no seu Evangelho. Foi Ele que viemos buscar nestes dias, porque Ele nos buscou primeiro, Ele nos faz arder o coração para anunciar a Boa Nova nas grandes metrópoles e nos pequenos povoados, no campo e em todos os locais deste nosso vasto mundo. Continuarei a nutrir uma esperança imensa nos jovens do Brasil e do mundo inteiro: por meio deles Cristo está preparando uma nova primavera em todo o mundo. Eu vi os primeiros resultados desta sementeira; outros rejubilarão com a rica colheita”.

 

Ao final, lembrou de sua passagem por Aparecida e pediu oração a todos os fiéis. “O meu pensamento final, minha última expressão das saudades, dirige-se a Nossa Senhora Aparecida. Naquele amado Santuário, ajoelhei-me em prece pela humanidade inteira e, de modo especial, por todos os brasileiros. Pedi a Maria que robusteça em vocês a fé cristã, que é parte da nobre alma do Brasil. O Papa vai embora e lhes diz 'até breve', um 'até breve' com saudades, e lhes pede, por favor, que não se esqueçam de rezar por ele. Este Papa precisa da oração de todos vocês. Um abraço para todos. Que Deus lhes abençoe!”, despediu-se.

 

Acesse o portal do RSE Informa e veja a tirinha da Nossa Turma sobre este momento.

 

RSE Informa

Lido 10048 vezes Modificado em Quinta, 01 Agosto 2013 19:04
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários